29 de dezembro de 2015

As Melhores Leituras de 2015


Todo fim de ano é a mesma coisa, não é mesmo? É aquela época que a gente sempre pensa nas coisas que fizemos no decorrer do ano (as boas e ruins) e pensamos no que podemos mudar. Enfim, 2015 foi um ano de ótimas leituras em sua maioria, então não podia deixar de mostra para vocês os melhores dos melhores!

26 de dezembro de 2015

Resenha: Boneca de Ossos

Título Original: Doll Bones
Autora: Holly Black
Páginas: 224
Tradução: Bárbara Menezes
Editora: #Irado

POPPY, ZACH E ALICE sempre foram amigos. E desde que se conhecem por gente eles brincam de faz de conta – uma fantasia que se passa num mundo onde existem piratas e ladrões, sereias e guerreiros. Reinando soberana sobre todos esses personagens malucos está a Grande Rainha, uma boneca chinesa feita de ossos que mora em uma cristaleira. Ela costuma jogar uma terrível maldição sobre as pessoas que a contrariam. Só que os três amigos já estão grandinhos, e agora o pai de Zach quer que ele largue o faz de conta e se interesse mais pelo basquete. Como o seu pai o deixa sem escolha, Zach abandona de vez a brincadeira, mas não conta o verdadeiro motivo para as meninas. Parece que a amizade deles acabou mesmo... Mas, de repente, Poppy conta para os amigos que começou a ter sonhos com a Rainha – e também com o fantasma de uma menininha que não conseguirá descansar enquanto a boneca de ossos não for enterrada no seu túmulo vazio. Então, Poppy, Zach e Alice partem para uma última aventura a fim de ajudar o fantasma da Rainha a encontrar seu descanso eterno. Mas nada acontece do jeito que eles planejaram... A missão se transforma em uma jornada de arrepiar.

Devo ser uma das únicas pessoas do mundo que não faz ideia do que são As Cronicas de Spiderwick, mas é justamente esse série que fez Holly Black ficar tão conhecida. Vou dizer para vocês que só sei da existência da autora por causa do livro Zumbis x Unicórnios, que ela organizou junto com a Justine Larbalestier e foi justamente por gostar tanto que eu queria conhecer a escrita da Holly. 

23 de dezembro de 2015

Promoção: Natal Literário


Quem aí gosta de ganhar livros de presente? Acredito que todo mundo, não é mesmo? Pensando nisso o blog Roendo Livros se juntou com mais 35 blogs para transformar o Natal de vocês em uma verdadeira festa literária.

Serão 30 livros + mimos para 5 ganhadores. Para participar é muito fácil, basta seguir as regras e torcer para ser um dos felizardos!

21 de dezembro de 2015

The Beatles Book Tag

Parece que a Nati, do blog Planet Pink, adivinhou que eu sou fã de Beatles e me indicou para essa tag. Amei ser indicada, mas é claro que o tempo só me deixou respondê-la agora. A tag consiste em relacionar uma música do quarteto com algum livro que te lembre tal música. 

Blogs indicados

17 de dezembro de 2015

Resenha: A Menina da Neve

Título Original: The Snow Child
Autora: Eowyn Ivey
Páginas: 352
Tradução: Paulo Polzonoff Junior
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora.

Alasca, 1920: um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando cada vez mais um do outro. Em um dos raros momentos juntos, durante a primeira nevasca da temporada, eles constroem uma criança feita de neve. Na manhã seguinte, a criança de neve some. Dias depois, eles avistam uma criança loira correndo por entre as árvores. Uma menina que parece não ser de verdade, acompanhada de uma raposa vermelha e que, de alguma formam consegue sobreviver sozinha no frio e rigoroso inverno do Alasca. Enquanto Jack e Mabel se esforçam para entender esta criança que parece saída das páginas de um conto de fadas, eles começam a amá-la como se fosse sua própria filha. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam, e o que eles aprenderão sobre essa misteriosa menina irá transformar a vida de todos.

Quem anda sempre antenado com os lançamentos literários sabe muito bem que a Novo Conceito está apostando todas as fichas em A Menina da Neve. Todo mundo ficou louco para receber aquele marcador holográfico maravilhoso (que só chegou aqui em casa essa semana) e muitos blogueiros passaram o livro na frente das mil leituras atrasadas. Infelizmente, ou felizmente, eu só consegui um tempo para ler nesses últimos dias e não me arrependo muito de ter protelado, para ser sincera. 

15 de dezembro de 2015

Resenha: Darth Vader e Filho

Título Original: Darth Vader and Son
Autor: Jeffrey Brown
Páginas: 62
Tradução: Mateus Duque Erthal
Editora: Aleph

Em uma releitura divertida e encantadora, Darth Vader é um pai como qualquer outro, exceto pelo fato de ser o Senhor Sombrio dos Sith. Com ilustrações de Jeffrey Brown, o livro apresenta as alegrias da paternidade por meio da lente de uma galáxia muito, muito distante.


Eu sou super fã de Star Wars e, quando vi esse quadrinho nos lançamentos da editora Aleph tive certeza absoluta que o queria na minha estante. Não é segredo para ninguém que Luke Skywalker é nada mais, nada menos do que filho do maligno Darth Vader, um dos meus vilões preferidos. Mas como seria se eles realmente tivessem levado uma vida de pai e filho?

9 de dezembro de 2015

Resenha: Amigas para Sempre

Título Original: Firefly Lane
Autor: Kristin Hannah
Páginas: 448
Tradução: Cássia Zanon
Editora: Arqueiro

Tully Hart tinha 14 anos, era linda, alegre, popular e invejada por todos. O que ninguém poderia imaginar era o sofrimento que ela vivia dentro de casa: nunca conhecera o pai, e a mãe, viciada em drogas costumava desaparecer por longos períodos, deixando a menina aos cuidados da avó. Mas a vida de Tully se transformou quando ela se mudou para a alameda dos Vaga-lumes e conheceu a garota mais legal do mundo. Kate Mularkey era inteligente, compreensiva e tão amorosa que logo fez Tully sentir-se parte de sua família. Ao longo de mais de trinta anos de amizade, uma se tornou o porto seguro da outra. Tully ajudou Kate a descobrir a própria beleza e a encorajou a enfrentar seus medos. Kate, por sua vez, a ensinou a enxergar além das aparências e a fez entender que certos riscos não valem a pena. As duas juraram que seriam amigas para sempre. Essa promessa resistiu ao frenesi dos anos 1970, às reviravoltas políticas das décadas de 1980 e 1990 e às promessas do novo milênio. Até que algo acontece para abalar a confiança entre elas. Será possível perdoar uma traição de sua melhor amiga? Neste livro, Kristin Hannah nos conta uma linda história sobre duas pessoas que sabem tudo a respeito uma da outra – e que por isso mesmo podem tanto ferir quanto salvar. 

