17 de julho de 2018

TAG: Primeiro e Último


Eu estava procurando uma coisa interessante para postar no blog hoje e acabei encontrando um post de 2016 do blog 10 Segundos de Leitura e achei tão simples e legal que resolvi fazer. A tag consiste em falar um pouquinho sobre o primeiro e último livros que lemos na vida — achei que seria uma tarefa bem fácil, mas foi um custo me lembrar do meu primeiro livro. Foi uma experiência muito legal, espero que vocês gostem!

15 de julho de 2018

Resenha: Extraordinárias

Dandara foi uma guerreira negra fundamental para o Quilombo dos Palmares. Bertha Lutz foi a maior representante do movimento sufragista no Brasil. Maria da Penha ficou paraplégica e por pouco não perdeu a vida, mas sua luta resultou na principal lei contra a violência doméstica do país. Essas e muitas outras brasileiras impactaram a nossa história e, indiretamente, a nossa vida, mas raramente aparecem nos livros. Este volume, resultado de uma extensa pesquisa, chega para trazer o reconhecimento que elas merecem. Aqui, você vai encontrar perfis de revolucionárias de etnias e regiões variadas, que viveram desde o século XVI até a atualidade, e conhecer os retratos de cada uma delas, feitos por artistas brasileiras. O que todas essas mulheres têm em comum? A força extraordinária para lutar por seus ideais e transformar o Brasil.

Título Original: Extraordinárias — Mulheres que Revolucionaram o Brasil
Autoras: Duda Porto de Souza & Aryane Cararo
Páginas: 208
Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora

Sempre gostei muito de ler biografias — para falara verdade, fico lendo sobre a vida de pessoas que eu nem conheço tanto —, mas quando eu vi esse livro escrito pelas jornalistas Duda Porto de Souza e Aryane Cararo, fiquei muito animada. Quer dizer, Extraordinárias reúne mini-biografias sobre um monte de brasileiras muito fodas que mudaram a história do nosso país de alguma forma. Gente, e que livro maravilhoso e cheio de conhecimento, impossível não gostar.

13 de julho de 2018

Resenha: Rebelde & Um Mundo Novo

No século XVIII, uma época em que combates sangrentos eram travados em nome da honra, as mulheres MacGregor passaram por muitas dificuldades para defender sua família. Em meio a tudo isso, duas integrantes do clã se destacam. Serena MacGregor acaba se envolvendo com um suposto inimigo, o inglês Brigham Langston. Encontrar dentro de si o que será necessário para viver esse amor exigirá muita coragem... mas isso é algo que Serena tem de sobra.
Anos depois, o jovem soldado Ian MacGregor se vê à beira da morte e acaba encontrando Alanna Flynn, que além de salvar sua vida o ensinará que, às vezes, as maiores batalhas que enfrentamos são aquelas que ocorrem em nossos corações. Em Rebelde e Um mundo novo, Nora Roberts nos encanta com o passado da família MacGregor, mostrando que, independentemente dos lados no campo de batalha, quando se trata de amor ele sempre vencerá.

Título Original: Rebellion — In From the Cold
Autor: Nora Roberts
Páginas: 320
Tradução: Daniela Rigon
Editora: Harlequin
Livro recebido em parceria com a editora

Mais um livro de época da Nora Roberts para resenhar neste blog! Rebelde & Um Mundo Novo, é o sexto livro da série MacGregor e foi publicado no Brasil pela editora Harlequin. Essa foi uma leitura que, num primeiro momento, me confundiu assim que comecei a ler. Isso aconteceu porque a partir de certa página do livro, a história tem um salto de tempo muito grande. Levei um tempinho para entender que eram duas histórias diferentes no mesmo livro, como se fossem dois livros em um só!

10 de julho de 2018

Promoção: Dois Anos de Ei Nati!


Esse mês é aniversário do Ei Nati! No dia 31 de julho o blog completa 2 anos de vida. Lógico que uma data tão importante não passaria sem uma festa, por isso 12 blogs incríveis resolveram participar da comemoração com a Nati! Serão 2 kits, um para cada vencedor, cheio de livros e prêmios ótimos. Mais pra frente teremos um post especial de aniversário, mas por enquanto fiquem com as regras do sorteio.

8 de julho de 2018

Resenha: Sol em Júpiter

Sol Leão é uma famosa youtuber de Florianópolis. Apaixonada pela sua “juba”, que dá nome ao canal, a jovem mostra ao mundo seu estilo e sua vida perfeita em vídeos divertidos e calorosos. No entanto, a vida real pode ser um pouco diferente disso, e um jovem com o estranho nome de Júpiter aparece para balançar o mundo de Sol e questionar as certezas que ela achava que tinha.

Título Original: Sol em Júpiter
Autora: Lola Salgado
Páginas: 256
Editora: Harlequin
Livro recebido em parceria com a editora

Sol em Júpiter é um livro nacional, da autora Lola Salgado, e foi lançado no primeiro semestre de 2018. A protagonista, Sol, é uma youtuber renomada de Florianópolis, e sua marca é seu cabelo cacheado e volumoso, que lhe rendeu um apelido bem fofo: Juba. Quem vê a Juba hoje em dia nem imagina que ela sofria bullying na escola e muito menos que, apesar de toda a fama, ela ainda tem muitas inseguranças.

6 de julho de 2018

Resenha: A Escola do Bem e do Mal + Um Mundo Sem Príncipes

A Escola do Bem e do Mal: No povoado de Gavaldon, a cada quatro anos, dois adolescentes somem misteriosamente há mais de dois séculos. Os pais trancam e protegem seus filhos, apavorados com o possível sequestro, que acontece segundo uma antiga lenda: os jovens desaparecidos são levados para a Escola do Bem e do Mal, onde estudam para se tornar os heróis e os vilões das histórias.
Sophie torce para ser uma das escolhidas e admitida na Escola do Bem. Com seu vestido cor-de-rosa e sapatos de cristal, ela sonha em se tornar uma princesa. Sua melhor amiga, Agatha, porém, não se conforma como uma cidade inteira pode acreditar em tanta baboseira. Ela é o oposto da amiga, que, mesmo assim, é a única que a entende. O destino, no entanto, prega uma peça nas duas, que iniciam uma aventura que dará pistas sobre quem elas realmente são.
Este best-seller é o primeiro livro de uma trilogia que mostra uma jornada épica em um mundo novo e deslumbrante, no qual a única saída para fugir das lendas sobre contos de fadas e histórias encantadas é viver intensamente uma delas.
Um Mundo Sem Príncipes: Nesta esperada continuação de A Escola do Bem e do Mal, as melhores amigas Sophie e Agatha estão de volta ao seu lar, em Gavaldon, para viver seu desejado final feliz, certas de que seus problemas terminaram. Mas a vida não é mais o conto de fadas que elas esperavam. Quando Agatha escolhe um fim diferente para sua história, ela acidentalmente reabre os portões da Escola do Bem e do Mal, e as meninas são levadas de volta para um mundo totalmente modificado. Agora, bruxas e princesas moram juntas na Escola para Meninas, na qual são inspiradas a viver uma vida sem príncipes. Tedros e os meninos estão acampados nas antigas Torres do Mal, onde os príncipes se aliaram aos vilões, e uma verdadeira guerra está se armando entre as duas escolas. O único jeito de Agatha e Sophie se salvarem é procurando restaurar a paz. Será que as amigas farão as coisas voltarem ao que eram antes? Sophie conseguirá ficar bem com Tedros nessa caçada? E o coração de Agatha, pertencerá a quem? O felizes para sempre nunca pareceu tão distante.

