O Mistério da Estrela | Neil Gaiman


Neil Gaiman é o tipo de escritor que tem uma narrativa muito característica. Acho incrível como a gene consegue reconhecer rapidamente que foi ele que escreveu aquilo que a gente está lendo. Esse estilo de escrita aparece, obviamente, em O Mistério da Estrela, uma das obras mais famosas do autor. Diferente de Coraline, por exemplo, acredito que essa obra seja uma fantasia voltada para o público jovem adulto, porque possui algumas cenas mais quentes.

Tristan Thorn é perdidamente apaixonado pela donzela mais bela do vilarejo em vive, Muralha. Porém, Victoria não sente o mesmo e, para se livrar do rapaz, faz uma proposta praticamente impossível: se Tristan conseguisse apanhar uma estrela cadente que caiu nos confins da Terra Encantada, ela se casaria com ele. Assim, o protagonista parte em uma jornada cheia de aventuras e seres místicos que nem sempre estão dispostos a ajudar. Além disso, para complicar um pouco mais a tarefa, outras pessoas estão atrás dessa estrela e farão qualquer coisa para consegui-la.

Como puderam perceber, O Mistério da Estrela é uma fantasia disfarçada de conto de fadas, e digo isso como um ponto positivo. A escrita de Gaiman é extremamente sensível e permeada de trechos filosóficos, mas o que mais chama atenção nesse livro em específico são os elementos encantados que vemos nas histórias da Disney, por exemplo, ainda que tenha um quê mais sombrio. O tempo inteiro fiquei com aquela sensação gostosa de que realmente estava sendo transportada para um local místico, diferente.

A primeira surpresa que tive foi descobrir que a estrela cadente adquiriu a forma de uma mulher assim que atingiu a Terra Encantada. Yvaine corre muito perigo, pois aparentemente ela é a solução de todos problemas do reino mágico. A diferença entre Tristan e os outros é que enquanto eles querem a estrela morta, ele só quer conquistar o coração da mulher que ama. Então, desde o início, sabemos que apesar dos pesares a natureza de Tristan é boa.

Outra coisa muito interessante é que os vilões — pois é, a tarefa de Tristan é cheia de percalços — têm seus próprios núcleos, o que significa a narrativa também os acompanha. Inclusive traz uma certa tensão para a história, porque sabemos exatamente quais serão os próximos passos deles e infelizmente a gente ainda não consegue entrar nas páginas dos livros para avisar aos protagonistas que o perigo está chegando, né?

No mundo criado por Gaiman tudo é possível, então acaba que não existem fatos inexplicáveis ou furos na trama. Ainda assim, ouso dizer que o desfecho encontrado pelo autor foi muito rápido e, mais do que isso, fácil demais e minimamente emocionante. Fiquei bem decepcionada com esse final porque toda a emoção que o meio do livro passa, todas as cenas eletrizantes, pareceram em vão, sabem? Acho que é por isso que tantas pessoas dizem que a adaptação cinematográfica é uma versão melhorada do livro.

Ainda assim, O Mistério da Estrela me cativou bastante, principalmente porque me trouxe sentimentos muito diferentes dos que eu tive enquanto lia outras obras que li do Neil Gaiman, algo mais leve, mais nostálgico... Tudo o que eu precisava sentir naquele momento, e foi isso que fez, de fato, que eu gostasse tanto dessa história.

Título Original: Stardust ✦ Autor: Neil Gaiman
Páginas: 280 ✦ Tradução: Waldéa Barcellos ✦ Editora: Rocco Jovens Leitores

Postar um comentário

26 Comentários

  1. Neil Gaiman é genial.
    Gostei da premissa, e gostei de que é quase um conto de fadas com ares de fantasia.
    Inclusive, estou aqui com uma teoria a respeito de Yvaine....
    Uma pena que o final ficou corrido e sem emoção

    ResponderExcluir
  2. Eu era daquelas que corriam de fantasia, principalmente fantasias que não tinham um toque de romance. Hoje sou mais mente aberta :) Aquela parte de "cena mais quente" chamou a atenção HAHAHAHAHA
    Mas confesso que sou muito influenciada pelas opiniões em grupos e blogs que eu acompanho, já vi livros que eu nem me importava serem perfeitos, depois que eu dei uma chance, justamente por influência dos amigos leitores.
    Tava lendo sua resenha e pensei: ai, queria que no decorrer dessa aventura ele conhecesse outra pessoa. Coitado, não gostei muito dessa donzela. Mas aí vou estar julgando sem conhecer, né? kkkk
    Beijoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Bruna, mas eu também gosto imensamente mais de fantasias com romance, viu? E sinto dizer que sim, você tá julgando sem conhecer! rs

      Excluir
  3. Ana!
    Fantasia disfarçada de cpntos de fadas é novo para mim.
    Como não assisti o filme e nem li o livro, nem posso comentar sobre as diferenças, mas posso dizer que gosto do autor e das fantasias que ele cria em sua ficção.
    Se aqui as personagens principais, inclusives os vilões são bem descritos e atuam de forma incisiva, certeza de ser uma boa leitura. E bom ver que as mulheres entram em perigo, mas não precisam de ajuda para se salvarem.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Neil Gaiman é muito talentoso mesmo, fico chocada. E pelo que tenho visto por aí, além disso ele é super bacana.