Em 2013, quando li Jardim de Inverno, de Kristin Hannah, fiquei fascinada pela escrita da autora e tocada pela carga dramática que suas palavras conseguiam descrever. Desde então, apaixonada que fiquei, sentia a necessidade de conhecer mais obras da autora e conferir se era apenas uma medida que deu certo por acaso, ou se Hannah tinha mesmo o necessário para escrever boas histórias. Amigas para Sempre foi minha opção desta vez e trouxe consigo as emoções mais conflitantes que eu poderia ter durante a leitura, mas tudo o que ficou, ao final, foi o amor.

4 de dezembro de 2015

Resenha: O Segredo de Jasper Jones

Título Original: Jasper Jones
Autor: Craig Silvey
Páginas: 288
Tradução: Domingos Demasi
Editora: Intrínseca


Numa noite, durante o intenso verão de 1965, Charlie Bucktin é acordado pela visita de Jasper Jones, o pária da pequena cidade de Corrigan, na Austrália. Seduzido pela rebeldia de Jasper, Charlie o acompanha e acaba descobrindo um crime. O segredo, compartilhado entre dois garotos tão diferentes, desperta em Charlie um turbilhão de dúvidas a respeito dos conceitos de verdade e mentira. Neste romance de crescimento, o menino franzino de 13 anos, leitor voraz, reflete sobre os acontecimentos por meio de referências a clássicos do gênero.

Confesso: só comprei este livro por causa da capa (que é um pêssego, e não uma maçã, se alguém ainda estiver em dúvida, e representa em suma a essência da história). E é claro que o título é bem instigante, né? Quem não gosta de descobrir os segredos das pessoas? Junte esses dois quesitos e um preço super em conta. Não podia dar em outra, não é? É claro que resolvi trazer esse livro para casa.

1 de dezembro de 2015

Book Haul: Novembro 2015


Oi gente! Fiquei simplesmente impressionada com a quantidade de coisas que chegaram para mim mês passado, é só coisa boa! A Novo Conceito foi tão maravilhosa que mandou os lançamentos do mês para todos os parceiros, como não amar essa editora? Além disso, comprei uns e ganhei outros maravilhosos. 

28 de novembro de 2015

Resenha: Coração de Tinta

Título Original: Tintenherz
Autora: Cornelia Funke
Páginas: 456
Tradução: Sonali Bertuol
Editora: Companhia das Letras

Há muito tempo Mo decidiu nunca mais ler um livro em voz alta. Sua filha Meggie é uma devoradora de histórias, mas apesar da insistência não consegue fazer com que o pai leia para ela na cama. Meggie jamais entendeu o motivo dessa recusa, até que um excêntrico visitante noturno finalmente vem revelar o segredo que explica a proibição. É que Mo tem uma habilidade estranha e incontrolável: quando lê um texto em voz alta, as palavras tomam vida em sua boca, e coisas e seres da história surgem como que por mágica. Numa noite fatídica, quando Meggie ainda era um bebê, a língua encantada de Mo trouxe à vida alguns personagens de um livro chamado "Coração De Tinta". Um deles é Capricórnio, vilão cruel e sem misericórdia, que não fez questão de voltar para dentro da história de onde tinha vindo e preferiu instalar-se numa aldeia abandonada. Desse lugar funesto, comanda uma gangue de brutamontes que espalham o terror pela região, praticando roubos e assassinatos. Capricórnio quer usar os poderes de Mo para trazer de "Coração De Tinta" um ser ainda mais terrível e sanguinário que ele próprio. Quando seus capangas finalmente seqüestram Mo, Meggie terá de enfrentar essas criaturas bizarras e sofridas, vindas de um mundo completamente diferente do seu.

Quando eu assisti Coração de Tinta há um tempo atrás, eu não fazia ideia de que ele era uma adaptação deste livro maravilhoso. Quando fiquei sabendo da existência da obra, quis logo ler, já que gostei muito o filme (os fãs do livro que me perdoem, pelo o que eu sei, o filme não é tão amado assim...). É claro que aconteceu como a maioria das vezes: se o filme é bom, o livro é mil vezes melhor. 

23 de novembro de 2015

Resenha: Como Se Apaixonar

Título Original: How To Fall in Love
Autora: Cecelia Ahern
Páginas: 352
Tradução: Bárbara Menezes de Azevedo Belamoglie
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora.

Depois de não conseguir evitar que um homem acabasse com a própria vida, Christine passa a refletir sobre o quanto é importante ser feliz. Por isso, ela desiste de seu casamento sem amor e aplica as técnicas aprendidas em livros de autoajuda para viver melhor. Adam não está em um momento muito bom, e a única saída que ele encontra para a solução de seus problemas é acabar com sua vida. Mas, para a sorte de Adam, Christine aparece para transformar sua existência, ou pelo menos tentar ajudá-lo. Ela tem duas semanas para fazer com que Adam reveja seus conceitos de felicidade. Será que ele vai voltar a se apaixonar pela própria vida?

Depois de ler A Lista, que me conquistou por ser incrivelmente simples, quis imediatamente ler outro livro da autora. Vocês já ouviram falar que a Cecelia Ahern escreve auto-ajuda disfarçado? Pois bem, acho que ela esqueceu um pouquinho dessa parte de disfarçar em Como Se Apaixonar. Mas calma! Ainda assim o livro é até divertido. 

18 de novembro de 2015

Resenha: Como Eu Era Antes de Você

Título Original: Me Before You
Autora: Jojo Moyes
Páginas: 320
Tradutora: Beatriz Horta
Editora: Intrínseca

Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Além disso, trabalha como garçonete num café, um emprego que ela adora e que, apesar de não pagar muito, ajuda nas despesas. E namora Patrick, um triatleta que não parece interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou se vê obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, a ex-garçonete consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor, de 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

Existem aqueles livros que a gente lê e gosta muito. Isso acontece na maioria das vezes em que lemos alguma coisa que nos diverte e tem uma história boa. Mas existem aqueles livros que nos marcam de uma forma tão grande que é até difícil falar sobre eles. Como Eu Era Antes de Você está na minha seleta lista de livros que eu vou indicar e amar para o resto da vida. 

13 de novembro de 2015

Resenha: Sequestrados

Título Original: Taken
Autor: Robert Crais
Páginas: 304
Tradução: Cayo Candido
Editora: Companhia Editora Nacional

Quando Nita Morales contrata Elvis Cole para encontrar sua filha desaparecida, ela não está com medo, mesmo tendo recebido um telefonema pedindo resgate. Ela sabe que é uma farsa, que sua filha está com o cara que Nita chama somente de “aquele garoto” e que eles precisam de dinheiro. Mas ela está errada. A moça e o namorado foram sequestrados por bajadores – bandidos que se aproveitam de outros bandidos, profissionais da fronteira que se aproveitam não só de vítimas inocentes, mas um do outro. Eles roubam drogas, armas e pessoas – comprando e vendendo vítimas como mercadorias, e matando aqueles que não geram negócio. Elvis Cole e Joe Pike encontram o local onde o casal foi sequestrado. Há marcas de pneus, cápsulas de balas e manchas de sangue. Eles sabem que as coisas podem não ser tão ruins quanto parecem. Mas eles também estão errados, porque a situação está prestes a piorar. O próprio Cole é sequestrado quando, à paisana, localiza os dois jovens e tenta compra-los de volta. E agora cabe a Joe Pike refazer os passos de Cole, infiltrando-se no duro e perigoso mundo do tráfico de pessoas para encontrar seu amigo. O problema é que pode ser tarde demais...