Títulos Originais: The School for Good and Evil e A World Without Princes
Autor: Soman Chainani
Páginas: 352 e 320
Tradução: Alice Klesck
Editora: Gutenberg
Livros recebidos em parceria com a editora

Quando eu era mais nova, eu amava Contos de Fada, principalmente a história da Branca de Neve. Eu tinha uma fita de vídeo que assistia pelo menos duas vezes na semana. Hoje em dia, apesar de ainda gostar dessas histórias e reconhecer a importância delas, existem várias coisas das quais eu não concordo mais — como, por exemplo, um príncipe beijar uma princesa enquanto ela está dormindo... Para ser sincera, o que chamou minha atenção na série A Escola do Bem e do Mal, em primeiro lugar, foi o fato de ser indicada para o público infanto-juvenil, e eu amo o gênero; mas, além disso, o próprio enredo é de encher os olhos.

3 de julho de 2018

Resenha: A Incendiária

Uma criança com o poder mais extraordinário e incontrolável de todos os tempos. Um poder capaz de destruir o mundo. Após anos esgotado no Brasil, A Incendiária volta às livrarias como parte da Biblioteca Stephen King, coleção de clássicos do mestre do terror em edição especial com capa dura e conteúdo extra. No livro, Andy e Vicky eram apenas universitários precisando de uma grana extra quando se voluntariaram para um experimento científico comandado por uma organização governamental clandestina conhecida como “a Oficina”. As consequências foram o surgimento de estranhos poderes psíquicos — que tomaram efeitos ainda mais perigosos quando os dois se apaixonaram e tiveram uma filha. Desde pequena, Charlie demonstra ter herdado um poder absoluto e incontrolável. Pirocinética, a garota é capaz de criar fogo com a mente. Agora o governo está à caça da garotinha, tentando capturá-la e utilizar seu poder como arma militar. Impotentes e cada vez mais acuados, pai e filha percorrem o país em uma fuga desesperada, e percebem que o poder de Charlie pode ser sua única chance de escapar.

Título Original: Firestarter
Autor: Stephen King
Páginas: 448
Tradução: Regiane Winarski
Editora: Suma 
Livro recebido em parceria com a editora

A Incendiária é um dos primeiros livros de Stephen King, e nele já é possível perceber alguns dos temas que viriam a permear os seus livros futuramente, provando que não escreve somente terror. Andy, um professor universitário, e sua filha Charlie de oito anos, estão em fuga por Nova Iorque. A Oficina (uma organização secreta) está atrás deles, por Charlie ter um valor inestimável para o governo dos Estados Unidos: ela herdou dos pais o poder de fazer fogo apenas com a sua mente.

1 de julho de 2018

Top Comentarista: Julho 2018


Já passamos da metade do ano, dá para acreditar? Às vezes tenho a sensação que ainda estamos em abril, mas tá tudo bem, é assim mesmo. Quanto mais coisas a gente tem para fazer, mais rápido o tempo passa. Mas enfim, falando do top comentarista de julho, a pessoa que ganhar poderá escolher um livro no valor de até trinta reais, dá para escolher algo bem bacana! O período de inscrições vai de 01/07/2018 ao dia 01/08/2018, sempre lembrando que este último dia é apenas para vocês regularizarem os comentários.

29 de junho de 2018

TAG dos 50% — 2018

Apesar de não ter lido tantos livros quanto gostaria até agora — um pouco por causa da faculdade, TCC e tudo mais, mas um pouco por procrastinação também, confesso —, a tag dos 50% já é tradição aqui no Roendo Livros. Ela consiste em falar um pouco sobre as nossas leituras até a metade do ano, respondendo algumas perguntas.

A tag original foi criada pela Chami do canal Read Like Wild Fire e quem traduziu foi o booktuber Victor, do canal Geek Freak.

27 de junho de 2018

Resenha: Mais Que Amigos

Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento.
Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver.
Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… Certo? Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível!

Título Original: Blurred Lines
Autor: Lauren Layne
Páginas: 223
Tradução: Alexandre Boide
Editora: Paralela
Livro recebido em parceria com a editora

Bom, fazia muito tempo (!) que eu não lia uma comédia romântica para um público jovem adulto. E é claro que o título desta obra já caracteriza um clichê nítido: uma “amizade colorida” entre a jovem Parker e o garanhão Ben. Os dois se conheceram há seis anos na faculdade e de lá para cá sempre cultivaram uma amizade sincera, divertida e espontânea. Até que os dois, nesse percurso todo, decidiram morar juntos.

25 de junho de 2018

Resenha: O Colecionador de Memórias

Quando Sabrina Boggs tropeça em uma misteriosa coleção de bolinhas de gude que pertencia ao seu pai, percebe que não sabe nada sobre o homem com quem cresceu. É uma coleção valiosa e incomum – incomum se ela pensar no homem que sempre conheceu. No entanto, há algo real lá dentro, muito verdadeiro sobre seu pai, ou sobre a criança que ele fora.
Sabrina só tem vinte e quatro horas para descobrir os segredos do homem que ela pensava conhecer. Um dia para exumar memórias, histórias e pessoas que não sabia existirem. Um dia que a mudará para sempre.
Fazendo uma busca pelas memórias de seu pai, Sabrina persegue uma busca de identidade; os segredos que ela trará à tona irão mudar tudo o que dava por certo em sua vida. Mas se seu pai não é o homem que ela achou que fosse, quem é a própria Sabrina?

Título Original: The Marble Collector
Autor: Cecelia Ahern
Páginas: 272
Tradução: Alice Klesck
Editora: Novo Conceito
Livro recebido em parceria com a editora

Sabrina Boggs é uma mulher de 30 anos cuja rotina já se tornou um tanto monótona. Ela trabalha como salva-vidas em uma casa de repouso e todos os dias por lá são praticamente iguais. Até que ela se distancia por cinco minutos e um quase afogamento acontece. Perplexa com isso, Sabrina tem um ataque nervoso, então seu chefe a manda tirar o dia de folga. Quando chega em casa, recebe um telefonema da casa de repouso em que seu pai está. Ao chegar lá, ela se depara com caixas com antigos pertences de seu pai. Ao abrir uma caixa, se depara com uma imensa coleção de bolinhas de gude e um inventário escrito à mão.

21 de junho de 2018

Resenha: A Heroína da Alvorada

Foto: Delirium Nerd
Quando a atiradora Amani Al-Hiza escapou da cidadezinha em que morava, jamais imaginava se envolver numa rebelião, muito menos ter de comandá-la. Depois que o cruel sultão de Miraji capturou as principais lideranças da revolta, a garota se vê obrigada a tomar as rédeas da situação e seguir até Eremot, uma cidade que não existe em nenhum mapa, apenas nas lendas — e onde seus amigos estariam aprisionados.
Armada com sua pistola, sua inteligência e seus poderes, ela vai atravessar as areias impiedosas para concluir essa missão de resgate, acompanhada do que restou da rebelião. Enquanto assiste àqueles que ama perderem a vida para soldados inimigos e criaturas do deserto, Amani se pergunta se pode ser a líder de que precisam ou se está conduzindo todos para a morte certa.

