14 de janeiro de 2019

As Decepções Literárias de 2018


Existe uma realidade na vida de leitores assíduos: vai chegar um momento que a gente vai ler um livro e pensar "misericórdia, Senhor, que bomba", e tá tudo bem, é super normal! É claro que o que é ruim para mim, não necessariamente é ruim para o outro, mas é extremamente importante respeitarmos todas as opiniões. Tendo isso em mente, apresento a vocês a minha pequena lista de piores leituras de 2018 — com todo o respeito.

Entre as Estrelas
Katie Khan
Editora Bertrand Brasil
Compre aqui

Um romance futurista surpreendente sobre o impacto do primeiro amor e como nossas escolhas podem mudar o destino de todos ao nosso redor. Perfeito para os fãs Um Dia e Gravidade.
Num futuro não muito distante, após a aniquilação dos Estados Unidos e do Oriente Médio, a Europa nada mais é que uma utopia na qual, a cada três anos, a população se muda para uma nova comunidade multicultural.
Em um desses paraísos, Max conhece Carys, e é amor à primeira vista. Ele logo percebe que Carys é a pessoa com quem deseja passar o resto da vida - uma decisão impossível nesse novo mundo.
Conforme o relacionamento dos dois se desenvolve, a conexão entre o tempo deles na Terra e o dilema atual no espaço vai sendo revelado. À deriva entre as estrelas, com apenas noventa minutos de oxigênio, eles concluem que só um deles tem a chance de sobreviver. Mas quem?
Entre as Estrelas é o típico livro que tem de tudo para dar certo, mas é uma decepção total. Narrativa muito parada, enredo extremamente mal aproveitado, desfecho completamente sem noção. Ai gente, eu odeio criticar o trabalho dos outros, mas infelizmente não teve outro jeito. Na resenha eu deixo bem explicadinho o porquê de não ter gostado. 

Daniel Handler
Editora Seguinte

Como um grupo de jovens estudantes bem-educados acabou se envolvendo num escândalo que chocou um país? Por que tantos especialistas em comportamento juvenil têm algo a dizer quando o assunto é o Clube dos Oito? Até quando inúmeras manchetes de jornal e programas de TV sensacionalistas vão explorar o caso nos mínimos detalhes? Para fazer com que a verdade venha à tona, Flannery Culp, a dita líder do Clube, decide tornar público o diário que manteve ao longo do seu desastroso último ano de ensino médio. Agora que está presa por cometer um assassinato, a garota tem tempo de editar o que escreveu e revisitar a rotina que levava ao lado de seus sete melhores amigos. A narrativa de Flan, permeada de professores da pior índole, um amor não correspondido, aulas complicadas e jantares pomposos, comprova que ela pode até ser uma adolescente criminosa — mas, pelo menos, é uma adolescente criminosa muito inteligente.
Eis aqui outra decepção gigantesca: sinopse que falta matar a gente de curiosidade, mas história e personagens fraquíssimos. Além disso, diversos pontos me incomodaram muito, como fato dos pais dos adolescente que só bebem e usam drogas não existirem nessa bagunça. Ah, achei o final bem previsível também, e eu nem leio tantos livros de mistério assim para falar que sou especialista no assunto.

Mary Balogh
Editora Arqueiro 

Primeiro livro da série Clube dos Sobreviventes, Uma Proposta e Nada Mais é uma história intensa e cativante sobre segundas chances e sobre a perseverança do amor.
Após ter tido sua cota de sofrimentos na vida, a jovem viúva Gwendoline, lady Muir, estava mais que satisfeita com sua rotina tranquila, e sempre resistiu a se casar novamente. Agora, porém, passou a se sentir solitária e inquieta, e considera a ideia de arranjar um marido calmo, refinado e que não espere muito dela.
Ao conhecer Hugo Emes, o lorde Trentham, logo vê que ele não é nada disso. Grosseirão e carrancudo, Hugo é um cavalheiro apenas no nome: ganhou seu título em reconhecimento a feitos na guerra. Após a morte do pai, um rico negociante, ele se vê responsável pelo bem-estar da madrasta e da meia-irmã, e decide arranjar uma esposa para tornar essa nova fase menos penosa.
Hugo a princípio não quer cortejar Gwen, pois a julga uma típica aristocrata mimada. Mas logo se torna incapaz de resistir a seu jeito inocente e sincero, sua risada contagiante, seu rosto adorável. Ela, por sua vez, começa a experimentar com ele sensações que jamais imaginava sentir novamente. E a cada beijo e cada carícia, Hugo a conquista mais – com seu desejo, seu amor e a promessa de fazê-la feliz para sempre.
Não é nenhuma surpresa ter um romance de época nessa lista, porque todo mundo que lê o blog tá cansado de saber que eu detesto o gênero. Acredito que Uma Proposta e Nada Mais não seja um livro RUIM, mas eu simplesmente não consigo aceitar a submissão das personagens femininas e todo o conteúdo machista do texto, mesmo que eles estejam, sei lá, no século XIX. É uma questão muito difícil para mim, então...

