20 de setembro de 2018

Livros Que Empurrei Com a Barriga


Sempre têm aqueles livros que a gente não tá gostando muito — ou nem um pouquinho —, mas mesmo assim quer saber o que acontece no final ou simplesmente quer terminar de lê-lo pela força do ódio? O Victor do Geek Freak falou um pouquinho sobre os livros que ele empurrou com a barriga lá no canal, e eu gostei tanto da ideia que resolvi reproduzir aqui no Roendo Livros. A foto de cabeçalho dessa postagem é só pra ficar bem fofinho, porque de ruins bastam os livros que vou falar nesse post.

Tormenta
Lauren Kate
Editora Galera Record

Quantas vidas você precisa viver antes de encontrar alguém que valha a pena morrer? Como consequência do que aconteceu na Sword & Cross, Luce foi escondida por seu namorado que é um anjo amaldiçoado, Daniel, em uma nova escola repleta de Nephilim, descendentes de anjos caídos e seres humanos. Daniel prometeu que ela estará segura aqui, protegida daqueles que querem matá-la. Na escola a Luce descobre o que as Sombras que a seguiram durante toda a sua vida significam – e como manipulá-las para ver dentro de suas outras vidas. Ainda assim, quanto mais a Luce aprende sobre si mesma, mais ela percebe que o passado é sua única chave para desbloquear seu futuro… e que Daniel não lhe disse tudo. E se a versão dele do passado não é bem como as coisas realmente aconteceram… e se a Luce era para estar realmente com outra pessoa?

Acho que esse foi o primeiro livro que li e realmente tive aquela consciência de "meu Deus do céu que livro chato da porra". Foi literalmente uma tormenta terminar, porque não acontecia nada, a protagonista é um saco — Luce é um saco desde o primeiro livro, se pararmos pra pensar — e o final foi decepcionante. 

Leite Derramado
Chico Buarque
Editora Companhia das Letras

Um homem muito velho está num leito de hospital. Membro de uma tradicional família brasileira, ele desfia, num monólogo dirigido à filha, às enfermeiras e a quem quiser ouvir, a história de sua linhagem desde os ancestrais portugueses, passando por um barão do Império, um senador da Primeira República, até o tataraneto, garotão do Rio de Janeiro atual. A fala desarticulada do ancião cria dúvidas e suspenses que prendem o leitor. O discurso da personagem parece espontâneo, mas o escritor domina com mão firme as associações livres, as falsidades e os não ditos, de modo que o leitor pode ler nas entrelinhas, partilhando a ironia do autor, verdades que a personagem não consegue enfrentar. Tudo, neste texto, é conciso e preciso; como num quebra-cabeça bem concebido, nenhum elemento é supérfluo. Percorre todo o livro a paixão mal vivida e mal compreendida do narrador por uma mulher.

Gente, gente... Vou falar com vocês, viu... Obviamente fiquei super animada pra ler esse livro por motivos de: Chico Buarque. Mas ai, que narrativa mais lenta e chata, que protagonista mais amargo. Fiquei até triste por achar esse livro tão ruim. Pior ainda, eu tentei ler outros livros do Chico, mas nenhum me cativou. 

Gayle Forman
Editora Novo Conceito

A última coisa de que Mia se lembra é a música. Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... E o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas.



Eu na verdade tenho uma relação de amor e ódio com essa história, porque eu ODEIO o livro, mas eu AMO o filme. Mas o que me fez empurrar esse livro com a barriga foi a narração lenta, que acabou me incomodando muito. Além do mais, no livro, a Mia só fala do namorado e unicamente dele, e fiquei irritada com isso também. 

Alexandre Marques Rodrigues
Editora Record

Um ousado romance do mesmo autor de ''Parafilias''. Em ''Entropia'', Alexandre Marques Rodrigues mais uma vez mostra pleno domínio das técnicas narrativas: em um ousado romance, o autor se emaranha por toda a complexidade de seus personagens, em um enredo que se desconcentra na ideia, concretizada ou não, de viagem, de procura (ou será de fuga?) de si mesmo ou do corpo enterrado da mãe. Tudo cumprido, Alexandre Marques Rodrigues vai muito além. O jogo de identidades entre personagens – que perturba o leitor tanto quanto lhe impõe investigá-los, decifrá-los, mapeá-los, confirmá-los a cada página – é caso muito sério, ocasião em que a literatura capta o espírito dissolvido de um tempo sem que da engenharia do escritor se ouça o mais mínimo ruído.

Eu disse na resenha desse livro que resolvi lê-lo unicamente pelo nome, porque o conceito de entropia, pra mim, é algo muito interessante. Mas ô livrinho confuso, meu Deus do céu. Quando eu terminei de ler, depois de muito custo, fiquei foi me perguntando se eu realmente tinha entendido alguma coisa. Complicado!