Título Original: Hero at the fall
Autor: Alwyn Hamilton
Páginas: 384
Tradução: Eric Novello
Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora

Chegar ao fim de uma série da qual se gostou muito pode ser sempre um problema. Não se trata apenas do conflito entre descobrir o final versus ficar sem mais volumes para ler, mas também aquele medo inevitável de que o desfecho não alcance todo o seu potencial. No caso de A Heroína da Alvorada, foi esse medo que me fez enrolar para ler um livro que eu tinha em mãos havia algumas semanas. Porém, ao concluir esse terceiro e último livro da série A Rebelde do Deserto, a sensação foi de alívio, misturada à emoção de que foi um desfecho perfeito para uma série tão incrível.

19 de junho de 2018

Cinema: Logan

Título Original: Logan
Ano: 2017
Direção: James Mangold
Duração: 141 minutos
Gênero: Drama | Ficção Científica | Ação
Elenco Principal: Hugh Jackman, Patrick Stewart, Dafne Keen

Em 2029, Logan (Hugh Jackman) ganha a vida como chofer de limousine para cuidar do nonagenário Charles Xavier (Patrick Stewart). Debilitado fisicamente e esgotado emocionalmente, ele é procurado por Gabriela (Elizabeth Rodriguez), uma mexicana que precisa da ajuda do ex-X-Men para defender a pequena Laura Kinney / X-23 (Dafne Keen). Ao mesmo tempo em que se recusa a voltar à ativa, Logan é perseguido pelo mercenário Donald Pierce (Boyd Holbrook), interessado na menina.

Logan, lançado no Brasil no dia 02 de março de 2017, provavelmente foi um dos filmes mais esperados do ano, porque foi o final do arco do Wolverine, um personagem tão importante para todos nós. Eu assisti ao filme pouco depois do seu lançamento, numa iniciativa muito bacana do Itaú, mas caso você não visto o filme ainda e tem dúvidas sobre querer vê-lo, é só dar play no vídeo para saber o que achei — com cuidadinho, porque tem spoiler!

17 de junho de 2018

Resenha: Uma Proposta e Nada Mais

Primeiro livro da série Clube dos Sobreviventes, Uma Proposta e Nada Mais é uma história intensa e cativante sobre segundas chances e sobre a perseverança do amor.
Após ter tido sua cota de sofrimentos na vida, a jovem viúva Gwendoline, lady Muir, estava mais que satisfeita com sua rotina tranquila, e sempre resistiu a se casar novamente. Agora, porém, passou a se sentir solitária e inquieta, e considera a ideia de arranjar um marido calmo, refinado e que não espere muito dela.
Ao conhecer Hugo Emes, o lorde Trentham, logo vê que ele não é nada disso. Grosseirão e carrancudo, Hugo é um cavalheiro apenas no nome: ganhou seu título em reconhecimento a feitos na guerra. Após a morte do pai, um rico negociante, ele se vê responsável pelo bem-estar da madrasta e da meia-irmã, e decide arranjar uma esposa para tornar essa nova fase menos penosa.
Hugo a princípio não quer cortejar Gwen, pois a julga uma típica aristocrata mimada. Mas logo se torna incapaz de resistir a seu jeito inocente e sincero, sua risada contagiante, seu rosto adorável. Ela, por sua vez, começa a experimentar com ele sensações que jamais imaginava sentir novamente. E a cada beijo e cada carícia, Hugo a conquista mais – com seu desejo, seu amor e a promessa de fazê-la feliz para sempre.

Título Original: The Proposal
Autora: Mary Balogh
Páginas: 272
Tradução: Livia de Almeida
Editora: Arquiro
Livro recebido em parceria com a editora

Quando eu tinha mais ou menos dezessete anos, li uma trilogia de época que ganhou o meu coração. Desde então, nunca mais achei nenhuma que me agradasse. Ouvi falar tão bem da Mary Balogh que resolvi dar uma chande para Uma Proposta e Nada Mais, primeiro volume da trilogia O Clube dos Sobreviventes. Infelizmente, foi com esse livro que eu descobri que nunca mais terei um relacionamento sério com um romance de época na vida.

15 de junho de 2018

Resenha: Depois da Queda

Depois de ter um colapso nervoso ao vivo, durante uma transmissão de TV, Rachel Childs, antes uma jornalista obstinada que desbravava o mundo, passa a viver totalmente reclusa. Mesmo assim, ela leva uma vida ideal, com um marido que parece ideal. Numa tarde chuvosa, porém, um encontro fortuito abala profundamente aquela vida perfeita, assim como seu casamento e ela própria. Embrenhada numa conspiração cheia de mentiras, violência e loucura, Rachel precisa encontrar forças para superar medos inimagináveis e verdades brutais.Ao mesmo tempo emocionante, sofisticado, romântico e cheio de suspense e tenções, Depois da queda é Dennis Lehane em sua melhor forma.

Título Original: Since We Fell
Autor: Dennis Lehane
Páginas: 392
Tradução: Sergio Flaksman
Editora: Companhia das Letras
Livro recebido em parceria com a editora

Reviravolta. Essa é a principal característica que tenho para definir Depois da Queda. A história de Rachel Childs, uma jovem jornalista, é longe de qualquer clichê que você espera de alguém que é filha única e por consequência do destino não conheceu o pai. Após ter várias crises de pânico, a vida não deixa nada barato para a protagonista, que acaba sendo sofrendo várias decepções e se envolve em um ato violento. Assim, além de tentar encontrar o pai, ela vai em busca de si mesa.

13 de junho de 2018

Resenha: O Iluminado

Um clássico de Stephen King. Edição especial, com tradução revisada e prólogo e epílogo inéditos.
“O lugar perfeito para recomeçar”, é o que pensa Jack Torrance ao ser contratado como zelador para o inverno. Hora de deixar para trás o alcoolismo, os acessos de fúria, os repetidos fracassos. Isolado pela neve com a esposa e o filho, tudo o que Jack deseja é um pouco de paz para se dedicar à escrita.
Mas, conforme o inverno se aprofunda, o local paradisíaco começa a parecer cada vez mais remoto... e mais sinistro. Forças malignas habitam o Overlook, e tentam se apoderar de Danny Torrance, um garotinho com grandes poderes sobrenaturais.
Possuir o menino, no entanto, se mostra mais difícil do que esperado. Então os espíritos resolvem se aproveitar das fraquezas do pai... Um dos livros mais assustadores de todos os tempos, O iluminado é um clássico de Stephen King. Edição especial com tradução revisada e prólogo e epílogo inéditos.