Não sou muito de ler romances policiais. Não que eu ache o gênero ruim, mas nenhum livro desse tipo nunca conseguiu me prender de verdade e podem ter certeza que eu tentei, e tentei muito. Já abandonei muitos livros da Agatha Christie (por favor, não me julguem) e gostei bem mais ou menos de algumas histórias do Sir Arthur Conan Doyle. Justamente por esses motivos comecei a leitura de Sequestrados bem despretensiosamente, quase que por obrigação. Apesar de não ter sido uma leitura 100%, posso dizer que me surpreendeu bastante. 

11 de novembro de 2015

Promoção: Dois Anos de Roendo Livros!


É impressionante como o tempo passa rápido, não é mesmo? Parece que ontem mesmo estava pensando em criar o blog para compartilhar as minhas opiniões com vocês. Para comemorar essa data tão especial, o Roendo Livros se uniu com mais 31 blogs maravilhosos para presentearmos dois sortudos com vários livros e mimos especiais. 

7 de novembro de 2015

Book Haul: Outubro 2015


Olá, pessoal! Início de mês é de praxe mostrar o que chegou para mim no mês anterior, né? Dessa vez estou um pouquinho atrasada (na verdade estou toda desorganizada com o blog esses dias, me perdoem). Ganhei muitos livros legais além dos que chegaram da Novo Conceito, espero que vocês gostem!

3 de novembro de 2015

Resenha: O Meu Pé de Laranja Lima

Título: O Meu Pé de Laranja Lima
Autor: José Mauro de Vasconcelos
Páginas: 190
Editora: Melhoramentos

Na obra juvenil mais conhecida de José Mauro, a pobreza, a solidão e o desajuste social vistos pelos olhos ingênuos de uma criança de seis anos. Nascido em uma família pobre e numerosa, Zezé é um menino especial, inteligente, sensível e carente. Carente de um afeto que não encontra na família, o endiabrado garoto sai pelas ruas fazendo mil travessuras, que envolve o leitor ao revelar seus sonhos e desejos, por meio de conversas com o seu pé de laranja lima, encontrando na fantasia a alegria de viver.



Conheço pouca gente que não tenha se emocionado nem que seja um pouquinho com O Pequeno Príncipe ou até mesmo ficado com o coração apertado em Como Eu Era Antes de Você. Para mim, o maior mentiroso de todos é aquele que esconde os seus sentimentos. Vamos ser sinceros... A vida da gente é construída por momentos alegres e tristes, assim como nos livros. Podem tentar me convencer a qualquer custo, mas nem o sick-lit mais comentado, aquele com as frases mais marcantes e conhecidas, é tão triste quanto O Meu Pé de Laranja Lima.

29 de outubro de 2015

Resenha: A Noite dos Mortos-Vivos & A Volta dos Mortos-Vivos

Título Original: Night of the Living Dead & The Return of the Living Dead
Autor: John Russo
Páginas: 320
Tradução: Lucas Magdiel
Editora: DarkSide Books

A Noite dos Mortos-Vivos, considerado uma das maiores obras-primas do gênero e um livro obrigatório para os fãs de The Walking Dead, Resident Evil, Orgulho e Preconceito Zumbi e tudo aquilo que englobe os carismáticos comedores de cérebros. Se hoje os zumbis estão em alta é porque, em 1968, George Romero e John Russo se reuniram para escrever o roteiro de A Noite dos Mortos-Vivos e mudar a história do cinema. O filme revolucionou o mito sobre as criaturas que voltavam do além: as superstições vodus das velhas produções B deram lugar à epidemia de fome canibal nas ruas norte-americanas. Criaturas similares já haviam aparecido antes nas telonas, mas foi em A Noite dos Mortos-Vivos a primeira vez em que foram retratados como uma praga devoradora de carne humana. O próprio John Russo (que também atua no clássico de 1968 como um zumbi) adaptou a história do filme neste romance que a DarkSide® traz para o Brasil. A Noite dos Mortos-Vivos inclui ainda uma surpresa para os leitores: o texto integral da sequência do clássico, que nunca chegou a ser filmada, chamada de A Volta dos Mortos-Vivos (não vai confundir com a comédia trash de 1985, que também contou com Russo no time de roteiristas). Depois de 45 anos, finalmente é publicado no Brasil o romance do filme que marcou gerações.

Nunca fui fã de livros de terror, mas acho que vocês provavelmente já sabem disso. Evito esse estilo ao máximo por ser extremamente medrosa e justamente por isso escolhi este livro para um dos desafios da Maratona Literária de Inverno, que consistia em ler um livro do gênero que menos li no ano passado. O fato de eu adorar histórias com zumbis, mesmo apesar do medo, colaborou muita para a escolha dessa obra ao invés de qualquer outro terror. 

26 de outubro de 2015

Resenha: Amor Imortal

Título: Amor Imortal
Autora: Ana Carolina KJ
Páginas: 256
Editora: Novas Páginas
Livro recebido em parceria com a editora.

Após a morte de seu pai, Anna Bonnier tenta recuperar um pouco de sua felicidade ao viajar para uma estação de esqui com sua melhor amiga, Loreta. Entretanto, o que era para ser um simples passeio, acaba por se tornar um desafio sobrenatural. Anna conhece o enigmático Raziel e percebe uma forte conexão que vai além da realidade, sobretudo quando descobre que o sentimento que tem por ele atravessa os séculos. Aos poucos, a proximidade que constroem juntos traz novos riscos. O relacionamento amoroso que ela sempre desejou pode desaparecer de forma trágica, assim como o homem que abriu seu coração. Passado, presente e futuro caminham juntos nessa emocionante história de amor e sedução, em que a realidade é capaz de alterar, a qualquer momento, o destino de cada um deles.

Estava tão animada com os lançamentos nacionais da editora Novo Conceito esse ano, já que amei a maioria dos que chegaram para mim anteriormente, que nem passou pela minha cabeça que não iria gostar de Amor Imortal. Fico até meio chateada em dizer que foi realmente isso o que aconteceu. Fiquei extremamente decepcionada com essa história, para não dizer coisa pior.  

23 de outubro de 2015

Resenha: Sua Resposta Vale Um Bilhão

Título Original: Q & A
Autor: Vikas Swarup
Páginas: 343
Tradução: Paulo Henrique Britto
Editora: Companhia das Letras

Ram Mohammad Thomas está na cadeia. Ganhou um bilhão de rupias, o maior prêmio já pago na história da televisão, por ter respondido corretamente a doze perguntas num programa de perguntas e respostas. Mas como é possível que um garçom de dezoito anos que não fez sequer o curso primário saiba qual é o menor planeta do sistema solar e que inventou o revólver? Sem dúvida houve fraude. Ou não? Para provar que não, o rapaz terá de contar a história de sua vida, curta porém muito movimentada: uma fascinante viagem pela Índia contemporânea, terra onde todos os extremos se tocam e quase tudo é possível.

