Como me Saí no Desafio de Leitura da Companhia das Letras?

Há uns dias postei aqui no blog sobre um desafio literário promovido pela Companhia das Letras, que consistia em ler cinco livros nacionais indicados por eles no período de 05 a 07 dias. O intuito principal do desafio era incentivar as pessoas a ficarem em casa durante o feriado prolongado que algumas cidades brasileiras adotaram, além, é claro, de incentivar a literatura do nosso país.

Apesar de estarmos em onda roxa aqui em Minas Gerais, não tivemos a semana inteira de folga, o que significa que eu tive aula normal, trabalhos da faculdade e outros afazeres para conciliar com as leituras. Ainda assim, fico feliz em dizer que não falhei por completo! Dos cinco livros indicados pela Companhia das Letras, consegui concluir a leitura de três: O Avesso da Pele, Os Tais Caquinhos e O Som do Rugido da Onça. A minha opinião sobre eles vocês vão conferir a partir de agora. 


 O Avesso da Pele

Esse livro é uma declaração e não existe palavra que o defina melhor. É a narrativa de um filho que reconstrói a história do pai após sua morte trágica, resultado do racismo tão presente em nosso país. Apesar das memórias serem criadas por Pedro, mergulhamos nelas porque são o retrato verdadeiro das situações que as pessoas não brancas vivem. É triste, difícil, doloroso, mas necessário. Poucas vezes na minha vida tive contanto com um texto tão impecável e digno. Foi a minha última leitura de março, no último dia do mês, e acabou se tornando uma das melhores leitura do ano.

 Os Tais Caquinhos

Nessa narrativa, Natércia Pontes apresenta uma família disfuncional que vive em um apartamento de classe média em algum cidade litorânea. O maior problema é que o patriarca, Lúcio, é um acumulador. Sendo assim, ele e suas duas filhas vivem em um ambiente extremamente hostil, dividindo o que chamam de lar com tralhas, sujeira e bichos. A narrativa é em primeira pessoa, fragmentos de uma semi-vida sob o ponto de vista da filha mais velha, Abgail. Os diversos textos são curtos, realmente "caquinhos" que, juntos, levam a um desfecho um tanto quanto esperançoso. 

Dos três livros, esse foi o que menos gostei. Não porque a escrita é ruim — pelo contrário, achei a sacada da autora em relação ao título do livro inteligentíssima —, mas porque o ambiente em que os três personagens principais vivem é muito nojento e ninguém faz absolutamente nada para mudar aquela realidade — o que, para mim, é o problema central do livro. Convenhamos que não é muito agradável ler sobre comidas mofadas na geladeira, pilhas de copos sujos e gordurosos na pia e baratas passeando pelo rosto das pessoas enquanto elas dormem... Não sou muito familiarizada a esse caos e me incomodei demais.

O Som do Rugido da Onça

O mais interessante desse livro é que a autora, Micheliny Verunschk, parte de um fato histórico para compor sua narrativa. Durante uma viagem exploratória no Brasil do século XIX, Spix e Martius sequestram cerca de oito crianças indígenas, das quais apenas duas sobrevivem a viagem de retorno a Munique. Iñe-e e Juri, como foram nomeados nessa trama, são apresentados como adereços, "exemplares da fauna brasileira". Sendo assim, todo o enredo retrata o Brasil violado pelo conquistador que, infelizmente, tem seus impactos até os dias atuais. 

A principal característica da narrativa é o lirismo, que pode causar uma estranheza inicial nos leitores. Eu, por exemplo, não sou tão acostumada com esse tipo de escrita, que a gente tem que estar muito mais atento que o normal para não se perder nas palavras. Acabou que esse aspecto me atrapalhou um pouco, ainda que seja um relato emocionante sobre identidade e cultura.

Para quem tiver interesse, tem resenha de Marrom e Amarelo, uma das obras indicadas para o desafio, aqui no Roendo Livros também. O livro foi lido pela Mylane e já adianto que ela se emocionou bastante com a história, portanto, não deixem de conferir.

Postar um comentário

18 Comentários

  1. Ana, acho que a entrada pra colocar os títulos do post que comentamos não está sendo liberada diariamente. Pra mim só aparece pra colocar o post do insta e do compartilhamento no twitter.

    aaaa, lembro de ver você comentando mesmo sobre esse desafio. 3 livros foi incrível!! minhas semanas também estão corridas assim, e não tô conseguindo ler tanto quanto eu gostaria.
    Só de ler essa resenha curta do primeiro livro já fiquei bem emocionada, imagina o livro todo hein? E, tentei ler um livro bem parecido com o ambiente que você falou no segundo, mas não consegui. As cenas eram bem explícitas e tão realistas. Caramba, consigo entender o que você passou.