Título Original: The Shining
Autor: Stephen King
Páginas: 520
Tradução: Betty Ramos de Albuquerque
Editora: Suma 
Livro recebido em parceria com a editora

Logo no começo de O Iluminado, percebemos que Danny Torrence não é uma criança comum. O pai, Jack, parece estar fadado à uma vida medíocre, afundado no vício e em seus erros frequentes. Praticamente sem saída e buscando uma maneira de não perder a família, Jack Torrence aceita trabalhar no hotel Overlook como zelador durante o inverno. Ele, a esposa e o filho ficariam vários meses afastados de tudo — já que a neve impossibilitava qualquer rota para fora do hotel, e talvez essa fosse mesmo a melhor chance de recomeço e estabilidade que os Torrence tanto buscavam.

10 de junho de 2018

Resenha: Amor em Manhattan

Foto: Galáxia de Ideias
Um romance brilhante sobre três amigas que decidem abraçar a vida – e o amor – em Nova York. Calma, competente e organizada, Paige Walker adora um desafio. Depois de passar a infância em hospitais, ela quer mais do que tudo provar seu valor – e que lugar pode ser melhor para começar sua grande aventura do que Nova York? Mas quando ela perde seu emprego dos sonhos, Paige vai descobrir que o maior desafio será ser sua própria chefe! Só que abrir sua própria empresa de organização de eventos e concierge não é nada comparado a esconder sua paixonite por Jake Romano, o melhor amigo do seu irmão e o solteiro mais cobiçado de Manhattan. Mas quando Jake faz uma excelente proposta para a empresa de Paige, a química entre eles acaba se tornando incontrolável. Será que é possível convencer o homem que não confia em ninguém a apostar em um feliz para sempre? O primeiro livro da série para 'Nova York, com amor' traz um enredo empolgante e divertido, com personagens superando situações inusitadas em busca do seu final feliz.

Título Original: The Sleepless in Manhattan
Autor: Sarah Morgan
Páginas: 384
Tradução: William Zeytoulian
Editora: Harlequin
Livro recebido em parceria com a editora

Amor em Manhattan foi publicado no Brasil pela Editora Harlequin e possui 384 páginas, divididas em 21 capítulos com pontos de vistas alternados entre os protagonistas: Paige Walker e Jake Romano. Paige e Jake são o casal principal deste romance imprevisível, cheio de tapas, beijos e algumas pequenas mágoas entre família. 

8 de junho de 2018

Dicas de Livros Para o Dia dos Namorados


No Brasil, o dia dos namorados é comemorado em 12 de junho, simplesmente porque esse mês era bem fraco em vendas, e como dia de Santo Antônio é 13 de junho — o santo casamenteiro —, resolveram unir o útil ao agradável e tcharam, eis que surgiu o dia mais romântico do ano no nosso país. 

Para quem ainda está em dúvida do que dar para o amorzinho, separei uma pequena lista com livros que com certeza podem ser o melhor presente do mundo!

5 de junho de 2018

Resenha: Escrevi Isso Pra Você

Você sempre me diz que foi bom enquanto durou. Que as chamas mais intensas são as que queimam mais rápido. Ou seja, você via em nós uma vela. E eu via em nós o sol. Escrevi isso pra você é uma coletânea de poemas contemporâneos sobre os diversos momentos do amor: a paixão e o encantamento dos primeiros tempos, o lento afastamento, a solidão a dois, a dor do fim e a esperança de novos começos. Reunindo cerca de 200 textos divididos em quatro partes – Sol, Lua, Estrelas, Chuva –, o poeta sul-africano Iain S. Thomas combina palavras profundas e intensas com fotografias frias e impessoais. O resultado é um livro que provoca uma explosão de sentimentos perturbadores e conflitantes, mas totalmente familiares a qualquer pessoa que já tenha amado e sofrido pelo menos uma vez. Conhecido nas redes sociais pelo pseudônimo pleasefindthis, o autor começou sua trajetória na internet, publicando poemas e fotos em seu blog pessoal. Com o tempo, seu trabalho ganhou repercussão, se transformou em livro e encantou milhares de leitores ao redor do mundo. Com extrema delicadeza, Escrevi isso pra você expõe a natureza frágil das relações humanas e as nuances líricas e obscuras do amor.

Título Original: I Wrote This For You
Autor: Iain S. Thomas
Páginas: 280
Tradução: Ana Guadalupe
Editora: Sextante
Livro recebido em parceria com a editora

A sinopse de Escrevi Isso Pra Você diz que ele é uma coletânea de poemas contemporâneos sobre os diversos momentos do amor. Porém, depois de ler o livro, eu me sinto na obrigação de dizer que essa sinopse é muito modesta, pois esses poemas são muito mais, vão muito além do que apenas romance.

3 de junho de 2018

Resenha: O Dueto Sombrio

Na sequência final de A Melodia Feroz, Kate Harker precisa voltar para Veracidade e se unir ao sunai August Flynn para enfrentar um ser que se alimenta do caos.
Kate Harker não tem medo do escuro. Ela é uma caçadora de monstros — e muito boa nisso. August Flynn é um monstro que tinha medo de nunca se tornar humano, mas agora sabe que não pode escapar do seu destino. Como um sunai, ele tem uma missão — e vai cumprir seu papel, não importam as consequências.
Quase seis meses depois de Kate e August se conhecerem, a guerra entre monstros e humanos continua — e os monstros estão ganhando. Em Veracidade, August transformou-se no líder que nunca quis ser; em Prosperidade, Kate se tornou uma assassina de monstros implacável. Quando uma nova criatura surge — uma que força suas vítimas a cometer atos violentos —, Kate precisa voltar para sua antiga casa, e lá encontra um cenário pior do que esperava. Agora, ela vai ter de encarar um monstro que acreditava estar morto, um garoto que costumava conhecer muito bem, e o demônio que vive dentro de si mesma.

Título Original: Our Dark Duet
Autora: Victoria Schwab
Páginas: 448
Tradução: Guilherme Miranda
Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora

O Dueto Sombrio é o segundo e último livro da duologia Monstros da Violência, que teve seu início em A Melodia Feroz. Neste volume, que se passa seis meses após os acontecimentos de A Melodia Feroz, Kate Harker é uma assassina de monstros que trabalha com uma equipe em Prosperidade, enquanto August Flynn se torna o líder de uma espécie de facção que tem como objetivo eliminar o maior número de monstros possível. 

1 de junho de 2018

Top Comentarista: Junho 2018


Junho chegou e com ele mais um top comentarista aqui do Roendo Livros — e as várias comidas gostosas das festas juninas, uhuu! A pessoa que ganhar poderá escolher um livro no valor de até trinta reais, dá para escolher algo bem bacana! O período de inscrições vai de 01/06/2018 ao dia 01/07/2018, sempre lembrando que este último dia é apenas para vocês regularizarem os comentários.

29 de maio de 2018

Resenha: O Livro do Bem — Gratidão

Este é um livro especial, porque é sobre uma prática que vai mudar sua vida: a gratidão. É oportunidade de aprender a se conectar melhor com o mundo exterior e desenvolver sua atenção e sua respiração para que sua vida se torne mais leve. É, também, a chance de olhar com mais carinho para os momentos da sua vida e perceber o quanto ela é incrível – ainda que você, muitas vezes, deixe isso passar batido.
Este é um livro sobre tudo o que você sente e como reage a cada acontecimento vivido. E ele só estará pronto quando você preenchê-lo com sua rotina e as suas verdades. Será que você tem vivenciado a gratidão – não a palavra bonita, conhecida e adorada por tantas pessoas –, o sentimento real? Venha descobrir com a gente!