Vocês não fazem ideia do quanto eu enlouqueci quando, há alguns dias atrás, descobri esse livro na casa de uma amiga minha, porque eu não fazia ideia de que esse livro existia, já que eu simplesmente AMO a adaptação, é um dos meus filmes preferidos da vida. É claro que eu tinha que ler, e tinha que fazer isso o mais rápido possível. Gente, que livro magnífico! Não é atoa que é a obra que deu origem ao filme vencedor do Oscar de melhor filme em 2009. 

20 de outubro de 2015

Resenha: O Segredo do Meu Marido

Título Original: The Husband's Secret
Autora: Liane Moriarty
Páginas: 368
Tradução: Rachel Agavino
Editora: Intrínseca

Imagine que seu marido tenha lhe escrito uma carta que deve ser aberta apenas quando ele morrer. Imagine também que essa carta revela seu pior e mais profundo segredo - algo com o potencial de destruir não apenas a vida que vocês construíram juntos, mas também a de outras pessoas. Imagine, então, que você encontra essa carta enquanto seu marido ainda está bem vivo...
Cecilia Fitzpatrick tem tudo. É bem-sucedida no trabalho, um pilar da pequena comunidade em que vive, uma esposa e mãe dedicada. Sua vida é tão organizada e imaculada quanto sua casa. Mas uma carta vai mudar tudo, e não apenas para ela: Rachel e Tess mal conhecem Cecilia - ou uma à outra -, mas também estão prestes a sentir as repercussões do segredo do marido dela. Um romance emocionante, O Segredo do Meu Marido é um livro que nos convida a refletir até onde conhecemos nossos companheiros - e, em última instância, a nós mesmos.

Se você tivesse tomado decisões diferentes em algum momento, será que sua vida seria diferente?

Foi tudo por causa do Muro de Berlim.
Se não fosse o Muro de Berlim, Cecilia nunca teria encontrado a carta, e então não estaria sentada ali, à mesa da cozinha, tentando convencer a si mesma a não abri-la com um rasgo. (p. 11)

18 de outubro de 2015

TAG: Skoob


Em um dos meus passeios pela blogosfera, entrei no LiteRata, blog da Juh Zanotti e encontrei esta tag por lá. Ela consiste em divulgar o nosso perfil do Skoob e um dos intuitos é fazer mais amigos na rede social. Meu Skoob não está exatamente atualizado, mas tá valendo!

15 de outubro de 2015

Resenha: Sereia de Vidro

Título: Sereia de Vidro
Autor: Marcelo Antinori
Páginas: 72
Editora: Bússola
Livro recebido em parceria com o autor/editora.

Clique aqui para mais informações.
Adicione o livro no Skoob.

Um escritor frustrado sofrendo de bloqueio criativo resolve, por indicação de alguns amigos, fazer uma leitura de Tarô num convento em São Paulo. As cartas, mais do que meros símbolos, passam a indicar caminhos e personagens que ele até então desconhece. Movido por uma curiosidade insaciável, e genro de um poderoso empresário paulista, ele embrenha-se num universo novo e desconhecido, tendo o centro de São Paulo e seus locais pitorescos como pano de fundo. Através de um texto ágil e preciso, ele logo vê-se envolvido numa teia de acontecimentos inusitados na companhia de uma mulher linda e misteriosa que o leva ao crime organizado, a corrupção e as mais altas esferas do poder. Sereia de Vidro é o primeiro volume da Coleção Sereia de Vidro, escrito com maestria por Marcelo Antinori. Sereia de Vidro é o título escolhido para lançar os novos selos da editora Bússola nos formatos impresso e digital.

Quando vi a proposta do Marcelo Antinori para a série Sereia de Vidro, me interessei na hora. Muito provavelmente vocês já ouviram aquele velho ditado que diz que os melhores perfumes estão nos menores frascos (perdi as contas de quantas vezes já escutei isso na minha vida por causa do meu tamanho compacto). O livro pode ser pequeno e curto, mas o conteúdo que há nele é extremamente surpreendente. 

13 de outubro de 2015

Resenha: A Aposta

Título: A Aposta
Autora: Vanessa Bosso
Páginas: 288
Editora: Novas Páginas
Livro recebido em parceria com a editora. 

A primeira experiência amorosa de Nina não foi nada boa. Diante de tamanha decepção, a garota não quer saber de namorados e seu coração virou uma pedra de gelo. No colégio, os garotos lançam uma aposta a Lex, o grande pegador , daqueles que arrancam suspiros até mesmo de objetos inanimados. Será que ele, com todo seu poder de sedução, conseguirá conquistar o coração de Nina? De forma hilária e dinâmica, a autora levará os leitores a uma viagem inesquecível, na qual a amizade e o amor reinarão em absoluto... Até que uma vingança surja em cena para estragar tudo. Quem sairá vencedor? Façam suas apostas. O jogo está prestes a começar.

Depois da Maratona Literária de Inverno achei que fosse ser linda lendo oito ou dez livros por mês, mas nunca fui tão iludida na minha vida. A verdade é que, depois de ler tanto, entrei numa ressaca literária tão maldita que nada chamava a minha atenção. Li uns quadrinhos, mas nenhuma história me prendia. Resolvi pegar A Aposta só para ver o que aconteceria e graças ao Senhor bom Deus consegui ler um livro completo, mesmo tendo demorado um pouquinho mais que o esperado. 

11 de outubro de 2015

Aniversário do Roendo Livros


Pois é, pessoal! Mês que vem o Roendo Livros fará dois aninhos de existência e eu só consigo pensar em como o tempo passa rápido. Mas enfim, este post é nada mais, nada menos para divulgar a promoção de aniversário que eu (com a ajuda da minha incrível parceira Jú, do Conjunto da Obra) estou organizando. 

9 de outubro de 2015

Book Haul: Setembro 2015


Oi pessoal! Mais um post de book haul aqui no blog, dessa vez mostrando os livros que chegaram para mim em setembro. Mês passado foi relativamente melhor que o anterior, com muitos livros bons (e alguns não tanto). A maioria foi a Michele do Lost Girly Girl que mandou para mim. Quem ainda não sabe, agora sou colunista lá também. 

7 de outubro de 2015

Resenha: Mentiras Que Confortam

Título Original: The Comfort of Lies
Autora: Randy Susan Meyers
Páginas: 368
Tradução: Ana Paula Rezende Dias da Silva de Mello
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora.

Cinco anos atrás... Tia apaixonou-se obsessivamente por um homem por quem nunca deveria ter se apaixonado. Quando engravidou, Nathan desapareceu, e ela entregou seu bebê para a adoção. Caroline adotou um bebê para agradar o marido. Agora ela questiona se está preparada para o papel de esposa e mãe. Juliette considerava sua vida perfeita: tinha um casamento sólido, dois lindos filhos e um negócio próspero. E então ela descobre o caso de Nathan. Ele prometeu que nunca a trairia novamente, e ela confiou nele. Hoje... Tia ainda não superou o fim do seu caso com Nathan. Todos os anos ela recebe fotos de sua garotinha, e desta vez, em um impulso, decide enviar algumas delas para a casa do ex-amante. É Juliette quem abre o envelope. Ela nunca soube da existência da criança, e agora precisa desesperadamente descobrir quantas outras mentiras sustentaram o seu casamento até hoje.

