26 de abril de 2018

Resenha: Quando as Estrelas Caem + Sorteio

Tarver só tem 18 anos, mas já ocupa o posto de Major e foi condecorado como herói. Lilac é mimada e arrogante, e acha que o mundo existe somente para servi-la. A menina mais rica da galáxia e o guerreiro misterioso. Perdidos em um planeta abandonado, os únicos sobreviventes de um desastre que matou milhares de pessoas sabem que precisam aprender a conviver e não estão certos de que conseguirão voltar para casa um dia.
Juntos, eles enfrentam aparições, vozes fantasmagóricas, coisas que desaparecem e a presença cada vez mais próxima da força desconhecida que ejetou do espaço a nave Icarus.
Criando um vínculo que supera o clichê os opostos se atraem , Lilac e Tarver provam que a coragem e a lealdade podem ser muito maiores que o instinto de sobrevivência. Personagens que, de tão imperfeitos, nos fazem torcer por eles.
Suspense arrebatador, amadurecimento e um desfecho eletrizante daquelas fantasias que nos cativam e fazem querer compartilhar a história com todo mundo... Quando as estrelas caem é apaixonante.

Título Original: These Broken Stars
Autoras: Amie Kaufman & Meagan Spooner
Páginas: 416
Tradução: Ana Death Duarte
Editora: Novo Conceito 
Livro recebido em parceria com a editora

Quando as Estrelas Caem é a mais perfeita combinação de Orgulho e Preconceito com Ficção Científica. Após a queda de uma nave em um planeta desconhecido, apenas dois tripulantes sobrevivem: a garota mais rica do universo e um major de família humilde.

24 de abril de 2018

Como Economizar na Hora de Comprar Livros!


Verdade seja dita: quanto mais livros nós temos e compramos, mais livros nós queremos — quem é leitor compulsivo sabe muito bem do que eu estou falando. Mas, também, se tem uma coisa que não é barata no Brasil são os livros. Pensando nisso, selecionei algumas dicas que podem ser úteis para economizar um bom dinheiro nas compras!

22 de abril de 2018

Resenha: Muito Além do Inverno

Um romance que reflete sobre importantes questões da humanidade, com paixão, humor e sabedoria. Da mesma autora do best-seller A casa dos espíritos. Tudo começa com um leve acidente de trânsito — que se transforma no catalisador de uma inesperada e tocante história de amor entre duas pessoas que acreditavam estar no inverno de sua vida. Em meio a uma nevasca no Brooklyn, aos 60 anos, Richard Bowmaster, um professor universitário, bate na traseira do carro de Evelyn Ortega, uma jovem imigrante ilegal da Guatemala. O que a princípio parecia apenas um pequeno incidente toma um rumo imprevisto e muito mais sério quando Evelyn aparece na casa do professor em busca de ajuda. Confuso com a situação e sem entender o espanhol falado pela jovem, ele pede ajuda a sua inquilina, Lucía Maraz, uma chilena de 62 anos, que está passando uma temporada nos Estados Unidos como palestrante na mesma universidade em que Richard dá aula. Juntas, essas pessoas tão diferentes embarcam em uma dramática e incrível aventura, que vai do Brooklyn do presente à Guatemela de um passado recente, do Chile dos anos 1970 ao Brasil dos anos 1980, e na qual descobrem sua força interior. Para Lucía e Richard, além de tudo, significa uma nova chance para o amor.

Título Original: Más Allá del Invierno
Autora: Isabel Allende
Páginas: 294
Tradução: Luís Carlos Cabral
Editora: Bertrand Brasil
Livro recebido em parceria com a editora

Isabel Allende, mais conhecida pelo seu romance A Casa dos Espíritos, é uma das escritoras de língua espanhola mais lida na atualidade. Isso porque sua escrita mescla ficção com elementos fantásticos, além das suas personagens femininas sempre muito fortes e decididas. Muito Além do Inverno foi um livro muito aguardado pelos fãs da autora chilena e agora eu consigo entender o motivo de tanto alarde.

19 de abril de 2018

Resenha: A Casa das Sete Mulheres

Durante a Revolução Farroupilha (1835-1845) — uma luta dos latifundiários rio-grandenses contra o Império brasileiro —, o líder do movimento, general Bento Gonçalves da Silva, isolou as mulheres de sua família em uma estância afastada das áreas em conflito, com o propósito de protegê-las. A guerra que se esperava curta começou a se prolongar. E a vida daquelas sete mulheres confinadas na solidão do pampa começou a se transformar. O que não está nos livros de história sobre a mais longa guerra civil do continente está neste livro de Leticia Wierzchowski, um exercício totalizador sobre a violência da guerra e sua influência maléfica sobre o destino de homens e de mulheres.

Título Original: A Casa das Sete Mulheres
Autora: Leticia Wierzchowski
Páginas: 462
Editora: Bertrand Brasil
Livro recebido em parceria com a editora

A Casa das Sete Mulheres é, sem sombra de dúvidas, um clássico da literatura brasileira. Leticia Wierzchowski narra com detalhes esplendorosos a Gerra dos Farrapos — que durou dez anos, de 1835 a 1845 —, sob os olhos das sete mulheres da família do general Bento Gonçalves: Ana, Antônia, Caetana, Perpétua, Rosário, Mariana e Manuela. A obra faz parte de uma trilogia e foi relançada no ano de 2017 pela editora Bertrand Brasil em uma edição de encher os olhos.

17 de abril de 2018

TAG: Fases da Lua


Já faz um tempinho que eu não respondo uma tag aqui no blog, e olha que eu gosto muito! Vi a tag Fases da Lua no Instagram Literário da minha amiga e colunista aqui do blog, Priscila Gatti, o Ilusões Literárias. São quatro perguntinhas super rápidas e cada uma diz respeito a uma das fases da lua.

14 de abril de 2018

Resenha: Uma Irmã

Ao ter suas férias pacatas transformadas por Hélène, o jovem Antoine passa a viver os dias mais intensos de sua vida, repletos de emoção e receios. De forma sutil, ainda que forte, ele vai descobrindo um universo feminino tão gracioso quanto perturbador. E o que poderia ser apenas mais uma história de verão, se transforma, pelas mãos de Vivés, em uma narrativa apaixonante. Um conto delicado e sensual sobre o despertar de um adolescente que provoca um turbilhão de sentimentos.

Título Original: Une Souer
Autor: Bastien Vivès
Páginas: 216
Tradução: Fernando Scheibe
Editora: Nemo
Livro recebido em parceria com a editora

Apesar de não aparecerem muitas resenhas do gênero por aqui — principalmente pela minha dificuldade em falar sobre coisas mais gráficas —, mas eu sempre gostei muito de ler histórias em quadrinhos. Uma Irmã deixa uma sensação de nostalgia na gente, porque acaba mostrando varias atitudes que muitos de nós fazíamos quando éramos adolescentes. Apesar das lembranças e o meu envolvimento com o enredo, algumas coisas me incomodaram um pouco e vocês entenderão o porquê.
 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©