Título Original: Livro do Bem — Gratidão
Autoras: Ariane Freitas & Jessica Grecco
Páginas: 224
Editora: Gutenberg
Livro recebido em parceria com a editora

O Livro do Bem — Gratidão, é uma obra idealizada pelas meninas do Indiretas do Bem, Ariane Freitas e Jessica Grecco. O projeto deu tão certo que já tem página no Facebook, perfil no Instagram e cinco livros: O Livro do Bem, O Livro do Bem 2, O Livro do Amor, O Livro do Sossego e Recados do Bem. Este, com o tema gratidão, também já está fazendo um super sucesso é a coisa mais preciosa desse Universo, de tão lindo e inspirador. 

27 de maio de 2018

Resenha: Um Amor Perdido

Separados pela guerra, ligados pela memória: uma história envolvente e instigante no rastro da Segunda Guerra Mundial.
Na Praga do pré-guerra, Lenka, uma jovem estudante de arte, apaixona-se por Josef, um médico recém-formado. Eles vivem cheios de ideais e de sonhos para o futuro, mas também são judeus e muito ligados à família. Casam-se, mas, pouco tempo depois, como tantas outras famílias, são separados pela guerra. As escolhas impostas pelo destino os afastam, mas deixam marcas permanentes: o caos e as informações truncadas dos tempos de guerra os levam a crer que o outro morre.
Na América, Josef torna-se um obstetra bem-sucedido e constrói uma família, apesar de nunca esquecer a mulher que acredita ter morrido. No gueto de Terezín, Lenka sobrevive graças aos seus dotes artísticos e à memória de um marido que julgava nunca voltar a ver. Apesar de todas as provações e dos infortúnios, mantém a chama daquele primeiro amor acesa, guardada em seu coração.
Da glamorosa vida em Praga antes da ocupação aos horrores da Europa nazista, Um Amor Perdido explora o poder do primeiro amor, a resiliência do espírito humano e a eterna capacidade de recordar.

Título Original: The Lost Wife
Autor: Alyson Richman
Páginas: 336
Tradução: Ana Carolina Mesquita
Editora: Bertrand Brasil
Livro recebido em parceria com a editora

Comecei a ler Um Amor Perdido achando que encontraria apenas uma história de um jovem casal que foi separado pelos horrores da Segunda Guerra Mundial. Em partes, é disso que o livro fala, realmente, mas é muito mais um relato da vida e das tragédias no Gueto de Terezín — que eu nunca tinha ouvido falar até então —, um campo de concentração mostrado como um modelo de assentamento de judeus. Milhares de judeus da Tchecoslováquia foram levados para Terezín durante o Holocausto. 

25 de maio de 2018

Promoção: Sete Anos de Conjunto da Obra


Há exatamente 7 anos, no dia 25 de maio de 2011, surgiu o blog Conjunto da Obra. Foi uma proposta descompromissada, mas ele foi ficando, ganhando vida e hoje comemora mais um aniversário.

Como uma forma de agradecer a todos que sempre acompanharam o blog — e de convidar outras pessoas que ainda não conheciam o blog fazerem parte dele também — nada melhor que um sorteio cheio de prêmios incríveis. Obrigada por comemorarem mais um ano conosco!

24 de maio de 2018

Cinema: It — A Coisa

Título Original: It
Ano: 2017
Diretor: Andy Muschietti
Duração: 135 minutos
Gênero: Terror | Suspense
Elenco Principal: Bill Skarsgård, Jaeden Lieberher, Finn Wolfhard

Um grupo de sete adolescentes de Derry, uma cidade no Maine, formam o auto-intitulado "Losers Club" — o clube dos perdedores. A pacata rotina da cidade é abalada quando crianças começam a desaparecer e tudo o que pode ser encontrado delas são partes de seus corpos. Logo, os integrantes do "Losers Club" acabam ficando face a face com o responsável pelos crimes: o palhaço Pennywise. Intitulado nos créditos como It: Chapter One, é um filme de terror sobrenatural estadunidense de 2017, dirigido por Andy Muschietti, baseado no livro homônimo de 1986, escrito pelo autor Stephen King. O roteiro é de Chase Palmer, Cary Fukunaga e Gary Dauberman.

It — A Coisa foi lançado no dia 07 de setembro de 2017 aqui no Brasil e tem como diretor Andy Muschietti, que também dirigiu o filme Mama (2013), que foi indicado ao People's Choice Award: Melhor Filme de Horror em 2014. Apesar de ter 2h15 de duração — que, para mim, foi o tempo suficiente para que Derry nos fosse mostrada com bastante detalhes —, o filme é bastante convidativo e cheio de pontos positivos. Para saber minha opinião sobre a obra, é só assistirem o vídeo. 

22 de maio de 2018

Resenha: Para Francisco

“A morte é a única certeza da vida, embora a gente passe a vida inteira fingindo que ela não existe.” Esta é uma das várias reflexões que Cris Guerra deixou para seu filho, Francisco, após a morte do pai do menino, dois meses antes de seu nascimento. Inicialmente concebido como um blog, Para Francisco foi a forma que a autora encontrou para lidar com a sua perda e contar ao filho sobre seu falecido pai. De maneira poética e comovente, Cris discorre sobre a vida e sua rotina como viúva e mãe, trazendo fotos de família e e-mails trocados com o pai de seu filho, ao mesmo tempo em que aborda saudade, luto, força e superação. Sua história é profundamente inspiradora e este é um livro que mostra aos leitores como o amor tem forte poder de cura e capacidade de nos ajudar até nos momentos mais difíceis.

Título Original: Para Francisco 
Autora: Cris Guerra
Páginas: 240
Editora: Best Seller

Apesar de gostar bastante, eu não acho que escrever seja uma tarefa fácil. Agora pense você como deve ser difícil escrever sobre uma história tão triste e, ainda por cima, real. É justamente isso que eu estou passando agora. É muito difícil imaginar que os "personagens" desse livro existem e viveram situações tão difíceis. Se alguém me perguntar qual o livro mais lindo que eu li na minha vida, eu responderei que é este. Mas se me perguntarem qual o livro mais triste que eu li na minha vida, infelizmente também é este.

20 de maio de 2018

Resenha: Aos Dezessete Anos

Em seu novo romance arrebatador, a autora de Cartas de Amor aos Mortos apresenta uma mãe e uma filha que precisam compreender o passado para poder seguir em frente.
Quando tinha dezessete anos, Marilyn viveu um amor intenso, mas acabou seguindo seu próprio caminho e criando uma filha sozinha. Angie, por sua vez, é mestiça e sempre quis saber mais sobre a família do pai e sua ascendência negra, mas tudo o que sua mãe contou foi que ele morreu num acidente de carro antes de ela nascer.
Quando Angie descobre indícios de que seu pai pode estar vivo, ela viaja para Los Angeles atrás de seu paradeiro, acompanhada de seu ex-namorado, Sam. Em sua busca, Angie vai descobrir mais sobre sua mãe, sobre o que aconteceu com seu pai e, principalmente, sobre si mesma.