    ResponderExcluir
  2. Essa tal onda roxa tá só fingindo que o povo não trabalha, a fiscalização fingindo que olha e a doença? Em pico :(
    Eu acompanhei o desafio, mas pra só pra variar, li nada rs
    Semana passada foi um caos,mas tudo passou.
    Eu amei suas indicações e já vou procurar todos, pois não li nenhum!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  3. Olá Ana .
    Você náo falhou Ana .voce está de parabéns por ter lido três livros em sete dias até mesmo porque você tem outros compromissos como por exemplo as aulas .Fiquei com muita vontade de ler O avesso da pele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, é né?
      Dei o meu melhor! E fiquei feliz com o resultado, apesar de não ter conseguido ler todos!

      Excluir
  4. Aqui em Minas Gerais ta dificil neh, alias no brasil inteiro!
    Nao consegui participar do desafio, mas foi daora essa ideia.
    O Avesso da Pele quero muito ler, adicionei ele recentemente na minha wishlist, parece ser bem delicado e emocionante. Os Tais Caquinhos é lançamento neh, to bem curiosa pela leitura, mesmo sendo meio nojento talvez algumas partes segundo suas observações rsrsrs. O Som do Rugido da Onça confesso que esse nao me interessei tanto pela leitura, acho que pelo jeito que é escrito talvez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem fala.. Tem dia que dá uma tristeza (maior que a dos outros dias, se é que você me entende)...
      O Avesso da Pele é bom demais, mas muito visceral, dolorido.

      Excluir
  5. Feliz aniversário Anaaa!!
    E parabéns pelos 3 livros lidos. Especialmente por ter conciliado com sua agenda normal.
    E uauuuu! Só histórias fortes, que deixam o coração pequenininho e levam a reflexão

    ResponderExcluir
  6. Olá! Parabéns pelo desempenho no desafio, pelas resenhas, acredito o que o livro que eu mais curtiria seria o O avesso da pele, embora todos pareçam ter mensagens muito positivas para nos passar.

    ResponderExcluir
  7. Olá, Ana

    Que bom que você conseguir ler três livros!
    Fiquei com muita vontade de ler O avesso da pele. Caramba, deve ser muito bom.
    Confesso que não me empolguei tanto com a leitura dos outros :/

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É assim mesmo! Só de você ter se interessado por um fico muito contente!

      Excluir
  8. Ai queria conseguir fazer esses desafios. Mas sou o terror pra ler nesses dias. Esse da onça parece ser bem legal pela brincadeira com história. Adoro esse tipo de narrativa.
    Mas gente e esse dos caquinhos?Me lembrou meu pai xD
    Acumula umas coisas que depois fica besta com a quantidade de porcaria. Mas é do tipo que guarda e passa uns meses tá la fazendo faxina e bobo com tanta "lixaiada". Não chega nesse nível aí até porque nossa, só imagino o caos. Mas me lembrou um tiquinho das manias dele.
    O primeiro parece ser bem realístico, pesado, triste pelo contexto e a gente só pode imaginar né. Uma narrativa que fica na memoria pelo peso.

    ResponderExcluir
  9. ANA!
    Diante de continuar com suas atividades, mesmo o estado estando na fase roxa, leu até bem,
    Acompanho um programa de ACUMULADORES COMPULSIVOS na A&E, gosto de aprender sobre os transtornos mentais e imagino sua agonia em ler um livro que trata de acumuladores, é nojento memo.
    Parabéns!
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  10. Oi Ana,
    Admiro muito esse desafio e quem o fez, acho que seu resultado é uma vitória sim e deve ser comemorado, eu nem consegui ler um livro nessa semana que passou... Estou meio empacada ultimamente... E eu até cheguei a ver algumas dessas obras no NetGalley, mas deixei passar, infelizmente!
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alê!
      Poxa, que pena!
      Espero que seu ritmo de leitura tenha voltado ao normal!

      Excluir
  11. Olá Ana Clara!
    Uhulll que bom que conseguiu participar do desafio! Gostei de saber um pouco mais sobre os três livros e já fiquei com vontade de ler O avesso da pele. Eu já li um livro que um dos personagens era uma pessoa acumuladora e é bem desesperador mesmo, posso imaginar como esse ser tema central da historia pode impactar o leitor. Muito interessante também o enredo de O som do rugido da onça, depois que saímos da escola e paramos de estudar a História do Brasil a gente para de questionar a forma como fomos colonizados e é sempre bom relembrarmos esse fato. Acho que nunca li uma narrativa lírica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá, Ana
    Fico feliz que mesmo com sua rotina normal, você leu 3 livros.
    O avesso da pele é um livro bem interessante, os outros dois parece ser bons mas não tenho tanta vontade de ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. oiiie, amiga!
    Queria muito ter a oportunidade de participar desse projeto, mas lembro que tinha que comprar, pensava que a editora iria liberar, mas em fim.. Espero ler em outro momento!
    Ps: eu estou comentando de novo, mas acho que já comentei.

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir