Algoritmos para Viver | Brian Christian & Tom Griffiths


Você já se perguntou como funciona um computador? Como todas as interações fazem um amontoado de circuitos eletrônicos sincronizarem de maneira muito semelhante aos seus pensamentos humanos? Bom, talvez seja um pouco nerd demais pensar nisso, mas garanto que Algoritmos para Viver traz essas e mais algumas respostas para instigantes perguntas do nosso dia a dia que podem ser respondidas com um pouco de computação, estatística e muita, mas muita matemática. E antes que eu perca sua atenção: existem algoritmos para encontrar o melhor noivo, o melhor apartamento, utilizar o menor tempo possível planejando algo... e para mais uma centena de coisas que você sempre precisou de uma mãozinha para decidir mas não sabia onde encontrá-la.

Brian e Tom escreveram simplesmente um magnífico guia de como nossas mentes e decisões podem ser mais pragmáticas e próximas de computadores do que imaginamos! Em quase 500 páginas de pura ciência, essas duas mentes brilhantes provam que todas as interações de um computador vieram da máquina mais perfeita de todas: o cérebro humano. Apesar de ser um livro de leitura difícil, garanto que você terminará se sentindo mais inteligente e sentindo muito mais vontade de estimular todo o potencial mental que está guardado entre os seus neurônios.

O livro é dividido em 11 capítulos e em cada um deles há uma correlação entre importantes algoritmos base da computação atual e a mente humana. No primeiro capítulo, descobrimos que após 37% das observações de uma amostra, encontramos a nossa parada ótima. E o que isso quer dizer? A partir dos 26 anos você deve se preparar para encontrar sua alma gêmea, pois antes disso terá procurado menos e após isso terá procurado demais! E aí fica o questionamento... Precisa gostar muito de matemática para ler esse livro? Aos amigos de humanas, sinto informar que sim. Mas aos amantes das artes numéricas, garanto que será um prato cheio. E aos que não se encaixam nos grupos anteriores: fiquem tranquilos, absolutamente todas as passagens matemáticas do livro têm exemplos práticos como esse do casamento. E alguns são bastante engraçados, os escritores são nerds dotados de excelente senso de humor.

Propostas feitas no tempo certo são sempre aceitas, e propostas tardias, nunca.

Da primeira à última página, somos bombardeados com teoremas matemáticos que pautam os algoritmos e com gráficos, tabelas e equações esporádicas. E aos que pensam que isso é uma desvantagem, sinto informar novamente que este é o ponto forte do livro. É literalmente um livro divertido que traz matemática robusta (estou falando de equações de cálculo universitário) para problemas do nosso dia a dia, o que é um grande convite aos jovens para as exatas, carreiras ainda pouco exploradas pelos jovens.

E aqui exploro um pouco da minha experiência maluca com a leitura: torne este livro um objeto de decoração na sua cabeceira. Não cometa a loucura de lê-lo todo em seguida, pois é uma carga alta de conteúdo, não só nas páginas mas também nas quase 100 páginas de notas auxiliares no final. Ou seja, lendo muito rápido, você pode correr o risco de não aproveitar todas as piadas internas e todo o potencial de aprendizagem que poderia ter com uma leitura mais lenta e proveitosa! Além disso, algumas traduções são um pouco confusas por não existirem palavras exatas em português, então é necessário conferir asteriscos e notas de rodapé durante a leitura.

E você não leu errado! São 100 páginas de NOTAS. E garanto que essa é a melhor parte. Simplesmente acompanhando as notas de rodapé, eu sinto que aprendi mais sobre computação do que nos meus últimos 21 anos de vida, e eu programo há 2 anos. São notas que trazem muito sobre história da computação, como matemática otimiza os processos das máquinas inteligentes e como podemos usar algoritmos para melhorar não só nosso dia a dia, mas o nosso uso de smartphones, computadores ou na hora de programar, para aquelas que são programadores :)


Por fim, queria deixar uma lista com 5 motivos para ler Algoritmos para Viver!

1. Aprenda matemática sem fazer contas e de uma maneira super divertida
2. Entenda as bases da lógica computacional que te permite ler esse texto agora!
3. Conheça mais sobre a história da programação
4. Aprenda algoritmos de máquinas e estatística que certamente otimizarão seu dia a dia
5. E por fim, mude seus hábitos de não ficção lendo um livro 100% baseado em ciência. Xô, achismo de autoajuda!

Espero que tenham gostado da resenha e possam em breve dar uma chance aos livros de ciência publicados no Brasil. Gostaria de agradecer à Companhia das Letras pelo envio do e-book que me permitiu conseguir insumos para a minha pesquisa sobre Tecnologia aplicada aos hábitos cotidianos, que estou desenvolvendo atualmente. Obrigada pelo fomento da ciência nacional!