Título Original: In Search of Us
Autora: Ava Dellaira
Páginas: 448
Tradução: Lígia Azevedo 
Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora

Cartas de Amor aos Mortos fez muito sucesso na época em que foi lançado, isso porque a autora teve uma criatividade enorme para desenvolver o enredo do livro. Obviamente todo mundo estava super ansioso pela próxima obra dela, provavelmente com expectativas beirando o céu. Bom, pelo estilo da escrita de Ava Dellaira, eu já imaginava que seria uma leitura muito fluida e rápida, mas eu não tinha mínima noção de que Aos Dezessete Anos seria infinitamente melhor do que o seu livro de estréia. 

17 de maio de 2018

Resenha: Estrelas da Sorte

Sasha Riggs é uma artista assombrada por sonhos que transforma em pinturas maravilhosas, cenas que preveem o futuro. Ela nunca conseguiu assumir seu dom, mas desta vez não consegue ignorar as visões que a atormentam e viaja para a ilha grega de Corfu.
É lá que encontra as pessoas com quem sonha: um mágico, um arqueólogo, um viajante, um lutador, um solitário. Elas também foram atraídas por uma força inexplicável. Dotadas de habilidades extraordinárias, cada uma terá um papel fundamental na aventura que as espera: encontrar as míticas Estrelas da Sorte, que caíram do céu, pondo em risco o destino de todos os mundos.
Sasha é quem os mantém unidos e vê no mágico, Bran Killian, um homem de imensa compaixão. Ela tem dificuldade para lidar com sua vidência, mas Bran está lá para apoiá-la. Porém, os dois não devem desviar sua atenção da missão, pois uma ameaça sombria procura corromper tudo que está no caminho para alcançar as estrelas.

Título Original: Stars of Fortune
Autora: Nora Roberts
Páginas: 288
Tradução: Maria Clara de Biase
Editora: Arqueiro
Livro recebido em parceria com a editora

A esta altura do campeonato vocês já notaram que eu amo os livros da Nora Roberts, então não temos muitas novidades na resenha de hoje. Estrelas da Sorte é mais um lançamento da autora, que está escrevendo uma nova série, Os Guardiões, e está sendo publicada pela Editora Arqueiro aqui no Brasil. Juro que estou tentando ler todos os livros da Nora, mas tá ficando cada dia mais difícil!

14 de maio de 2018

TAG: 06 Livros Que Vão te Fazer Chorar


Chorar lendo um livro é uma das melhores sensações do mundo. Afinal, se um livro consegue nos fazer chorar, é porque o livro é muito bom. Então, vamos te indicar 10 livros incríveis que fazer você querer deitar em posição fetal.

12 de maio de 2018

Resenha: Histórias Extraordinárias

A edição ilustrada inclui textos de Charles Baudelaire, Jorge Luis Borges e Julio Cortázar, que reverenciam o estilo hipnotizante do escritor mais sombrio de todos os tempos.
Histórias extraordinárias reúne dezoito contos assombrosos de Edgar Allan Poe, com seleção, apresentação e tradução do poeta José Paulo Paes. Este livro traz, entre outras obras-primas do mestre do suspense e do mistério, “A carta roubada”, “O gato preto”, “O escaravelho de ouro”, “O poço e o pêndulo” e “O homem da multidão”.
O caráter macabro das histórias, dotadas de profundidade psicológica e imersas em uma atmosfera eletrizante, continua a conquistar novos leitores e a afirmar sua condição de clássico. Nas palavras de Paes, “Poe sempre consegue […] provocar-nos aquele arrepio de morte ou aquela impressão de vida que, em literatura, constituem o melhor, senão o único, passaporte para a imortalidade”. 

Título Original: Histórias Extraordinárias
Autor: Edgar Allan Poe
Páginas: 448
Tradução: José Paulo Paes
Editora: Companhia das Letras
Livro recebido em parceria com a editora 

Histórias Extraordinárias é um compilado de dezoito contos de Edgar Allan Poe — desde os mais conhecidos, como O Gato Preto, até os mais sombrios e horripilantes, como A Queda Da Casa De Usher. Uma coisa é certa: você não vai deixar de se surpreender com essa edição da Companhia das Letras, uma bela homenagem à Poe, sendo realmente maravilhosa e macabra como o autor, com ilustrações que complementam a experiência da leitura.

8 de maio de 2018

Resenha: Como Se Vingar de Um Cretino

Foto: Bea Reads
Era uma vez um notório visconde Dare, que seduziu lady Georgiana Halley e tomou sua inocência para ganhar uma aposta, e agora ele vai ter que pagar. O plano é simples: ela vai usar cada artifício de conquista que conhece para ganhar o coração de Dare, e então quebrá-lo. Mas o olhar do visconde tenta Georgiana a se entregar ao prazer mais uma vez, e quando ele a surpreende com um pedido de casamento, ela se pergunta: esse é mais um de seus jogos, ou dessa vez é amor verdadeiro?

Título Original: The Rake 
Autora: Suzanne Enoch
Páginas: 288
Tradução: Thalita Uba
Editora: Harlequin
Livro recebido em parceria com a editora

Os livros de época estão me encantando de um modo que eu nunca imaginei me encantar. Como já disse em resenhas anteriores, parei de ler esse gênero por conta de uma série de uma autora que me fez passar muita raiva, mas como estou tentando sair da minha zona de conforto desde o ano passado, decidi me arriscar nos romances de época por enquanto. Como Se Vingar de Um Cretino foi um livro que não me decepcionou!

6 de maio de 2018

Resenha: A Luz que Perdemos


Da lista de mais vendidos do The New York Times, USA Today e Publishers Weekly.Lucy e Gabe se conhecem na faculdade na manhã de 11 de setembro de 2001. No mesmo instante, dois aviões colidem com as Torres Gêmeas. Ao ver as chamas arderem em Nova York, eles decidem que querem fazer algo importante com suas vidas, algo que promova uma diferença no mundo. Quando se veem de novo, um ano depois, parece um encontro predestinado. Só que Gabe é enviado ao Oriente Médio como fotojornalista e Lucy decide investir em sua carreira em Nova York. Nos treze anos que se seguem, o caminho dos dois se cruza e se afasta muitas vezes, numa odisseia de sonhos, desejo, ciúme, traição e, acima de tudo, amor. Lucy começa um relacionamento com o lindo e confiável Darren, enquanto Gabe viaja o mundo. Mesmo separados pela distância, eles jamais deixam o coração um do outro. Ao longo dessa jornada emocional, Lucy começa a se fazer perguntas fundamentais sobre destino e livre-arbítrio: será que foi o destino que os uniu? E, agora, é por escolha própria que eles estão separados? A luz que perdemos é um romance impactante sobre o poder do primeiro amor. Uma ode comovente aos sacrifícios que fazemos em nome dos ­nossos sonhos e uma reflexão sobre os extremos que perseguimos em nome do amor.

Título Original: The Light We Lost
Autora: Jill Santopolo
Páginas: 272
Tradução: Roberto Grey
Editora: Arqueiro
Livro recebido em parceria com a editora

A Luz que Perdemos é um romance no mesmo estilo de Um Dia, em que acompanhamos um casal ao longo de muitos anos. Lucy é nossa narradora e sua narrativa começa na manhã do dia 11 de setembro de 2001, quando ela conhece Gabe. Em meio ao terrível acontecimento que marcou essa data, Lucy e Gabe acabam criando um vínculo muito forte.

