7 de fevereiro de 2017

Resenha: O Pássaro Noturno

Somente uma amizade verdadeira pode quebrar uma antiga maldição. Quando você acha que sabe o que vai acontecer, o mundo te surpreende. Isso é especialmente verdadeiro em uma cidadezinha no Massachusetts que, segundo os rumores, é o lar de um monstro. Por causa de um segredo de família, a jovem Twig tenta ao máximo ser invisível, mas quando duas meninas, Julia e Agate, se mudam para o chalé ao lado da sua casa, tudo muda. Uma bruxa morou lá, e Twig sempre foi proibida de entrar naquele lugar. Mas Julia pode ser sua primeira amiga de verdade e aliada no plano para quebrar a antiga maldição. Nessa fascinante história, amizade e amor são verdadeiramente mágicos.

Título Original: Nightbird 
Autora: Alice Hoffman 
Páginas: 176 
Tradução: Ludimila Hashimoto 
Editora: Bertrand Brasil 
Livro recebido em parceria com a editora

Uma das coisas que eu mais adoro no fato de ler é a forma como um livro pode surpreender a gente, principalmente quando não temos expectativas nenhumas sobre ele. O que fez eu me interessar por O Pássaro Noturno foi o fato de ser um livro infanto-juvenil e, desde que li De Volta a Blackbrick me sentia um pouco órfã do gênero. Gente, ainda bem que dei uma chance para esse livro, é uma das fantasias mais fofinhas que já li na vida!

Nesse livro, conhecemos uma garotinha de 12 anos, Twig, que aparentemente vive sozinha com a sua mãe na pequena cidade de Sidwell, que é exatamente o tipo de cidade onde todas as pessoas se conhecem e existem várias superstições — uma delas diz que Sidwel é lar de um monstro que rouba as casas dos moradores. Com apenas essa idade, Twig esconde um segredo, o que explica o fato de ser tão na dela e nunca aceitar convites para ir na casa de ninguém, e ninguém também pode ir na casa dela.

Apesar de ser acostumada a ser sozinha, as coisas começam a ficar mais difíceis quando uma família muda para o Chalé da Pomba da Lamentação, que fica ao lado de sua casa, trazendo Julia e Agate. Mesmo sabendo que precisa manter distância das meninas por causa de uma confusão que perdura na família, Twig se aproxima das meninas e assim nasce uma maravilhosa amizade entre elas — principalmente com Julia, que tem exatamente a idade de Twig. Juntas, as meninas tentam quebrar uma maldição que vem assolando as famílias há mais de 200 anos.

O livro é narrado em primeira pessoa por Twig, mas senti como se fosse ela mais velha contando a história para nós e eu amei isso — não sei se outras pessoas que leram também tiveram essa impressão. A narrativa é completamente poética, cativante, mas ao mesmo tempo simples, do tipo que não dá vontade de largar. Apesar do toque sobrenatural, para mim, o ponto alto do livro foi o enfoque nos sentimentos de Twig e dos outros personagens, além de dar lições maravilhosas sobre amizade e preconceito.

Não esperem muito da resolução do mistério envolvendo o mostro em O Pássaro Noturno, principalmente porque tudo se resolve de uma forma muito fácil e rápida. Não é necessariamente ruim, mas para quem gosta de explicações mirabolantes pode ficar um pouco decepcionado. Também há um romance que não é muito bem desenvolvido, porém é aceitável já que o não é o foco da história, mas não nego que queria um pouco mais de visibilidade nesse quesito porque ai, o casal é muito amorzinho.

A história, apesar de ser voltada para um público mais jovem, tem potencial para agradar até um leitor mais experiente. Gostei bastante da capa, que tem tudo a ver com a história. Outra coisa que eu amei foi a receita de torta de maça nas páginas finais do livro, achei muito atencioso da parte da autora. Simplesmente uma leitura deliciosa que tem o poder de aquecer até aqueles corações mais frios.

14 comentários:

  1. Oi Ana!
    Amo livros com um toque sobrenatural! Já to criando teorias de que segredo a família de Twig e que maldição ela e as meninas podem quebrar. Uma pena que a autora revelou esses dois pontos tão rápido como tu falou. Mas achei interessante ler para saber que lições de amizade e preconceito o livro possui. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá, existem livros que são encantadores por natureza e este é um deles. Com uma trama simples e agradável terminamos o livro com um sentimento bom em nossos corações. Adorei, beijos.