Fred Elboni
Editora Sextante

Você e outros pensamentos que provocam arrepio traz 50 crônicas que retratam as relações amorosas com sensibilidade e irreverência.
Profundo conhecedor da alma feminina, Fred Elboni já vendeu cerca de 200 mil exemplares. Agora, em seu sexto livro, ele revela seu amadurecimento como escritor num prazeroso diálogo que desafia as mulheres a encontrarem a própria liberdade, buscando dentro de si o poder e a coragem de se despir de seus medos, pudores, preconceitos e inseguranças.
Com uma linguagem leve e sexy, Fred apresenta pequenos flashs do cotidiano em deliciosos textos sobre paixão, sexo, encontros casuais, saudade, intimidade e afeto, explorando as múltiplas e imprevisíveis maneiras de experimentar o amor – e a si mesmo.
Eu e minha mania de pedir livros com capas bonitas mesmo desconfiando que não vou gostar tanto assim. No caso do livro do Fred, eu fiquei bem pistola com esse negócio de relações amorosas sob o ponto de vista de um homem. Me incomodou muito a objetificação da mulher nas crônicas, a enterna impressão que eu tive de que ele sempre estava dizendo o que uma mulher deve ou não fazer... Vocês sabem muito bem o meu posicionamento sobre esse tipo de coisa. 

Colleen Hoover
Editora Record

A autora best-seller do The New York Times está de volta com um romance ainda mais sombrio, intenso e assustadoramente real.
Para proteger o irmão, Sloan foi ao inferno e fez dele seu lar. Ela está presa em um relacionamento com Asa Jackson, um perigoso traficante, e quanto mais os dias passam, mais parece impossível enxergar uma saída. Imersa em uma casa incontrolável que mais parece um quartel general, rodeada por homens que ela teme e sem um minuto de silêncio, também parece impossível encontrar qualquer motivo para se sentir bem. Até Carter surgir em sua vida.
A chegada de Carter pode afetar o frágil equilíbrio que Sloan lutou tanto para conquistar, mas também pode significar sua única saída de uma situação que está ficando insustentável.
Colleen Hoover não tem medo de escrever sobre assuntos delicados e Tarde demais prova isso. Perpassando as formas mais cotidianas de machismo até as formas mais intensas e cruéis de abuso, a autora mergulha na espiral atordoante que é um relacionamento abusivo.
Eu só tenho uma coisa para falar sobre esse livro: é uma OFENSA para todas as mulheres que estão ou estiveram em um relacionamento abusivo. Não tem NADA de bom em Tarde Demais, nada. Foi, de verdade, o pior livro que li na minha vida. Hoover humaniza o abusador, tira todo o crédito da vítima, dando a entender que ela é mentirosa. Não deveria existir. É cheio de gatilhos, extremamente perigoso. 

Eu sempre fico feliz por minha lista de melhores ser sempre maior que a de piores. Eu fico realmente triste quando leio um livro ruim, não tô aqui para ofender ninguém, mas acho que falar as coisas é necessário — como no caso do livro da Hoover. Enfim, comentem aqui quais foram as piores leituras de vocês no ano passado!

17 comentários:

  1. Achei a capa de "Tarde Demais" tão linda! Pena que pelo jeito o livro não é metade do que a capa é. Odeio esse tipo de livro que romantiza o que não deveria. Sorte que tu fala mesmo e não passa pano pra autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miga Deus me livre passar pano pra livro errado! Tô aqui pra ser sincera sempre mesmo! <3

      Excluir
  2. Olá!
    Acho que opinião é opinião mesmo, cada um acaba vendo o livro de formas diferentes, e está tudo bem.
    O Clube dos Oito é um livro que já foi recomendado pra mim, mas ainda não tive oportunidade de ler.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  3. Também tive minha cota de decepções literárias em 2018. E uma delas, infelizmente foi Tarde Demais. "CoHo porque me tiraste do ventre para me escrever esse livro?" (Desculpe não resisti rsrsrs)
    Tempestade de Guerra foi outra. Nisso que dá estenderia série sem necessidade tia Vic.
    Que as decepções sejam menores em 2019

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Socorroooooooooo! Mas esse meme é esse livro cuspido e escarrado. Meu Deus do céu, num tem condições um livro desse fazer sucesso ainda por cima. Morro de medo porque aí uma pessoa lê e acha que esse tipo de coisa é normal... :(

      Excluir
  4. Ah, eis a pior parte de ser leitor: se decepcionar com o livro.
    Desses, eu só li Tarde demais, mas a minha opinião acaba sendo complexa porque misturei o meu amor pela autora com o que realmente achei do livro.
    Gosto do Fred, mas faz tempo que não leio nada dele.
    É chato criticar o trabalho alheio, né? Mas opiniões sinceras são necessárias nesse meio, levo muito em consideração.