      Excluir
  4. Neil é fabuloso e pelo que pude entender, essa pitadinha de romance mais quente e fantasia, abraça o leitor com carinho!!!
    É a primeira resenha que leio do livro e já fiquei bem curiosa em relação ao enredo.
    Engraçado que não é um livro que seja muito comentado entre os leitores.
    Estranho rs
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, não é um livro muito comentado... Mas acho também que é porque ele é mais antigo, né? Num sei.

      Excluir
  5. Oi Ana Clara,
    Eu já assisti ao filme e gostei, não é um dos meus favoritos, mas é um estilo sessão da tarde que sempre que passa, a gente aqui em casa acaba assistindo. Porém, o livro em si, nunca lemos.
    Meu primeiro contato com o Neil Gaiman foi recentemente com Coraline e te confesso que não foi como o esperado, rs.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filme estilo Sessão da Tarde é do jeitinho que eu gosto, hihihi. Ainda não assisti, mas tá na lista!

      Excluir
  6. Que capa linda! Nunca li nada do autor, mesmo sendo bem famoso e confesso que não tenho vontade de ler. Já estava confundindo com outro Neil haha. Toda essa tensão nas páginas parece fazer com que o livro seja muito interessante, acho que é o primeiro livro dele que me chama um pouco a atenção.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi
    nunca li nada do autor, agora lendo a resenha já assisti um filme várias vezes com esse enredo, fui buscar aqui no google e realmente o filme de 2007 é baseado nesse livro, eu até gosto do filme e agora me interessei pelo livro, parece ser uma boa leitura.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diz que o filme é bem legal, sou doida pra ver! Mas não sou muito de filme...

      Excluir
  8. Olá! Eu ainda não li nada do autor, mas fiquei bastante encantada com esse livro (acho até que vou passar ele na frente de Coraline), adorei essa capa, e mesmo a conclusão tendo deixado a desejar, acredito que o restante da história faça valer a pena a leitura, eu não me lembro de ter assistido ao filme, mas também fiquei curiosa para conferir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que eu gostei mais de Coraline, pra ser sincera! Mas os dois são ótimos, de verdade.

      Excluir
  9. Ola
    Náo li nada desse autor
    Quantas aventuras esse Tristam tem que passar para conquistar a mocinha .ele deve ser bem apaixonado para correr tantos riscos .
    A capa é lindinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na vdd acho que ele só percebe que tá apaixonado meio tarde, rs.

      Excluir
  10. Neil Gail é, de fato, um grande autor. Já ouvi falar da adaptação desse livro, mas nunca assisti. Pela sua resenha, eu fiquei com vontade de ler o livro. Mas, ao ver que você ficou um tanto decepcionada com o desfecho, confesso que fiquei com um pé atrás em querer lê-lo. Apesar disso, a capa do livro é linda né?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também gosto da capa! Mas dá uma chance, o final não foi ruim... Só foi meio corrido!

      Excluir
  11. Vira e mexe vejo esse livro brotando e me da vontade de ler de novo por ser do Gaiman. Adoro essa escrita louca do autor, sempre me prende e ele tem mesmo aquele jeitinho que é dele e você conhece quando lê. Achei a trama bem interessante pela fantasia e jeito de conto de fadas, com vilões e heróis e aventuras. Parece que prende bem e é ótimo de ler, vai dando aquelas agonias de esperar tudo dar certo e o mocinho não cair nas armadilhas e etc. Essas coisas que a gente passa com fantasia né. E a parte do amor também me chama atenção, não nego. Ahhh queria ler! Saudade da escrita dele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que ele é perfeito pro gênero, chega dar um friozinho na barriga em algumas partes. Leia!!

      Excluir
  12. Eu gosto muito da escrita do Neil Gaiman. Ele é realmente genial.
    Ainda não li esse livro e nem sabia que tinha um filme baseado nele. Quuero conhecer essa trama toda e saber se conseguiram pegar a estrela cadente. Apesar do final ter te decepcionado, mesmo assim ele foi bom. Quero assistir o filme também.

    ResponderExcluir
  13. Você acredita que eu nunca li nada do Neil Gaiman??? Eu fico chocada ainda hahhaa. Eu sempre ouço todo mundo falar MUUUUITO bem dele e das histórias, mas ainda não conheço! Adorei a sua resenha e fiquei com muita vontade de ler.
    Os Delírios Literários de Lex 

    ResponderExcluir