Ron Bass & Adrienne Stoltz
Editora Galera Record

Um thriller psicológico eletrizante, do roteirista de Rain Man e O casamento do meu melhor amigo. Sloane é uma aluna nota 10, com uma grande e amorosa família. Maggie vive uma existência glamorosa e independente, como aspirante a atriz em Nova York. As duas não poderiam ser mais diferentes. A não ser por um pequeno detalhe, algo que não têm coragem de revelar a ninguém. À noite, cada uma sonha que é a outra. Os sonhos são tão vívidos que as garotas sentem e experimentam o que a outra está passando naquele momento. Seriam as duas reais? Uma delas estaria mentalmente instável e imaginando a outra? Seriam ambas a mesma pessoa? Qual delas é real?


A sinopse de Lúcida é extremamente intrigante, mas provavelmente foi o livro que tive mais dificuldade de concluir na vida. Primeiro porque a narrativa é MUITO lenta e, pela minha justificativa nos livros anteriores, vocês perceberam que eu tenho um sério problema com narrativa lenta. Segundo porque muitos questionamentos ficaram em aberto, o que significa que o livro foi super mal construído. 

Jostein Gaarder
Editora Seguinte

Pouco antes de completar dezesseis anos, Anna começa a receber mensagens em seus sonhos. Preocupados, os pais resolvem levá-la a um psiquiatra, mas o médico não acha que existe algo errado com ela. Na verdade, o excêntrico dr. Benjamin acredita que parte do que ela vê nos sonhos é real, como o agravo do aquecimento global e a consequente extinção de vários animais. Ele está certo, pois Anna está observando o mundo através dos olhos de Nova, sua bisneta que vive em 2082 e está prestes a fazer dezesseis anos. O mundo está desolado e Nova se sente cada dia mais revoltada com as gerações anteriores. Quanto mais Anna enxerga o futuro em seus sonhos, mais ela percebe que deve agir no presente. Mas será que ela vai conseguir agir rápido o suficiente para evitar que suas visões se tornem reais?

Outro livro com um enredo maravilhoso, mas muito mal aproveitado. A história não flui de jeito nenhum, mas o pior de tudo para mim, foi a narrativa filosófica demais. Misericórdia, só por esse livro já tenho  pra mim que não teria um pingo de paciência para ler O Mundo de Sofia, que é do mesmo autor. 

Fred Elboni
Editora Sextante 

Você e outros pensamentos que provocam arrepio traz 50 crônicas que retratam as relações amorosas com sensibilidade e irreverência.
Profundo conhecedor da alma feminina, Fred Elboni já vendeu cerca de 200 mil exemplares. Agora, em seu sexto livro, ele revela seu amadurecimento como escritor num prazeroso diálogo que desafia as mulheres a encontrarem a própria liberdade, buscando dentro de si o poder e a coragem de se despir de seus medos, pudores, preconceitos e inseguranças.
Com uma linguagem leve e sexy, Fred apresenta pequenos flashs do cotidiano em deliciosos textos sobre paixão, sexo, encontros casuais, saudade, intimidade e afeto, explorando as múltiplas e imprevisíveis maneiras de experimentar o amor – e a si mesmo.

É aquela coisa, acho que essa só pode ser a minha opinião mesmo, mas quando eu penso que os homens não conseguem ser mais babacas do que são, me vem um homem e me escreve esse livro pra provar o contrário. A única e péssima impressão que tive ao ler a obra do Fred é que a mulher é super objetificada (nem sei se existe essa palavra) e que o autor constantemente dizia o que uma mulher deve fazer, como se portar, o que dizer. Não preciso falar mais nada, né?

17 comentários:

  1. Oi, Ana,

    "Tormenta" também foi um livro que eu também tive um pouquinho de dificuldade para terminar, visto que os rumos não eram bem o que eu esperava.

    ResponderExcluir
  2. Tão chato quando nos deparamos com um livro chato; esse ano tive algumas leituras assim, infelizmente.
    Gostei de Se eu ficar, mas prefiro a continuação.
    Tenho interesse nesse livro do Fred, mas agora estou com um pé atrás.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu AMO a continuação de Se Eu Ficar, foi por causa dela que resolvi ver o filme!

      Excluir
  3. As vezes me deparo com leituras que não vai e fico insistindo para saber o final ou se vai melhorar. Desses citados li Se Eu Ficar e não gostei nenhum pouco do livro. Tenho vontade de ler Lúcida, mas agora fiquei desanimada, também não gosto de narrativas lentas. Fallen as pessoas falam mal então não tenho interesse em ler.