    ResponderExcluir
  3. Não sou fã de livros juvenis e acho que falta uma boa leitura para mudar isso. Os que li do gênero achei bem fraquinho.... O que me atraiu na sinopse foi o toque de sobrenatural que espero que esteja bem presente no livro

    ResponderExcluir
  4. Ana!
    Gosto muito de livros infanto juvenis e de fantasia, trazem sempre um quê de magia diferenciada.
    Fiquei curiosa por saber sobre o monstro e a tal maldição, bem como sobre esse laço de amizade forte que nasce entre as meninas, deve ser uma bela lição.
    Quero ler com certeza.
    Desejo uma semana alegre e feliz!
    “Eu quase que nada não sei. Mas desconfio de muita coisa.” (Guimarães Rosa)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  5. Adoro fantasia com um toque sobrenatural fica bem melhor. Gosto de livros juvenis as vezes achamos alguns que são maravilhosos. Esse é cheio de mistério pois tem segredos, maldição e monstro, já fiquei curiosa em saber mais, quando se tem amizade sincera na historia é tão lindo.

    ResponderExcluir
  6. Mais um livro fofinho que fiquei morrendo de vontade ler, como sempre digo amo livros desse genero, amo coisas que envolvem seres misticos (bruxas, fadas ...) e pelo que pude perceber tem um pouco disso. Mais um ponto para esse livro e mais um escolhido para minha listinha - que já esta virando listona. Adorei a resenha e estou louca para saber como tudo finalizou.

    ResponderExcluir
  7. Com certeza a melhor sensação na leitura é quando nos surpreendemos e conhecemos um novo gênero.
    Eu adoro livros onde as personagens querem encerrar com algo que persegue sua família algum tempo, sempre me garantem uma boa aventura.
    Amo livros com lições, e narrativas leves, porém, mesmo assim conseguindo mostrar os sentimentos dos personagens.
    Costumo gostar de finais mirabolantes, mas se o começo e meio do livro forem bons, vale a pena a leitura.

    ResponderExcluir
  8. Oi Ana,

    faz muito tempo que não leio nada do gênero infantojuvenil por não achar algo que me chamasse atenção, mas pela tua resenha gostei da história. Gosto de livros onde tudo se resolve de uma forma mais simples, sem muita invenção de moda sabe?

    Blog aboutbooksandmore.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Que livro lindo!
    Tô apaixonada por essa capa e por esse enredo...Tá na litinha já só esperando oportunidade...
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ana!!
    Esse livro parece ser muito fofo!! A premissa dele é bem interessante e por ser um livro com 176 páginas a leitura de ser bem rápida!! Adorei a indicação do livro!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  11. Oi Ana! É tão bom quando nos surpreendemos positivamente com livro, não é mesmo?!
    Eu gosto de tramas de fantasia com um toque de sobrenatural e esse parece ser um daqueles livros agradáveis e de leitura fácil. Mesmo sendo voltado para um público infanto juvenil, achei bem interessante e fiquei curiosa para saber o segredo que Twig esconde!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Acho que o livro por ser narrado pela Twig faz você fica ainda mais apegada a personagem. Pois você ver tudo através dos olhares dela, a maneira no qual ela ver o mundo. O parte o coração é o fato dela ser bastante sozinha, mas parece que já sabe lidar com isso apesar de ser tão pequena

    ResponderExcluir
  13. Olá! Esse livro é a junção das duas coisas que mais amo: fantasia + livros narrados em primeira pessoa <3 <3 <3 Os livros narrados pelos próprios personagens, ao meu ver, passam melhor ao leitor o que o eu lírico está sentindo e o leitor pode entender a cabecinha deles kkkk embora seja um livro infanto-juvenil, me chamou bastante atenção por Twig ter apenas 12 anos e já saber lidar tão bem com seus problemas e acho ótimo livros que enfoquem na construção de amizades. A capa do livro é muito linda <3 Beijos!

    ResponderExcluir
  14. Oi!
    Já tinha visto esse livro antes e achei a historia interessante, mas lendo a resenha desse livro vi que não é o tipo de historia que irei gostar, pois não senti aquela curiosidade em relação a historia, parece ser legal, mas não é um livro que pretendo futuramente !!

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©