Nunca tinha ouvido falar da Randy Susan Meyers até a Novo Conceito anunciar o lançamento deste livro, há alguns meses atrás. Convenhamos que a capa não é nem um pouco convidativa, então comecei a lê-lo, confesso, sem pretensão alguma e aconteceu a coisa que todo leitor voraz adora: se surpreender lindamente com a história. 

6 de outubro de 2015

Parceria: Editora Draco


Olá, pessoas! O mês outubro já chegou cheio de novidades! O blog agora é parceiro da editora Draco! Vocês sabem o quanto eu adoro as parcerias e o quanto fico feliz com elas, não é mesmo? A editora é totalmente especial, pois só publica livros nacionais, não é o máximo? 

Draco. Do latim, dragão: A palavra dragão (em inglês, dragon) vem do grego drákon, δράκων, que deriva do verbo derkomai, “olhar”, pois seu papel no mito grego é o de vigiar tesouros cobiçados. O nome tem sido dado a criaturas mitológicas muito diversas, de diferentes culturas.

4 de outubro de 2015

Resenha: BiaGrafia

Título: BiaGrafia
Autor: Pedro Varella
Páginas: 256
Editora: Autografia
Livro recebido em parceria com o autor.

Clique aqui para comprar.
Adicione o livro no Skoob.

Diagnosticada precocemente com câncer de pulmão em 2005, o melhor prognóstico de Bia era de mais um ano de vida. No entanto, sem nunca se entregar à doença e apesar das graves metástases diagnosticadas nos anos seguintes, ela jamais deixou de viajar, fazer obras e planos, investir em sua carreira (e até começar uma nova) e viver como gostava. Sua história de vida vai emocionar os leitores, que verão como um pouco (ou muito!) de humor e amor ajudam em qualquer situação.

Vocês sabem o quanto eu adoro uma biografia, né? Quando o Pedro me enviou o e-mail perguntando se eu tinha algum interesse em receber o livro para resenhá-lo aqui no blog, nem pensei duas vezes. Depois, fiquei enrolando um pouquinho para descobrir o conteúdo dessa história porque estava com medo: afinal, nenhuma história que tem o câncer como vilão acaba bem. Diferente do que eu pensava, Pedro narrou a história de sua mãe de uma forma muito descontraída e leve, fazendo a leitura ficar extremamente boa. 

1 de outubro de 2015

Resenha: Preciso do Seu Amor

Título Original: It Must Be Your Love
Autora: Bella Andre
Páginas: 320
Tradução: Marcely de Marco Martins Dantas
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora.

A bem-sucedida corretora de imóveis de Seattle, Mia Sullivan, não é nada boba... A não ser naquela única semana em que entregou seu coração a um músico sensual, que não lhe deu nada em troca além de dias e noites perfeitas em sua cama. Apesar de ter jurado que nunca mais o veria, ele foi o único homem de quem não conseguiu se esquecer. Um dos roqueiros mais desejados do mundo, Ford Vincent pode ter a mulher que quiser... exceto Mia Sullivan. Agora ele sabe que as milhares de fãs que cantam suas músicas não podem preencher o seu vazio. Só o amor de Mia tem esse poder – então, ele jura fazer tudo o que for preciso para conquistar o coração dela novamente. Depois de um reencontro, uma atração intensa surge entre eles. Será que, finalmente, Mia e Ford irão descobrir um amor forte o suficiente para durar para sempre?

Sempre quis ler algum livro da Bella Andre porque é uma autora de muito sucesso aqui no Brasil. Ela tem um monte de livros publicados e essa série da família Sullivan que já tem muitos volumes publicados. É claro que eu ia ficar curiosa, não é mesmo? Mas acho que a minha curiosidade foi tanta que me decepcionei em um nível tão grande que provavelmente nunca mais lerei uma obra da autora. Espero sinceramente pagar língua por esse "nunca mais".

28 de setembro de 2015

Resenha: Coraline

Título: Coraline
Autor: Neil Gaiman
Ilustrações: Dave McKean
Páginas: 166
Editora: HarperEntertainment

A história de Coraline é de provocar calafrios. A narrativa dá muitas voltas e percorre longas distâncias, criando um ‘outro’ mundo onde todos os aspectos de vida são pervertidos e desvirtuados para o macabro. Ao mesmo tempo sutil e cruel, o autor gosta de desafiar as imagens simples dos livros infantis tradicionais. No livro, a jovem Coraline acaba de se mudar para um apartamento num prédio antigo. Seus vizinhos são velhinhos excêntricos e amáveis que não conseguem dizer seu nome do jeito certo, mas encorajam sua curiosidade e seu instinto de exploração. Em uma tarde chuvosa, a menina consegue abrir uma porta que sempre estivera trancada na sala de visitas de casa e descobre um caminho para um misterioso apartamento ‘vazio’ no quarto andar do prédio. Para sua surpresa, o apartamento não tem nada de desabitado, e ela fica cara a cara com duas criaturas que afirmam ser seus “outros” pais. Na verdade, aquele parece ser um “outro” mundo mágico atrás da porta. Lá, há brinquedos incríveis e vizinhos que nunca falam seu nome errado. Porém a menina logo percebe que aquele mundo é tão mortal quanto encantador e que terá de usar toda a sua inteligência para derrotar seus adversários (sinopse em português).

Oi pessoal, tudo bem com vocês? Andei um pouco sumida aqui do blog, mas aí a Ana praticamente implorou para eu postar esse vídeo aqui porque é o favorito dela e ela acha que todo mundo deve ver. Enfim, a resenha de hoje é sobre o livro Coraline, do Neil Gaiman, que eu li na versão americana mesmo. 

25 de setembro de 2015

Resenha: Para Continuar

Título: Para Continuar
Autor: Felipe Colbert
Páginas: 224
Editora: Novas Páginas
Livro recebido em parceria com a editora.

Envolver-se com a jovem Ayako é a oportunidade perfeita para Leonardo César esquecer a sua vida tediosa e perigosamente limitada, tudo por culpa do seu coração defeituoso. Enquanto isso, com a ajuda de seu avô, Ayako tem a difícil missão de manter inacessível um porão de dimensões que vão além da loja de luminárias que ela gerencia, repleto de milhares de lanternas orientais, cujo mistério envolve os habitantes do bairro da Liberdade. A partir dos crescentes encontros entre Leonardo e Ayako, uma nova lanterna surgirá para os dois. Eles terão que protegê-la com afinco, ou tudo que construíram juntos poderá desaparecer a qualquer momento. O que ninguém conseguiria prever é que Ho, um jovem chinês também apaixonado por Ayako, colocaria em risco o futuro desse objeto. E com ele, o sentimento mais importante que dois seres humanos já experimentaram.