Título Original: Algorithms to Live By ✦ Autores: Brian Christian e Tom Griffiths 
Páginas: 528 ✦ Tradução: Paulo Geiger ✦ Editora: Companhia das Letras
Livro recebido em parceria com a editora
Ajude o blog comprando o livro através do nosso link!

Postar um comentário

23 Comentários

  1. Achei muito interessante a proposta do livro e fiquei a refletir em certos pontos levantados por você. Mas como sou 100% humanas acho que não me daria bem lendo esse livro.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Gente!!! Acho que é a primeira resenha desse livro e no começo, dei aquela torcida básica de nariz. Tipo "tô nem aí como um computador funciona, só quero que ele funcione". rs
    Mas aí, lendo a resenha, acabei percebendo que ela aversão a números que a maioria de nós tem quando se é mais jovem, é algo que só precisava ter sido mais incentivado.
    Adorei muito tudo isso. Aprender sobre ciência, se questionar, deveria ser algo que todos nós deveríamos fazer o tempo todo.
    Claro que se puder, irei dar uma chance ao livro!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  4. Linda a capa, mas só de ver o título pensei "hmmm algorítimos.. programação.. esse mundo não é pra mim". Fiquei lembrando de quando eu sofria com essas matérias na faculdade hahah. Parece ser um livro bem legal mesmo, acho muito interessante tudo o que tenta explicar nossas tomadas de decisões e a mente como um todo. Aguardando mais 6 anos para encontrar meu grande amor hahah! Meu lado quase engenheira de produção se animou com essa resenha e toda otimização proposta pelo livro. Boa sorte na sua pesquisa, o tema parece ser incrível!!

    Beijos,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
  5. Ah, mas tem um pessoal de humanas que vai gostar sim, o pessoal da cognitiva/comportamental 0/
    PS: Gostei, quero mais resenhas de não-ficção.

    ResponderExcluir
  6. Olá Mylane!
    Num primeiro momento essa obra parece ser bastante intimidadora e maçante, mas aparentemente o conteúdo compensa cada página, principalmente pelo tipo de abordagem que os autores fazem em relação ao universo do algoritmos, dos números e da programação.
    Essa notas incluídas na obra tornam a experiência ainda mais válida, e até expandem bastante nossa mente, que passa a interpretar o assunto de uma maneira mais lógica. Com certeza terminamos o livro com uma bagagem enorme de conhecimento, e conhecimento nunca é pouco, né?
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Nossa! Que proposta interessante. Adorei a mensagem que Algoritmos para viver deseja passar. Essa correlação entre máquinas e o cérebro humano deve ser representada de forma sensacional. Uma pena que o livro seja tão focado na ciência e na matemática, unindo isso as 500 páginas da obra, minha vontade pela leitura despenca. Mas ficou anotado aqui pra mais pra frente, quem sabe?

    ResponderExcluir
  8. Olá! Adorei a resenha! ♡
    Não costumo ler livros nesse estilo, mas estou muitooo curiosa para fazer essa leitura. Achei fascinante os autores fazerem essa correlação entre esses algoritmos bases e nossa mente, estou animada para conferir.
    Acho incrível que exista tantos algoritmos e para tantas coisas que a gente nem imagina, gostaria de entender mais sobre esse mundo da programação. Não sou lá muito boa com números, mas esse livro com certeza vale a tentativa kkk ♡.
    Espero ter a oportunidade de fazer essa leitura, fiquei realmente muito interessada em conhecer mais sobre a obra, ainda mais por ela ser cheia de exemplos e escrita com muito humor.
    Obrigada pela indicação! Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  9. Mylane!
    Acredito que temos de ampliar nossos horizontes literários e ter uma verdadeira aula de matemática, acoplada à lógica, deve tornar o livro interessante, mesmo com suas ressalvas na tradução e nas notas de rodapé.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  10. Oi Mylane,
    Eu sempre gostei de matemática, porque 2+2 sempre vai ser 4, sabe? rs
    Não existe meios termos, meias verdades. Não costumo ler não ficção, mas como usa a mente, devo gostar!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. UAL! Desconhecia completamente esse livro e me toquei que desconheço muitos livros com esse teor, que são científicos, mas são também mais próximos do nosso cotidiano, trazem uma leitura mais 'leve' do que um livro propriamente acadêmico e que podem abarcar leitores de outras áreas. Confesso que pareço ter discalculia, porque olha, sou uma negação MESMO com matemática, e outras áreas que envolvem cálculos, até os mais simples. Acredite. Mas fiquei muito interessada na obra, principalmente por vincular ao cérebro e a questões humanas mesmo. Achei incrível a menção à tua pesquisa também.