3 de maio de 2018

Resenha: Em Outra Vida, Talvez?

Hannah está perdida. Aos 29 anos, ainda não decidiu que rumo dar à sua vida. Depois de uma decepção amorosa, ela volta para Los Angeles, sua cidade natal, pois acha que, com o apoio de Gabby, sua melhor amiga, finalmente vai conseguir colocar a vida nos trilhos. Para comemorar a mudança, nada melhor do que reunir velhos amigos num bar. E lá Hannah reencontra Ethan, seu ex-namorado da adolescência. No fim da noite, tanto ele quanto Gabby lhe oferecem carona. Será que é melhor ir embora com a amiga? Ou ficar até mais tarde com Ethan e aproveitar o restante da noite? Em realidades alternativas, Hannah vive as duas decisões. E, no desenrolar desses universos paralelos, sua vida segue rumos completamente diferentes. Será que tudo o que vivemos está predestinado a acontecer? O quanto disso é apenas sorte? E, o mais importante: será que almas gêmeas realmente existem? Hannah acredita que sim. E, nos dois mundos, ela acha que encontrou a sua.

Título Original: Maybe in Another Life
Autora: Taylor Jenkins Reid
Páginas: 322
Tradução: Cláudia Costa Guimarães
Editora: Record
Livro recebido em parceria com a editora

Eu não sei se vocês sabem, mas existe um ramo da Física Quântica que estuda uma teoria que afirma existirem universos múltiplos. Essa teoria diz que exatamente tudo o que é possível acontecer, realmente acontece. Isso significa que o universo em que estamos vivendo agora é uma parte do Multiverso, e que há infinitos universos, todos igualmente infinitos. Isso também significa que existem outras versões de nós em algum lugar, todas elas criadas no instante em que fazemos alguma escolha. De certa foma, é esse o assunto que Em Outra Vida, Talvez? aborda.

1 de maio de 2018

Top Comentarista: Maio 2018


Mais um top comentarista no ar, pessoal! Dá para acreditar que já estamos em maio? Pois é, esse ano está passando rápido demais. Enfim, a pessoa que ganhar poderá escolher um livro no valor de até trinta reais, dá para escolher algo bem bacana! O período de inscrições vai de 01/05/2018 ao dia 01/06/2018, sempre lembrando que este último dia é apenas para vocês regularizarem os comentários.

29 de abril de 2018

Resenha: O Azul Entre o Céu e a Água

Palestina, 1947. Beit Daras é uma vila tranquila rodeada por oliveiras e lar da família Baraka. Quando forças israelenses surgem nos arredores, ninguém suspeita do terror que está prestes a acontecer. Logo a vila está em chamas. Entre fumaça e cinzas, famílias precisam abrir caminho até os campos de refugiados em Gaza, em uma viagem que testará seus limites. Após chegarem, nada mais é o mesmo. Em uma narrativa que vai do mágico ao terrivelmente real, percorrendo pontos no Oriente Médio e na América em diversas gerações de uma mesma família, O azul entre o céu e a água conta a história de mulheres imperfeitas, porém profundamente corajosas, de corações partidos, de resistência, de renovação.

Título Original: The Blue Between the Sky and Water
Autora: Susan Abulhawa
Páginas: 322
Tradução: Jeane D. Clack
Editora: Bertrand Brasil
Livro recebido em parceria com a editora

Eu só precisei ler a palavra "Palestina" para me interessar por esse livro, que conta a história dos irmãos Nazmiyeh, Mamdouh e Mariam — do mais velho para o mais novo. Ainda muito jovens, eles se veem obrigados a partirem para Gaza com a mãe, viúva, e o restante da família quando Beit Daras, a vila em que viviam, é bombardeada por forças Israelenses. 

26 de abril de 2018

Resenha: Quando as Estrelas Caem + Sorteio

Tarver só tem 18 anos, mas já ocupa o posto de Major e foi condecorado como herói. Lilac é mimada e arrogante, e acha que o mundo existe somente para servi-la. A menina mais rica da galáxia e o guerreiro misterioso. Perdidos em um planeta abandonado, os únicos sobreviventes de um desastre que matou milhares de pessoas sabem que precisam aprender a conviver e não estão certos de que conseguirão voltar para casa um dia.
Juntos, eles enfrentam aparições, vozes fantasmagóricas, coisas que desaparecem e a presença cada vez mais próxima da força desconhecida que ejetou do espaço a nave Icarus.
Criando um vínculo que supera o clichê os opostos se atraem , Lilac e Tarver provam que a coragem e a lealdade podem ser muito maiores que o instinto de sobrevivência. Personagens que, de tão imperfeitos, nos fazem torcer por eles.
Suspense arrebatador, amadurecimento e um desfecho eletrizante daquelas fantasias que nos cativam e fazem querer compartilhar a história com todo mundo... Quando as estrelas caem é apaixonante.

Título Original: These Broken Stars
Autoras: Amie Kaufman & Meagan Spooner
Páginas: 416
Tradução: Ana Death Duarte
Editora: Novo Conceito 
Livro recebido em parceria com a editora

Quando as Estrelas Caem é a mais perfeita combinação de Orgulho e Preconceito com Ficção Científica. Após a queda de uma nave em um planeta desconhecido, apenas dois tripulantes sobrevivem: a garota mais rica do universo e um major de família humilde.

24 de abril de 2018

Como Economizar na Hora de Comprar Livros!


Verdade seja dita: quanto mais livros nós temos e compramos, mais livros nós queremos — quem é leitor compulsivo sabe muito bem do que eu estou falando. Mas, também, se tem uma coisa que não é barata no Brasil são os livros. Pensando nisso, selecionei algumas dicas que podem ser úteis para economizar um bom dinheiro nas compras!

22 de abril de 2018

Resenha: Muito Além do Inverno

Um romance que reflete sobre importantes questões da humanidade, com paixão, humor e sabedoria. Da mesma autora do best-seller A casa dos espíritos. Tudo começa com um leve acidente de trânsito — que se transforma no catalisador de uma inesperada e tocante história de amor entre duas pessoas que acreditavam estar no inverno de sua vida. Em meio a uma nevasca no Brooklyn, aos 60 anos, Richard Bowmaster, um professor universitário, bate na traseira do carro de Evelyn Ortega, uma jovem imigrante ilegal da Guatemala. O que a princípio parecia apenas um pequeno incidente toma um rumo imprevisto e muito mais sério quando Evelyn aparece na casa do professor em busca de ajuda. Confuso com a situação e sem entender o espanhol falado pela jovem, ele pede ajuda a sua inquilina, Lucía Maraz, uma chilena de 62 anos, que está passando uma temporada nos Estados Unidos como palestrante na mesma universidade em que Richard dá aula. Juntas, essas pessoas tão diferentes embarcam em uma dramática e incrível aventura, que vai do Brooklyn do presente à Guatemela de um passado recente, do Chile dos anos 1970 ao Brasil dos anos 1980, e na qual descobrem sua força interior. Para Lucía e Richard, além de tudo, significa uma nova chance para o amor.

