SOCIAL MEDIA

22 de maio de 2022

Viúva de Ferro | Xiran Jay Zhao


Viúva de Ferro é um livro que tem dividido opiniões. Num primeiro momento, a trama chama bastante atenção, uma vez que a história se passa em uma China futurista, com direito a robôs gigantes que lutam contra "alienígenas". Apesar de toda essa tecnologia, muita coisa permanece igual, porque as aldeias onde a protagonista vive é bem feudal e permeada de valores patriarcais e tradicionais. Tanto que a maior honra para uma garota é ser uma piloto-cocumbina, que são utilizadas como servas para pilotos homens unicamente para fornecerem energia vital para esses robôs gigantes, que são chamados de crisálidas.

Se você não entendeu muita coisa comigo tentando contextualizar o Universo, não se preocupe... Eu mesma demorei um bocado para me conectar com a história por causa disso. Logo no prólogo muitos termos são simplesmente jogados para nós, sem nenhuma explicação direta. Apesar de ter compreendido o contexto, confesso que até agora não entendi muito bem o que fez com que a China chegasse a esse ponto, de onde vem a energia vital das pessoas e seus diferentes tipos, como funcionam os mecanismos que movem as crisálidas... Por quê, afinal, as pessoas precisam lutar? Senti que foi tudo simplesmente jogado, sabem?

A protagonista, Zetian, é movida unicamente por vingança. Sua irmã mais velha foi assassinada por um dos pilotos mais fortes de Huaxia durante uma batalha. Aparentemente essas mortes eram muito comuns, porque a conexão mental entre os pilotos e suas cocumbinas era tão forte que as meninas não suportavam, então elas iam praticamente sabendo que iam ser sacrificadas. Mas Zetian é diferente, é uma Viúva de Ferro, uma mulher que suga a energia dos homens nas crisálidas ao invés de ceder sua energia à eles. 

O enredo é realmente chamativo, porque o propósito principal de Xiran Jay Zhao era criar uma trama feminista, com uma protagonista forte que não aceitasse as coisas como elas são. Isso acontece, até certo ponto, mas eu não achei que as atitudes dela realmente condizem com os pensamentos: tem muita frase de efeito, o que é legal de ler, mas e aí? Faça o que falo, não faça o que eu faço? Sei lá. Não acho que a postura dela com outras mulheres foi bacana, principalmente levando em consideração o contexto histórico opressor em que essas mulheres foram criadas. Não posso entrar em detalhes porque daria alguns spoilers, mas gostaria de saber a opinião de quem leu, se faz sentido isso que eu falei... E fica a análise para quem quiser ler, ir com isso em mente. Debates são sempre bacanas!

Outra coisa que fez com que eu sentisse que o livro é muito "posudo" e até tenta ser revolucionário mas simplesmente se perde nos conceitos, é o fato de rolar um trisal muito mal executado. A ideia é interessante, porque não é um triângulo amoroso onde a protagonista está em dúvida entre duas pessoas, existe uma conexão entre os três, mas nossa... Precisava ser um badboy com passado trágico e um esquerdomacho com pose de bonzinho? Sinceramente... No fim das contas, qual a necessidade de colocar romance em tudo? Num sei se tô ficando chata mesmo ou se realmente tenho razão no que estou dizendo, me ajudem pelo amor de Deus, rs.

Além disso tudo, eu detestei demais o final. Vi muita gente falando que foi ótimo, supreendente, um gancho perfeito para o volume dois da duologia, mas pra mim foi simplesmente aleatório e absurdo. Pra construir um desfecho desse tipo, tem que ter indícios durante todo o livro gente, não simplesmente jogar o negócio só pra chocar e pronto! Fiquei com aquela sensação de que o epílogo foi escrito muito tempo depois do livro ter sido finalizado de tão fora de contexto. Ah, um outro adendo: os "poderes" da Zetian também não me convenceram nadica... Vai falar que tudo o que ela faz é golpe de sorte? Faça-me o favor...

Xiran Jay Zhao tem potencial, isso é fato. Acho que só precisava de verdade ter desenvolvido melhor sua criação. Dar mais explicações, distribuir melhor as informações de forma que o leitor não se sinta bombardeado logo de cara... Talvez o segundo volume consiga preencher as lacunas que o primeiro deixou, tenho fé!

Título Original: Iron Widow ✦ Autore: Xiran Jay Zhao
Páginas: 480 ✦ Tradução: Caroline Chang ✦ Editora: Intrínseca
Livro recebido em parceria com a editora

10 comentários :

  1. Realmente tem sido muito elogiado mas lendo sua resenha sincera e honesta (como sempre. E obrigada por isso), vou começar a duvidar de tais elogios...
    Jogar frases de efeito, plots e romance apenas por jogar não é algo legal, tem que ter contexto

    ResponderExcluir
  2. Cada livro e leitor são únicos e sim, funciona de modos diferentes a cada um. O livro realmente divide opiniões desde que chegou e não ao certo, como vou reagir ao ler, pois sim, quero muito!
    Eu amo fantasia hoje em dia, pois isso minhas expectativas estavam(estão) altas!
    Espero que funcione pra mim rs
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Estou bem curiosa com esse livro, pois essa mistura de uma China conservadora e futurista deve render algo interessante. E a protagonista parece ser bem forte, só a capa já me faz pensar isso.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  4. hahahahaha adoro quando as pessoas fazem resenhas sinceras. Adorei a foto!

    ResponderExcluir
  5. To vendo muita gente gostando e muita gente n curtindo. Ainda assim to bem curiosa com essa historia, acho bem rica parece ser a fantasia, com a representatividade, outra cultura, personagem feminina foda que adoro. Espero gostar!

    ResponderExcluir
  6. Olá
    Não está ficando chata não rsrs você colocou o que sentiu , o que leu na trama e agradeço por isso.
    Eu não aguento mais ver autoras construindo homens problemáticos ou machistas .

    ResponderExcluir
  7. Oi!
    O ponto que mais gostei de Viúva de Ferro foi o uso da mitologia e história chinesa para criar esse mundo, mas a questão do feminismo também não gostei muito, pois não tem uma personagem feminina que seja que se alia à protagonista, só caras que ficam do lado dela. Mas estou bem curiosa em como vai ser trabalhada a continuação.

    ResponderExcluir
  8. Ana!
    Fato incontestável é essa capa linda.
    REalmente tenho lido algumas resenhas sobre o livro e tudo é muito controverso, cada um tem uma visão diferente. Só lendo para tirar minhas próprias conclusões.
    E por que inserir um romance sem sentido, não é?
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  9. Olá! Engraçado que até uns dias atrás não fazia a menor ideia da existência desse livro, mas em menos de uma semana me deparei com duas resenhas sobre a história, talvez isso seja algum sinal, só não sei ainda para que (risos)?! Num primeiro momento achei tudo um tanto quanto confuso, sem falar que o gênero não é o dos meus favoritos, por isso, tenho certo receio de me decepcionar, ainda mais com o tanto de ressalvas que leio sobre ele.

    ResponderExcluir
  10. Amigaaaaa, to rindo aqui com seu comentário do bad boy passado trágico, socorro... creio que em todos livros de fantasia sempre há indicio de romance amiga.. já deveria aceitar né.. Agora falando sobre o livro em si eu quero muito ler, fiquei muito curiosa pela trama e seu universo..

    ResponderExcluir