SOCIAL MEDIA

13 de julho de 2022

O Exorcismo da Minha Melhor Amiga | Grady Hendrix

Ai ai, o que dizer desse livro? Estou escrevendo essa resenha logo após finalizar a leitura e com os olhos marejados. Nem acredito que um livro com esse título me fez chorar. Mas, calma, vamos começar do começo.

A primeira coisa que chama a atenção em O Exorcismo da Minha Melhor Amiga é o visual. Mais uma edição lindíssima da Intrínseca (nunca errou). Capa dura, corte colorido e detalhes que fazem a edição parecer desgastada e antiga. Sem falar nas ilustrações da capa que dão essa vibe anos 80 que tem tudo a ver com o livro (já que a história se passa nos anos 80).

Todo início de capítulo apresenta o título de uma música e foi muito divertido ouvi-las durante a leitura. Algumas eu já conhecia, outras não.

Abby, nossa protagonista, se torna amiga de Gretchen quando, em sua festa de aniversário de 10 anos de idade, Gretchen é a única a aparecer. A partir daí, acompanhamos essa relação de parceria, companheirismo e afeto se fortalecendo ao longo dos anos. Até que algo muda. Depois de um episódio traumático, Gretchen não é mais a mesma e Abby fará de tudo para salvar sua melhor amiga.

Essa história é muito simples e, ao mesmo tempo, tem muitas nuances. É uma comédia de terror gore estilo O Exorcista e é trash como Garota Infernal (onde também temos uma melhor amiga possuída). É o tipo de história que eu adoro e tinha tudo pra dar certo. E deu. Na verdade, deu mais certo do que eu achei que daria.

Eu dei boas risadas logo nas primeiras páginas. Abby, apesar de não ser exatamente nossa narradora (pois a história é narrada em terceira pessoa), é quem conduz a história e, em boa parte do livro, é a partir da perspectiva dela que vemos os acontecimentos. E sua forma de encarar as coisas é tão genuína, autêntica e intensa que eu me apaixonei por ela rapidamente.

Abby é a amiga que todos nós gostaríamos de ter, aquela amiga que nunca desiste de nós, mesmo quando damos todos os motivos para que ela faça isso. Abby é forte e determinada. Em vários momentos, eu pensava que ela fosse desistir e ela não desistia. Pra mim, esse livro é, acima de qualquer outra coisa, um livro sobre amizade.

Eu sou psicóloga, o que me faz ter uma tendência a fazer interpretações psicológicas das histórias que eu consumo. Por que eu estou dizendo isso? Só pra avisar que o que eu vou dizer agora pode ser totalmente uma viagem minha. Ok? Ok! Dito isso: em muitos momentos, eu senti que essa história não era sobre possessão demoníaca, mas sim, sobre trauma. Gretchen sofreu um trauma, como consequência disso, ela mudou, começou a apresentar comportamentos autodestrutivos, agressividade e depressão. Como boa parte das pessoas deprimidas, Gretchen se recusa a receber ajuda. Mas ela não contava com o amor de sua amiga Abby, que está disposta a ajudá-la mesmo ela não querendo ser ajudada. Sério! Se isso não te comove, seu coração é de pedra. kkkkk'

Eu senti umas oscilações no ritmo da história. Teve alguns capítulos que parecerem desnecessariamente longos e desinteressantes, enquanto outros me deixavam vidrada. Mas o final..... O FINAL.... me quebrou. Não vou contar, óbvio. Mas sabe aquele final que faz tudo valer a pena? Não que esse seja um desses livros que se sustenta apenas pelo final. O livro é bom no todo, é divertido, é envolvente, mas, como eu disse, ele não me prendeu 100% do tempo. Mas o final foi tipo: "Que bom que eu li esse livro".

O Exorcismo da Minha Melhor Amiga é divertido, leve, rápido, interessante, intrigante, ao mesmo tempo que consegue causar náusea, ansiedade, horror e reflexão. Vi algumas resenhas que diziam que o livro é bom, mas que o leitor logo esquece a história, pois não tem nada de memorável. E, com todo o respeito: eu discordo totalmente. Pelo menos pra mim, essa história vai ficar guardada num lugar muito especial e não me vejo esquecendo dela facilmente.

Leiam, leiam, leiam. É o tipo de livro que não tem erro. Se você gosta de comédia, você vai gostar. Se gosta de terror, vai gostar. Gosta de drama? Também vai curtir. Prefere histórias de amor e de amizade? Com certeza vai gostar.

Título Original: My Best Friend's Exorcism ✦ Autor: Grady Hendrix
Páginas: 320 ✦ Tradução: Edmundo Barreiros ✦ Editora: Intrínseca
Livro recebido em parceria com a editora
Ajude o blog comprando os livros através do nosso link!

9 comentários :

  1. Eu não leio terror, então nem pensei em ler esse. Mas agora estou tendo uma outra visão dele por saber que tem comédia e após ler sua opinião de psicóloga pude ver que é mais que puramente terror.

    Danielle Medeiros de Souza
    danibsb030501@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  2. Ja vi outras resenhas tb que comentam a mesma coisa q vc...q é quase uma "metafora" bem erroneamente dizendo, a "possessao", mas pra argumentar mesmo traumas e enfim... me interesso muito qdo leio as resenhas desse livro.
    Edição maravilhosa mesmo. Intrinsica arrasa muito!

    ResponderExcluir
  3. Eu preciso colocar esse livro na minha lista já! Adorei. E acho que sua interpretação já faz todo sentido mesmo eu não tendo lido o livro ainda heheheheh

    ResponderExcluir
  4. O que mais me chama a atenção nesse livro é a vibe anos 80! Adorooooo.
    E mesmo que exorc1smo não seja uma temática que eu curta ou leia muito, algo nesse livro me atrai e é por isso que está ns wishlist

    ResponderExcluir
  5. Onde te abraça?? É isso e um pouco mais! Não tem o que dizer. Foi e é uma de minhas melhores leituras e eu que esperava algo macabro e assustador, me peguei querendo colocar essas meninas no colo e dizer que tudo ficaria bem.
    Que a vida tava ruim, mas que tudo ia passar!
    Edição perfeita, bom humor na medida exata, mas uma amizade que comove!!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  6. Realmente a Intrínseca mandou bem na edição caprichada. Vários detalhes me fazem querer ler o livro. Eu adoro terror (mas acho necessário analisar também por um ângulo mais psicológico, pois deixa tudo até mais interessante e assustador). Outra coisa que curtir são as referências musicais, e a história se passar nos anos 80. Dica anotadíssima.

    ResponderExcluir
  7. Priscila!
    Se um livro tem terror, comédia, drama, amizade e mesmo com algumas partes não tão necessárias, e, ainda traz uma vibe anos 80, nem tem como não ler, não é?
    Gosto muito de livros 'completos' em estilos.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Olá! Adorei essa relação com músicas que o livro possui, ainda mais dessa época tão nostálgica, e fiquei ainda mais curiosa para conferir a história ao saber sobre essa amizade de milhões, parece ser um livro com uma mensagem bem bacana.

    ResponderExcluir
  9. A edição está linda mesmo!! Também achei curioso você ter chorado com um título desses hahah e não esperava que fosse um livro tão completo assim. Considerando até sair da minha zona de conforto pra descobrir como foi possível conciliar tudo isso e causar tantas emoções diferentes em um livro só. Adorei a resenha!! Beijos, Amanda Almeida

    ResponderExcluir