    ResponderExcluir
  4. Puxa...rs
    Só de ver Tormenta aí acima, meu coração doeu. Não consegui me conectar com os livros de jeito nenhum e aliás, nem terminei a saga.
    Eu sou teimosa por natureza, acabo não aceitando que não termine algo que comecei e isso infelizmente, inclui livros. Por isso, é cada bomba.rs
    Só Batalha do Apocalipse que não consegui terminar de jeito nenhum e isso só desisti depois de muitas tentativas.
    Beijo

    ResponderExcluir
  5. Não curto abandonar o livro No meio sem descobrir cono termina por isso vou empurrando a leitura até conseguir finalizar. Foram poucos os livros que empurrão com a barriga! Ainda bem né? Entre eles: A História de Futuro de Glory O'Brien, Victoria e o Patife e Perdão Leonard Peacock

    ResponderExcluir
  6. Esses da Lauren Kate teve mesmo uma enrolação que me fez ir lendo pra ver o que acontecia. Mas até gostei de umas coisas, então valeu o esforço. Se eu ficar amo. AHH nem me pergunte xD
    A narração dele fluiu bem pra mim, li tão rápido.. .mas ela fala muito do garoto mesmo. Gostaria de ler esse de Anna e o Planeta, mas nao espero tanto. É curiosidade mesmo viu...
    AHH tem uns livros que é um caso só. A gente lê e nao melhora, mas quer saber até onde vai e chega o fim e nada. Parece que leu por ler mesmo. Quem nunca né?!

    ResponderExcluir
  7. Estou até agora rindo horrores por causa do livro do Jostein Gaarder. Li "O Mundo de Sofia" na semana passada, comecei super empolgada por ser considerado um daqueles livros obrigatórios para se ler antes de morrer, e... Levei uma eternidade para terminar porque sempre dormia no meio da leitura. Trata-se de um livro puramente filosófico, que gira em torno de um curso de filosofia ZzZ, nada do mundo da Sofia que eu achei que iria conhecer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu nem me atrevi a chegar perto de O Mundo de Sofia, tem que gostar muito da escrita dele pra ter coragem.

      Excluir
  8. Oi, Ana!!
    Realmente eu empurrei com a barriga o livro Tormenta, nossa que leitura mais lenta!! E simplesmente desisti de ler o livro O mundo de Sofia na página cinquenta por que não mais a leitura.
    Bjos

    ResponderExcluir
  9. Olá, Ana
    Empurrar livros com a barriga não é nada fácil.
    Tem livros que são chatos mas leio porque é continuação ou o fim de uma série, saga, trilogia ou duologia.
    Esses livros que você citou não li nenhum e um livro que empurrei para ler foi Depois de Você (li porque era continuação e não aceitei a morte de Will).
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Ana!
    Tem livros assim, que se arrastam sem fim e como não tenho o costume de largar os livros, para eles por um empo e depois retorno.
    Dos que citou, li apenas Se Eu Ficar da Gayle Forman e não achei tão arrastado, mas anotei os outros, quem sabe um dia tenha oportunidade de ler.
    Semaninha de luz e paz!
    “O maior problema e o único que nos deve preocupar é vivermos felizes.” (Voltaire)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA SETEMBRO - 5 GANHADORES - BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  11. Oi Ana,
    Gosto muito da série Fallen, mas o livro que mais demorei para ler dela foi o Paixão. Achei a história bem enrolada neste e demorei muito para terminar. A maioria dos leitores não curtiu a leitura de Se eu Ficar, mas para mim funcionou bem. Não vou negar que o livro não é mais rápido e fluído (a pesar da escrita da autora ser bem fácil), mas gostei da história. Lúcida é um livro que me chama muita atenção por causa da capa e pela sinopse, então estou bem surpresa de saber que a leitura não foi a mais interessante. Goste muito desse post e dá até para fazer um segundo com a mesma temática.

    ResponderExcluir
  12. Nunca gostei do livro tormenta. Tentei finalizar esse livro duas vezes mas realmente não consegui finalizar. Quanto ao livro Lucida, quero muito ler ele o mais rapido possivel. Acho a sinopse maravilhosa

    ResponderExcluir
  13. Oi Ana!
    Só li Se eu ficar dos livros que citou...
    Os outros estão na listinha, mas espero curtir qdo conseguir ler.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Ai Ana, nem consigo fazer uma lista de livros empurrados com a barriga, porque tive muitos.
    Hoje já não empurro mais,não.
    Perdi o medo de desapegar kkkkkkk
    Mas então, o Fallen e o Se eu ficar empurrei mesmo, detestei os dois e nem os filmes eu quis ver, nem quero! kkkk Que chatos eu achei, gente!
    Os outros livros não conhecia.
    Ai não me obrigo mesmo a perder tempo com livros que não gosto, tem muitos pra ler né, agora se não gosto, doou pra alguém e vou pro próximo kkk
    bjs

    ResponderExcluir
  15. Acho muito chato quando temos que empurrar o livro com a barriga, mas nada é perfeito nem nos livros. Tambem já empurrei algumas leituras, mas acho que nunca cheguei a terminar, sempre abandono, foi assim com o Morro dos ventos uivantes e volta ao mundo em 80 dias, mas pretendo reler eles.

    www.garotaeraumavez.blogspot.com/

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©