    Tive algumas leituras ruins, mas a pior foi Doce lar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. "misericórdia, Senhor, que bomba" HAHAHAHAHAHA, total minha reação. Conheço os livros que te decepcionaram e não esperava alguns estar na lista por aclamação, como maior exemplo o livro da Colleen Hoover. Fiquei surpreso também pelo livro do Elboni na lista. Não li nenhum ainda, e só Tarde Demais está na minha lista.

    ResponderExcluir
  6. Com toda a certeza do mundo, assino embaixo, principalmente da Colleen! Este ano, a autora se superou em trazer enredos que deixaram um gosto amargo na boca.
    Tarde Demais também está na minha lista de piores leituras.
    Você e Outros Pensamentos está ali na minha estante e pretendo ler ele em breve. Mas já vou ficar bem apreensiva depois de ver ele aqui citado entre os piores!rs
    Vou tentar fazer minha lista!rs
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Já tinha imaginado que esse tarde demais estaria na lista. Queria ler só pra poder entender tudo que tem de errado nele. Acho muito doido isso ter realmente virado livro porque nunca foi a ideia isso ser publicado não é não? Não era só um negócio que ela foi escrevendo e postando pro povo? Pois acho que devia ter ficado so nessa Mesmo...
    O de clube queria Ler, mas vi tanta coisa ruim. Desanimou.
    Romance de época é um gênero que Amo, mas tem mesmo muita coisa errada e dependendo do livro tem uns que implico, mas no geral nem tanto.
    Triste mesmo é quando uma sinopse ou ideia do livro parece ótima e aí você lê e não tem nada la. Esse primeiro tinha achado tao interessante...

    ResponderExcluir
  8. Não li nenhum desses livros que você detestou.
    Mas ouvi falar demais de Tarde Demais. Esse livro deu muito o que falar ano passado. É uma pena porque a Colleen tem livros ótimos. Eu não sei se vou ter coragem em ler esse livro.
    Romance de época pode ser bom mas tem que ser muito bem escrito, se não vira só mais um livro chato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nil!

      Sabe que eu também acho que a CoHo têm vários livros massas... Mas depois de Tarde Demais eu comecei a me questionar vários acontecimentos em outros livros que li dela... Qualquer dia desses vou reler pra conferir umas coisas.

      Excluir
  9. Oi Ana,
    Infelizmente sempre temos a lista dos piores...
    "O clube dos oito" é mesmo muita propaganda para pouca coisa, eita final ruim, deveria ter "ouvido" as resenhas que li kkk
    Já eu gostei bastante de "Você e outros pensamentos...", não vi com os mesmos olhos que você, acompanho o Fred a um bom tempo, e não tenho essa visão dele, mas, em partes concordo contigo.
    Sobre o da Collen, bem, eu gostei bastante dos livros que li dela até então, e também pretendo ler esse, se conseguir, porque vejo o pessoal falando muito mal, fico com o pé atrás, uma pena essa romantização por parte de uma autora tão boa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá, Ana
    Não li nenhum dos livos citados, mas tinha certeza que eles estariam na sua lista de decepções porque acompanhei as resenhas.
    Tenho curiosidade em ler todos, mas não tenho certeza se darei chance para Tarde Demais que tem uma capa tão linda e um conteúdo que decepciona.
    Não tive tantos livros ruins em 2018 não gostei tanto assim de Stalker.
    Espero que em 2019 possamos ter mais livros bons do que ruins, amém!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Ana!!
    Ainda não li nenhum dos livros que dessa lista de decepções literárias, mas o unico que vou dá uma chance é Uma Proposta e Nada Mais, pois adoro romances de época.
    Bjos

    ResponderExcluir
  12. Eu acho que você é única pessoa que eu conheço que não gosta de romances de época mas de certa forma você tem razão e eu não acredito que você não gostou do livro O Clube dos oito eu quero muito ler ele porque a sinopse me lembrou muito o filme o clube dos cinco e o autor foi o mesmo que escreveu Desventuras em Série

    ResponderExcluir
  13. Incrível ter um romance de época nesta lista, mas te entendo. Uma proposta e nada mais para mim é um livro muito legal. Achei legal sua opinião em relação aos demais livros, se eu for ler algum desses, ficarei atenta a alguns detalhes.

    ResponderExcluir

 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©