Título Original: Más Allá del Invierno
Autora: Isabel Allende
Páginas: 294
Tradução: Luís Carlos Cabral
Editora: Bertrand Brasil
Livro recebido em parceria com a editora

Isabel Allende, mais conhecida pelo seu romance A Casa dos Espíritos, é uma das escritoras de língua espanhola mais lida na atualidade. Isso porque sua escrita mescla ficção com elementos fantásticos, além das suas personagens femininas sempre muito fortes e decididas. Muito Além do Inverno foi um livro muito aguardado pelos fãs da autora chilena e agora eu consigo entender o motivo de tanto alarde.

19 de abril de 2018

Resenha: A Casa das Sete Mulheres

Durante a Revolução Farroupilha (1835-1845) — uma luta dos latifundiários rio-grandenses contra o Império brasileiro —, o líder do movimento, general Bento Gonçalves da Silva, isolou as mulheres de sua família em uma estância afastada das áreas em conflito, com o propósito de protegê-las. A guerra que se esperava curta começou a se prolongar. E a vida daquelas sete mulheres confinadas na solidão do pampa começou a se transformar. O que não está nos livros de história sobre a mais longa guerra civil do continente está neste livro de Leticia Wierzchowski, um exercício totalizador sobre a violência da guerra e sua influência maléfica sobre o destino de homens e de mulheres.

Título Original: A Casa das Sete Mulheres
Autora: Leticia Wierzchowski
Páginas: 462
Editora: Bertrand Brasil
Livro recebido em parceria com a editora

A Casa das Sete Mulheres é, sem sombra de dúvidas, um clássico da literatura brasileira. Leticia Wierzchowski narra com detalhes esplendorosos a Gerra dos Farrapos — que durou dez anos, de 1835 a 1845 —, sob os olhos das sete mulheres da família do general Bento Gonçalves: Ana, Antônia, Caetana, Perpétua, Rosário, Mariana e Manuela. A obra faz parte de uma trilogia e foi relançada no ano de 2017 pela editora Bertrand Brasil em uma edição de encher os olhos.

17 de abril de 2018

TAG: Fases da Lua


Já faz um tempinho que eu não respondo uma tag aqui no blog, e olha que eu gosto muito! Vi a tag Fases da Lua no Instagram Literário da minha amiga e colunista aqui do blog, Priscila Gatti, o Ilusões Literárias. São quatro perguntinhas super rápidas e cada uma diz respeito a uma das fases da lua.

14 de abril de 2018

Resenha: Uma Irmã

Ao ter suas férias pacatas transformadas por Hélène, o jovem Antoine passa a viver os dias mais intensos de sua vida, repletos de emoção e receios. De forma sutil, ainda que forte, ele vai descobrindo um universo feminino tão gracioso quanto perturbador. E o que poderia ser apenas mais uma história de verão, se transforma, pelas mãos de Vivés, em uma narrativa apaixonante. Um conto delicado e sensual sobre o despertar de um adolescente que provoca um turbilhão de sentimentos.

Título Original: Une Souer
Autor: Bastien Vivès
Páginas: 216
Tradução: Fernando Scheibe
Editora: Nemo
Livro recebido em parceria com a editora

Apesar de não aparecerem muitas resenhas do gênero por aqui — principalmente pela minha dificuldade em falar sobre coisas mais gráficas —, mas eu sempre gostei muito de ler histórias em quadrinhos. Uma Irmã deixa uma sensação de nostalgia na gente, porque acaba mostrando varias atitudes que muitos de nós fazíamos quando éramos adolescentes. Apesar das lembranças e o meu envolvimento com o enredo, algumas coisas me incomodaram um pouco e vocês entenderão o porquê.

12 de abril de 2018

Resenha: Coroa da Meia-Noite

Selaena Sardothien, a melhor assassina de Adarlan, tornou-se a assassina real depois de vencer a competição do rei e se livrar da escravidão das Minas de Sal de Endovier. Mas sua lealdade nunca esteve com a coroa. Tudo o que deseja é ser livre — e fazer justiça. Nos arredores do castelo, surgem rumores a respeito de uma conspiração contra misteriosos planos do rei, mas antes de cuidar dos traidores, Celaena quer descobrir exatamente que planos são esses. O que ela não imaginava é que acabaria em meio a uma perigosa trama de segredos e traições tecida ao redor da coroa. Enquanto a amizade entre ela e o capitão Westfall cresce cada vez mais, o príncipe Dorian se afasta, imerso em seus próprios dilemas e descobertas. A princesa Nehemia acaba se tornando uma conselheira e confidente, mas sua atenção está mais voltada para outros assuntos. Em Adarlan, um segredo parece se esconder por trás de cada porta trancada, e Celaena está determinada a desvendar todos eles para proteger aqueles que aprendeu a amar. Mas o tempo é curto, e as ameaças ao redor castelo de vidro estão cada vez mais próximas. Quando menos se espera, uma trágica noite mudará a vida de todos no reino, e mais do que nunca Celaena quer descobrir a verdade para fazer justiça.

Título Original: Crown of Midnight
Autora: Sarah J. Maas
Páginas: 392
Tradução: Mariana Kohnert
Editora: Galera Record 

Coroa da Meia-Noite é o segundo volume da série Trono de Vidro, da autora Sarah J. Maas. Após vencer a competição e se tornar a assassina oficial do rei, Celaena vê sua liberdade cada vez mais próxima. Nesse segundo volume, diferente do primeiro, a história se desenvolve num ritmo frenético. Tem sempre alguma coisa acontecendo, mais e mais mistérios vão surgindo, os relacionamentos e os conflitos são constantes e envolventes. 

9 de abril de 2018

Resenha: Cartas Secretas Jamais Enviadas

Você já desejou poder voltar no tempo e dar conselhos para si mesmo? Já quis ter coragem de falar como é forte o amor que sente por alguém? Alguma vez já se perguntou por que uma pessoa importante na sua vida parou de falar com você? A partir de contribuições anônimas, Emily Trunko reuniu nesta coletânea cartas que revelam segredos profundos de quem as escreveu. Afinal, muitas vezes o único jeito de lidar com nossos sentimentos mais intensos — seja um amor incondicional ou uma perda irreparável — é botando tudo no papel. A leitura destas cartas nos permite mergulhar na vida de seus remetentes e, ao mesmo tempo, redescobrir nossa própria história e perceber que, mesmo nos piores momentos, não estamos sozinhos.

Título Original: Dear My Blank
Organização: Emily Trunko
Páginas: 200
Tradução: Fabricio Waltrick
Editora: Seguinte
Livro recebido em parceria com a editora

Não sei dizer o que me fez escolher ler Cartas Secretas Jamais Enviadas, de Emily Trunko, mas quando peguei o livro, sem nenhuma perspectiva sobre o que me esperava, senti como se tivesse levado um soco na boca do estômago. Fiquei fascinada e atordoada com o impacto que cada carta exerceu sobre mim e com a quantidade de emoção impregnada em cada linha. Há uma sinceridade tão explícita nas palavras que chega a doer.
 
Layout feito por Vinícios Costa editado por Silviane Casemiro | Todos os direitos reservados ©