SOCIAL MEDIA

16 de dezembro de 2021

Heartstopper, volumes 1 e 2 | Alice Oseman


Heartstopper é uma série em forma de quadrinhos criada por Alice Oseman, publicada primeiramente em forma de webcomic. Os protagonistas, Charlie e Nick surgiram pela primeira vez no romance de estreia da autora, Um Ano Solitário, que conta a história de Tori, irmã mais velha de Charlie. Os dois não têm muito destaque nessa trama, mas Oseman tinha muita vontade de contar como os dois garotos, que estão num relacionamento amoroso, se conheceram e passaram a namorar. E foi assim que surgiu Heartstopper: Dois Garotos, Um Encontro, o primeiro volume. 

De primeiro momento, pode parecer um pouco complexo a questão de como Nick se aproxima de Charlie, uma vez que ele é super popular por jogar no time de rúgbi, além de ser próximo de vários caras bem babacas, equanto Charlie é um garoto bem tímido e inseguro. Eu digo que é difícil entender, mas parando para pensar, os clichês escolares costumam ser assim, né? Uma pessoa popular, uma pessoa nerd, alguma coisa aproxima as duas e pronto, o romance está no ar. A diferença é que, desde o início, Nick se mostra muito diferente dos seus "amigos", muito educado, amigável, fofo... E foi isso que me conquistou. Não teve nenhum drama, a não ser Charlie jurar que Nick é hétero, rs.

Engraçado como nós estereotipamos as pessoas, não é mesmo? Por exemplo, é muito fácil para as pessoas aceitarem que Charlie gosta de meninos, simplesmente porque desde sempre ele foi mais sensível e quietinho, então essas características já foram associadas ao fato de ele ser gay. Nick, por sua vez, é todo forte, pratica um esporte considerado masculino, faz parte de um grupo composto majoritariamente por garotos hétero-cis... Então ninguém imaginaria que ele fosse tão sensível quanto Charlie e pudesse se apaixonar por ele. 

Gostei também da forma como Alice Oseman explorou a questão do bullying (que eu particularmente prefiro chamar de homofobia) quando Charlie foi obrigado a sair do armário por ter sido alvo de fofocas. Isso acontece bastante, principalmente com pessoas na faixa etária dos protagonistas, entre 14-17 anos. Inclusive, o volume 2, Heartstopper: Minha Pessoa Favorita está de parabéns nesse quesito. Nick percebeu que realmente queria ficar com Charlie, mas não estava necessariamente pronto para contar para as pessoas que também gostava de meninos e em momento algum foi forçado a isso.


Fiquei apaixonada pela forma como eles se apaixonaram, rs. Tudo começou com uma amizade, mas desde o início estava muito na cara que eles se gostavam, só não sabiam como admitir. É simplesmente muito fofo, quase explodi de tanto amor. Eu sou muito fã de relacionamentos simples, sem drama, sabem? Nada de reviravoltas mirabolantes estilo novela das nove, só algo calmo que flui perfeitamente com o passar do tempo. E Heartstopper é exatamente assim. 

Fiquem avisados: é impossível parar no primeiro volume. Logo que termina, já queremos dar continuidade na trama. Primeiro porque Charlie está apaixonado, mas acha que não é correspondido. Em segundo lugar, Nick está tentando entender quem ele realmente é, do que gosta, e isso tudo tem a ver com querer se abrir para as pessoas e ao mesmo tempo sentir medo, visto que nem sempre somos aceitos quando assumimos ser "diferentes" do que a sociedade espera. A coisa que eu mais amei no volume 2 e que realmente me deixou emocionada foi o apoio que Nick recebeu da sua mãe. Ai, gente, queria que fosse assim com todo mundo, juro! Coisa mais linda de se ver!

Além disso, a representatividade de Heartstopper não se limita a Charlie e Nick. Tem um casal composto por meninas, personagem trans, uma professora topíssima que tenta a todo custo corrigir seus alunos babacasa e diálogos importantíssimos para a geração atual. Por falar nisso, acho essa história perfeitinha demais para adolescentes, principalmente àqueles que estão se encontrando no universo LGBTQIA+.

Ah, queria falar especialmente sobre a tradução de Guilherme Miranda, que ficou maravilhosa demais! Isso porque ele conseguiu transformar várias referências de forma que fizessem sentido para nós, brasileiros, e isso é um trabalho excepcional! Além de tudo, combinou perfeitamente com traço delicado de Alice Oseman. Gente, não vejo a hora de ter os próximos volumes em mãos, meu coração clama por mais.

Título Original: Heartstopper ✦ Autora: Alice Oseman
Páginas: 288 + 320 ✦ Tradução: Guilherme Miranda ✦ Editora: Seguinte
Livros recebidos em parceria com a editora

10 comentários :

  1. As HQs que me conquistaram pela história sensível, tocante e pelas ilustrações e cores.
    Os 2 volumes estão na minha wishlist e mesmo sem ter lido, já tô ansiosa pelos 2 próximos volumes.
    Acho que a situação que Nick passa bem verossímil e isso fica claro na história por tudo o que ele enfrenta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AMIGA eu tô muito ansiosa pros próximos livrinhos, são muito fofos!

      Excluir
  2. Sabe quando você sonha tanto em ter os dois livros em mãos? E sim, eu tenho! rs
    Mas admito que ainda não os tirei do plástico, pois Dezembro é um mês que não consigo ler de jeito nenhum, por conta dos horários complicados da minha filha no comércio.Aí minha neta acaba ficando aqui até as 10 da noite ;/ e como só leio a noite, pensa? Ela sai e eu corro para a cama, por estar exausta rs
    Mas sei que vou me emocionar demais com esses livros, fora as edições que são tão,mas tão perfeitas!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NEM ME FALA em sonhar, quero muito completar minha coleção de luxo de Bridgerton!
      Amiga acho que vai chegando no fim do ano a gente dá uma desanimada nas leituras mesmo, acontece :(
      Não se cobre!

      Excluir
  3. Acho que é a primeira vez q vejo em resenha q fala dos outros personagens também, e muuuito curiosa pra ler. Quero ler tudo da alice oseman e ainda nao li nada dela.
    As ilustrações tambem sao tudo!!!
    Espero conseguir ler as hqs no ano que vem!!!!

    ResponderExcluir
  4. Estou vendo muitas resenhas positivas dessa HQ De fato os traços estão bem bacanas .
    Embora seja bem positivas as avaliações eu deixo passar a dica pois ainda náo fui fisgada por esse tipo de publicação que sáo as HQs.

    ResponderExcluir
  5. Olá Ana!
    Que resenha amorzinho, impossível não se encantar e torcer por esse casal. Sem falar na edição impecável dos livros. Também prefiro um bom romance sem muitos dramas. Adorei saber que a história tem tanta representatividade. Mal posso esperar pra ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, muito obrigada <3
      Edição está muito maravilhosa mesmo, de encher os olhos!

      Excluir
  6. Todo mundo fala super bem dessas HQs, não consegui ler nada de negativo ainda.
    O romance é fofo, os traços são limpos, a abordagem do preconceito é bem feita.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá! A edição parece ser incrível mesmo e a história também conquista de primeira, estou gostando bastante de tudo que vi (li) até aqui sobre essa HQ, e é claro que estou bem curiosa para fazer a leitura.

    ResponderExcluir