Tenho tido várias surpresas positivas com os livros nacionais que ando lendo e, com Para Continuar não foi diferente. Arrisco dizer que foi um dos melhores que li até hoje, mesmo com alguns pontos negativos. Ainda assim, confesso que o que me atraiu nesse livro foi a capa maravilhosa. Não sei se vocês sabem, mas eu adoro a cultura japonesa e sério, não poderiam ter escolhido uma capa melhor que essa. Antes de tudo, é importante frisar que a história não se passa no Japão, mas no bairro da Liberdade em São Paulo, onde a cultura é totalmente predominante (não sou muito conhecedora das coisas, pessoa, se eu falar algo errado me corrijam). 

24 de setembro de 2015

Resenha: 172 Horas na Lua

Título Original: Darlah – 172 timer på månen
Autor: Johan Harstad
Páginas: 288
Tradução: Camila Fernandes
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora.

O ano é 2018. Quase cinco décadas desde que o homem pisou na Lua pela primeira vez. Três adolescentes comuns vencem um sorteio mundial promovido pela NASA. Eles vão passar uma semana na base lunar DARLAH 2 - um lugar que, até então, só era conhecido pelos altos funcionários do governo americano. Mia, Midori e Antoine se consideram os jovens mais sortudos do mundo. Mal sabem eles que a NASA tinha motivos para não ter enviando mais ninguém à Lua. Eventos inexplicáveis e experiências fora do comum começam a acontecer... Prepare-se para a contagem regressiva.

Uma curiosidade fora do normal me rodeou assim que vi esse lançamento da Novo Conceito. Fora do normal porque eu raramente leio livros de ficção científica, apesar de assistir a bastante filmes do gênero. A premissa do livro é super interessante e gira em torno de três adolescentes que foram sorteados para irem à Lua. Imaginem só vocês passaram 172 horas em algo aparentemente maravilhoso.

22 de setembro de 2015

Promoção: Quatro Anos de Além da Contracapa


Hoje o Além da Contracapa completa 4 anos e para coroar as comemorações que vem acontecendo durante todo o mês de setembro com conteúdos especiais é chegada a hora dos presentes. Para isso, nós convidamos vários blogs amigos e também as nossas editoras parceiras para fazer uma super promoção que dará 30 livros para 15 leitores. A todos vocês o nosso muito obrigado! E agora vamos à festa!

21 de setembro de 2015

Resenha: Naomi & Ely e a Lista do Não-Beijo

Título Original: Naomi and Ely's No Kiss List
Autores: David Levithan e Rachel Cohn
Páginas: 256
Tradução: Ana Carolina Mesquita
Editora: Galera Record

A quintessência menina-gosta-de-menino-que-gosta-de-meninos. Uma análise bem-humorada sobre relacionamentos. Naomi e Ely são amigos inseparáveis desde pequenos. Naomi ama Ely e está apaixonada por ele. Já o garoto, ama a amiga, mas prefere estar apaixonado, bem, por garotos. Para preservar a amizade, criam a lista do não beijo — a relação de caras que nenhum dos dois pode beijar em hipótese alguma. A lista do não beijo protege a amizade e assegura que nada vá abalar as estruturas da fundação Naomi & Ely. Até que... Ely beija o namorado de Naomi. E quando há amor, amizade e traição envolvidos, a reconciliação pode ser dolorosa e, claro, muito dramática.

Desde que eu li Will & Will fiquei extremamente curiosa para ler outras obras do David Levithan. O meu segundo contato com o autor foi com Todo Dia, mas acabei me decepcionando demais. Não que o livro seja ruim, só não consegui me conectar mesmo com o personagem. Resolvi dar mais uma chance para o autor, com mais uma parceria. Não que eu tenha me decepcionado, mas esperava muito mais da história.

18 de setembro de 2015

Resenha: Apenas Um Ano

Título Original: Just One Year
Autora: Gayle Forman
Páginas: 352
Tradução: Ana Paula Doherty
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora.

Em Apenas um Dia, os momentos de paixão entre Allyson e Willem foram interrompidos de maneira abrupta, lançando a jovem em um abismo de questionamentos e dor. Agora a história é contada pela voz de Willem. Sem saber exatamente o que o atraiu na garota de olhos grandes e jeito comportado, o rapaz inicia uma busca obsessiva por pistas que levem até a sua Lulu mesmo sem saber sequer o seu nome verdadeiro. Enquanto tenta compreender o mistério que os separou, Willem se esforça para costurar relacionamentos desgastados e procura respostas para o futuro. Mais do que uma aventura de verão, o encontro em Paris significou para ele o início da vida adulta. Da mesma autora dos best-sellers Se Eu Ficar e Para Onde Ela FoiApenas um Ano reúne todos os ingredientes de um romance imperdível: viagens, saudade, encontros, desencontros e amor.

Pois é, meus amigos. Procrastinei tanto para ler esse livro porque ainda não tinha lido Apenas Um Dia, mas cá estou eu para falar um pouco sobre essa história. Ah, detalhe: sou muito vida loka mesmo e li Apenas Um Ano sem ter lido Apenas Um Dia (lokona mesmo, como diz o João), mas esse detalhe não me atrapalhou nem um pouco, posso garantir para vocês. Posso ter perdido algunas detalhes, mas aparentemente é a mesma história, só que contada pela visão do mocinho. Provavelmente essa resenha terá spoilers do primeiro livro (mesmo que eu não tenha lido), então se você ainda não leu, é melhor parar por aqui.

15 de setembro de 2015

Resenha: Delírio

Título Original: Delirium
Autora: Lauren Oliver
Páginas: 352
Tradução: Rita Sussekind
Editora: Intrínseca

Muito tempo atrás, não se sabia que o amor é a pior de todas as doenças. Uma vez instalado na corrente sanguínea, não há como contê-lo. Agora a realidade é outra. A ciência já é capaz de erradicá-lo, e o governo obriga que todos os cidadãos sejam curados ao completar dezoito anos. Lena Haloway está entre os jovens que esperam ansiosamente esse dia. Viver sem a doença é viver sem dor: sem arrebatamento, sem euforia, com tranquilidade e segurança. Depois de curada, ela será encaminhada pelo governo para uma faculdade e um marido lhe será designado. Ela nunca mais precisará se preocupar com o passado que assombra sua família. Lena tem plena confiança de que as imposições das autoridades, como a intervenção cirúrgica, o toque de recolher e as patrulhas-surpresa pela cidade, existem para proteger as pessoas.
Faltando apenas algumas semanas para o tratamento, porém, o impensado acontece: Lena se apaixona. Os sintomas são bastante conhecidos, não há como se enganar — mas, depois de experimentá-los, ela ainda escolheria a cura?