    https://monautrecote.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Oie, me parece um livro desafiador pra mim, mas ao mesmo tempo muito interessante pois gostava bastante de matemática quando estava na escola. Agora na faculdade é 90% do tempo focado em outra área que as vezes só lembramos do básico.
    Beijooos

    ResponderExcluir
  13. Hahaha eu nunca me perguntei.
    Sou péssima em se tratando de tecnologia e números, e acho que meu cérebro daria um nó com essa leitura. 😂
    Eu gostei da capa, também gostei de saber sobre. Parece uma boa leitura para quem curte o tema.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá Mylane!
    Eu nunca entendi essa guerra entre humanas e exatas, por isso escolhi biológicas rsrs. Não tenho nada contra a matemática, apenas não entendo muito do assunto, mas o pouco que sei acho até divertido. Adorei a comparação do cérebro com um computador, nunca tinha pensado pra pensar na semelhança entre essas duas maquinas complexas. Eu bem que poderia usar a ajuda dos algoritmos pra melhorar algumas coisas na minha vida, viu? Achei bem interessante esse livro, não costumo ler nada desse tipo, vai ser uma boa saída da zona de conforto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi, Mylane
    No começo da sua resenha eu pensei deve ser uma leitura chata e tal porque sou de humanas. Mas ao final pensei porque não parece ser uma leitura intrigante, vai para a lista de desejos.
    Bom fiquei interessada pelo livro porque ensina e é instrutivo de uma maneira legal e bem humorada. Algoritmo para ter um noivo, essa eu gostei kkk.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Ao decorrer da sua resenha, logo me vi interessado pelo livro, principalmente por ser bem diferente do que eu to acostumado a ler. Além disso, apesar de não gostar muito de matemática, eu AMO ciência. Essa dica de ler o livro aos poucos é ótima, e que pra mim vale pra livros em geral, pois você acaba aproveitando e abstraindo mais a leitura!

    ResponderExcluir
  17. Matemática sempre foi meu terror, mas também gosto pela certeza de um resultado, de coisas que não mudam e podem ser levadas ao pé da letra. Não sei explicar, mas gosto dessa certeza da matéria. Ver isso num livro que brinque com a mente humana e números deve ser bem legal. Um tanto louco, talvez, por vezes complicado, quem sabe...mas soa divertido e bem diferente. Daquelas coisas que fazem você ao menos pensar e ver as coisas de outra forma. Acho que gostaria de conhecer. Seria uma experiencia diferente.

    ResponderExcluir
  18. Amei a resenha!!!
    Se tem uma coisa que é prioridade na minha lista de livros, são os livros científicos. Não conhecia Algoritmos para Viver mas depois desse post, com toda a certeza já é um desejado!
    Esse livro além de relacionar questões do dia a dia com matemática ainda nos ensina sobre ela, nos ensina sobre algoritmos de máquinas e estatística, proporciona conhecimentos sobre temas que eu sempre gostei. Meu Deus, não sei como eu ainda não conhecia esse livro!! Mais um para eu adquirir <3

    ResponderExcluir
  19. Olá! Matemática era minha matéria favorita na escola, por isso, acho que essa é uma leitura que eu vou gostar bastante, ainda mais porque aliada a ela teremos aquele humor ácido que eu amo! Mas caramba quase 100 páginas de explicações, confesso que fiquei um tanto quanto assustada com essa informação.

    ResponderExcluir
  20. acho que esse livro não é para mim ,não vou negar que sou uma negação nessa materia .
    admiro quem tem esse talento para mexer com numeros mas acho que quem iria gostar desse livro seria meu filho .
    interessante esse fato que ele aborda que a maquina mais perfeita que existe é o cerebro humano ,isso é fato pois foi o cerebro humano que inventou toda essa tecnologia

    ResponderExcluir
  21. Oiii ❤ Achei tão legal que esse livro ensina matemática de uma forma tão descomplicada, não sou de exatas e fugia de matemática na escola, mas parece ser tudo tão bem explicado que fiquei com vontade de ler.
    Gostei que a obra tem piadas internas doa autores, pois acho que assim a leitura se torna mais dinâmica.
    Nosso cérebro é realmente uma máquina incrível!
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Sinceramente quando se trata de números e algoritmos eu corro. Ja ouvi muito sobre os algoritmos na vida da gente, o que é muito importante. Mas para ler eu não conseguiria, minha cabeça doeu so de ler a resenha. Parabéns por consegui ler esse livro complicado.

    ResponderExcluir
  23. Oi,Mylane
    Não gosto de matemática não kkkk
    Mas gosto de computação e acho que vou gostar muito de lê-lo.
    Parece ser bem divertido e inteligente, além de nos ensinar muito.
    Bjs

    ResponderExcluir