Alguém que já se apaixonou sabe o quanto o amor torna as pessoas vivas: o quanto o coração palpitando, a adrenalina percorrendo o corpo e as pernas tremendo preenchem os dias e dão esperança de um futuro melhor, mais feliz. E se esse sentimento fosse diagnosticado como uma doença? No mundo em que Lena vive, o amor já não é considerado algo bom; pelo contrário. Existem procedimentos de cura, e tanto aqueles infectados, quanto os simpatizantes e os inválidos, podem sofrer punições terríveis.

12 de setembro de 2015

Resenha: Zac & Mia

Título Original: Zac and Mia
Autora: A. J. Betts
Páginas: 288
Tradução: Sylvio Monteiro Deutsch
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora.

A última pessoa que Zac esperava encontrar em seu quarto de hospital era uma garota como Mia - bonita, irritante, mal-humorada e com um gosto musical duvidoso. No mundo real, ele nunca poderia ser amigo de uma pessoa como ela. Mas no hospital as regras são diferentes. Uma batida na parede do seu quarto se transforma em uma amizade surpreendente. Será que Mia precisa de Zac? Será que Zac precisa de Mia? Será que eles precisam tanto um do outro? Contada sob a perspectiva de ambos, Zac e Mia é a história tocante de dois adolescentes comuns em circunstâncias extraordinárias.

Confesso: eu adoro um bom sick-lit de vez em quando. O problema é que, assim como muitos outros, esse gênero está bastante saturado, é muito difícil encontrar uma coisa nova. Justamente por isso comecei a ler Zac & Mia despretensiosamente, em partes porque já imaginava o que eu encontraria e porque eu não queria me decepcionar. A obra é uma gracinha. Não é cheia de floreios, tem aqueles clichês que a gente já conhece, mas é diferente de todos os outros sick-lits que já li.

10 de setembro de 2015

Book Haul: Agosto 2015


Olá, galera! O post de hoje é para mostrar os livros que chegaram para mim no mês de agosto. Como já perceberam, não foram muitos e tem um especial aí que não é literário (olha para vocês verem o que a faculdade faz com a gente). 

8 de setembro de 2015

Promoção: Aguardando Fugitivos


O livro FUGITIVOS, do autor Carlos Barros, será lançado no dia 25/09 pela editora Giostri. Para divulgar e comemorar a aproximação da data, quando (finalmente!) o livro estará disponível para compra, oito blogs se reuniram para sortear alguns livros para um único felizardo.

6 de setembro de 2015

Resenha: A Menina Submersa

Título Original: The Drowning Girl
Autora: Caitlín R. Kiernan
Páginas: 320
Tradução: Ana Resende e Carolina Caires Coelho
Editora: DarkSide Books

Com uma narração intrigante, não-linear e uma prosa magnífica, Caitlín vai moldando a sua obsessiva personagem. Imp é uma narradora não-confiável e que testa o leitor durante toda a viagem, interrompe a si mesma, insere contos que escreveu, pedaços de poesia, descrições de quadros e referências a artistas reais e imaginários durante a narrativa. Ao fazer isso, a autora consegue criar algo inteiramente novo dentro do mundo do horror, da fantasia e do thriller psicológico.

Desde que descobri a edição clássica de A Menina Submersa fiquei apaixonada. Não só pela capa, que também é maravilhosa, mas pela história em si. Quando a DarkSide lançou esta edição limitada não me aguentei e tive que ir atrás. Finalmente teria a oportunidade de ler essa obra que tanto me instigava e ela chegou ainda mais rápido quando a Cah, do De Cabeça Para Baixo me desafiou a lê-lo no projeto da Ju, do LiteRata. É verdade que algumas partes da narrativa são confusas, mas nada que tire o brilho da história. 

4 de setembro de 2015

Resenha: Bom Dia, Sr. Mandela

Título Original: Good Morning, Mr. Mandela
Autora: Zelda la Grange
Páginas: 432
Tradução: Sofia Gomes
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora.

Bom Dia, Sr. Mandela conta a extraordinária história de uma jovem que teve suas crenças, preconceitos e tudo em que sempre acreditou transformados pelo maior homem de seu tempo. A incrível trajetória de uma datilógrafa que, escolhida para se tornar a mais leal e devotada assessora de Nelson Mandela, passou a maior parte de sua vida trabalhando ao lado do homem que ela passaria a chamar de Khulu , ou avô.

Uma coisa que poucas pessoas sabem sobre mim é que eu adoro biografias/autobiografias. Posso nem conhecer a pessoa, mas seu tiver uma chancezinha que seja de ler sobre ela, vou ler. Mas Nelson Mandela não é qualquer pessoa, não é mesmo? Além de ter sido um grande líder político, e ter lutado contra o apartheid na África do Sul, ganhou o Prêmio Nobel da Paz de 1993 e foi um grande ícone mundial. É claro que eu não perderia a oportunidade de saber um pouco mais sobre ele. 

Promoção: Seis Anos de Livros Românticos!


Oi pessoal! O mês de setembro aqui no blog estará recheado de promoções! Dessa vez, para comemorarmos o aniversário de seis anos do Livros Românticos, 25 blogs se juntaram para fazer uma festa! Serão 25 livros, divididos em cinco kits que premiarão cinco leitores sortudos.  

1 de setembro de 2015

Promoção: A Bienal Vai Até Você!


Você quebrou o seu porquinho que passou o ano inteiro colocando o troco do dinheiro do transporte... Você tentou de todas as formas antecipar o seu presente de Natal dos seus avós, dos seus pais, mas mesmo assim ainda não conseguiu juntar o dinheiro necessário para viajar pra Bienal do Rio.

Você tentou subornar aquele seu amigo do trabalho para que ele tirasse férias em outra data para que você pudesse sair de férias e curtir a Bienal, mas ele não só saiu de férias sem ligar para seus sentimentos como ainda deixou um monte de trabalho inacabado e por isso, você vai ter que fazer hora extra e não vai ter tempo de curtir a Bienal...

30 de agosto de 2015

Resenha: Sebastian

Título: Sebastian
Autora: Bella Prudencio
Páginas: 188
Editora: Publicação independente
E-book recebido em parceria com a autora.

Clique aqui para comprar.
Adicione o livro no Skoob.

Solveig resolve passar um ano na Romênia com as tias, mas um acidente acaba matando-as e mudando o seu plano, ela vai morar com o primo de terceiro grau, Sebastian, um herdeiro sexy, levemente cafajeste, mas ao mesmo tempo completamente romântico e apaixonante.

Sempre gostei muito do gênero New Adult e quando eu descobri que a Bella tinha escrito um livro com essa temática, logo fiquei com vontade de ler. A capa do livro chamou muito a minha atenção e a sinopse me deixou muito instigada. Convenhamos, quem é que não sonha em passar um ano no exterior com o cara mais maravilhoso do mundo? 

28 de agosto de 2015

Resenha: Soldier

Título Original: Soldier Dog
Autora: Sam Angus
Páginas: 256
Tradução: Julio de Andrade Filho
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora.

Quando Tom Ryder é convocado para lutar na Primeira Guerra Mundial, não imagina o quanto o seu irmão mais novo, Stanley, sentirá sua falta. A única alegria do garoto são os filhotes de Rocket, a cadela premiada que é o orgulho da família. Porém, ao descobrir que Rocket teve filhotes mestiços, o pai de Stanley fica furioso e ameaça afogar os cãezinhos. Inconformado e desejando reencontrar Tom, Stanley foge de casa. Mentindo a idade, consegue se alistar no exército britânico. Somente o amor incondicional pelos animais será capaz de fazê-lo sobreviver à brutalidade e à frieza dos campos de batalha. Uma prova de que a inocência e a sensibilidade podem ser mais poderosas do que a guerra. Soldier: Leal Até o Fim é um livro emocionante e intenso, recomendado para leitores de todas as idades, especialmente para os apaixonados por cães.

Livros com animais são o meu ponto fraco. Gosto tanto de bichinhos que tento evitar qualquer obra que conte histórias sobre eles porque eu sempre fico super deprimida após a leitura. Lembro que, quando li Marley & Eu há uns oito anos atrás, fiquei semanas me lembrando do livro e meus olhos sempre ficavam marejados (se bobear, fico balançada até hoje). Ler Soldier me trouxe um misto de sentimentos, principalmente por saber que foi baseado em fatos históricos e relatos reais. 

25 de agosto de 2015

Projeto: Está na Estante e Não Leu? Seu Amigo Escolheu!

Olá, minha gente! O post de hoje é para mostrar um projeto super legal que estou participando. Na verdade, fui indicada pela Cah do blog De Cabeça Para Baixo. Quem criou o projeto foi a Ju do blog LiteRata, com o intuito de dar uma ajudinha para os blogueiros literários lerem aqueles livros que estão há séculos parados na estante. 


A Cah já escolheu o livro que devo ler: A Menina Submersa da Caitlín R. Kiernan. Não deixem de conferir as outras indicações da Cah! 

24 de agosto de 2015

Resenha: Objetos Cortantes

Título Original: Sharp Objects
Autor: Gillian Flynn
Páginas: 256
Tradução: Alexandre Martins
Editora: Intrínseca

Recém-saída de um hospital psiquiátrico, onde foi internada para tratar a tendência à automutilação que deixou seu corpo todo marcado, a repórter de um jornal sem prestígio em Chicago, Camille Preaker, tem um novo desafio pela frente. Frank Curry, o editor-chefe da publicação, pede que ela retorne à cidade onde nasceu para cobrir o caso de uma menina assassinada e outra misteriosamente desaparecida.
Desde que deixou a pequena Wind Gap, no Missouri, oito anos antes, Camille quase não falou com a mãe neurótica, o padrasto e a meia-irmã, praticamente uma desconhecida. Mas, sem recursos para se hospedar na cidade, é obrigada a ficar na casa da família e lidar com todas as reminiscências de seu passado. Entrevistando velhos conhecidos e recém-chegados a fim de aprofundar as investigações e elaborar sua matéria, a jornalista relembra a infância e a adolescência conturbadas e aos poucos desvenda os segredos de sua família, quase tão macabros quanto as cicatrizes sob suas roupas.

Gillian Flynn estourou no Brasil depois do lançamento do livro Garota Exemplar e foi praticamente unânime o reconhecimento do talento da autora, se consideradas todas as resenhas a respeito da obra. Eu não tive a oportunidade de conferir em primeira mão, mas assisti ao filme e fiquei embasbacada com a construção daquele enredo, tanto que permaneci dias chocada com a história de Amy. Desta vez, com Objetos Cortantes, pude compreender um pouco do que está por trás do renome de Gillian Flynn.

20 de agosto de 2015

Book Haul: Julho 2015


Olá, minha gente! Cá estou eu para mais um book haul e só para o começo da conversa queria pedir desculpas pela qualidade zero das fotos deste mês, mas estou na casa dos meus pais passando férias e nunca encontro um lugar bom aqui para tirar as fotos, mas enfim...

Desde que consegui parceria com a Novo Conceito tenho evitado ao máximo comprar livros, mas não consegui evitar e acabei entrando em algumas livrarias online e fiz a festa mesmo. Então vamos acabar com o papo furando e ir ao que interessa, né!?

18 de agosto de 2015

Resenha: Fragmentados

Título Original: Unwind
Autor: Neal Shusterman
Páginas: 368
Tradução: Camila Fernandes
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora.

Em uma sociedade em que os jovens rejeitados são destinados a terem seus corpos reduzidos a pedaços, três fugitivos lutam contra o sistema que os fragmentaria. Unidos pelo acaso e pelo desespero, esses improváveis companheiros fazem uma alucinante viagem pelo país, conscientes de que suas vidas estão em jogo. Se conseguirem sobreviver até completarem 18 anos, estarão salvos. No entanto, quando cada parte de seus corpos desde as mãos até o coração é caçada por um mundo ensandecido, 18 anos parece muito, muito longe. O vencedor do Boston Globe-Horn Book Award, Neal Shusterman, desafia as ideias dos leitores sobre a vida: não apenas sobre onde ela começa e termina, mas sobre o que realmente significa estar vivo.

Todo mundo sabe que distopia é um dos meus gêneros favoritos. Posso não saber absolutamente nada sobre o livro, podem falar horrores dele para mim, mas se for uma distopia eu vou querer ler do mesmo jeito. Quando a Novo Conceito divulgou o booktrailer de Fragmentados, não precisou de mais nada para despertar a minha curiosidade. 

16 de agosto de 2015

Semana Especial Guardião: Resenha: Híbrida

Título: Híbrida
Autora: Mari Scotti
Páginas: 360
Editora: Novo Século
Livro recebido em parceria com a autora. 

Por toda vida Ellene teve a sensação de ser diferente de seus irmãos e dos moradores de sua vila, pois não adquiriu características de lobisomem como era esperado, e afastava-se cada vez mais desta natureza. Com um espírito rebelde, resolve desvendar o passado em busca de sua verdadeira origem. O que não planejava era entrar no meio de uma rixa entre vampiros, a raça que aprendeu a temer e odiar desde menina. Para piorar, seus pesadelos voltaram: sonhos com um homem misterioso de olhos ameaçadores, envolvido por uma densa neblina. Há quase cem anos a rainha dos vampiros fora sequestrada e seu marido, Milosh, desde então busca incessantemente encontrá-la. O tempo é escasso e as autoridades do Conselho desejam eleger um rei omisso e cruel em seu lugar. Na tentativa de tardar a mudança, ele se une a maior inimiga da rainha. Qualquer erro pode condená-lo a morte e subjugar todos os seus iguais. Ellene e Milosh mal sabem que o que buscam os colocará frente a frente, em uma trama de intrigas, poder, amor e ódio.

Uma coisa é certa: o mercado está super saturado de histórias que envolvem vampiros e lobisomens. Acho que para um autor se arriscar escrever sobre esse assunto, ele tem que ser muito bom. Apesar de estar cansada de ler sobre esses seres sobrenaturais, apostei tudo na Mari Scotti e confesso que me surpreendi, tanto com a história quanto com a escrita da autora. 
 
Layout feito por Vinícios Costa | Todos os direitos reservados ©